FRASES E VERSINHOS DOS VELHOS TEMPOS

Propaganda
FRASES E VERSINHOS DOS VELHOS TEMPOS
Recolhidas por Paulo Cadaval
Janeiro de 2011
Sino coração da aldeia
Coração sino da gente
Um a sentir quando bate
Outro a bater quando sente
(Papai, Vovô Luiz)
Quem passou pela vida em brancas nuvens
E em plácido repouso adormeceu
Quem não sentiu o frio da desgraça e não sofreu,
Foi espectro de homem, não foi homem
Só passou pela vida, não viveu
(Vovó Belinha, Papai e Tia Delfina)
Quem é burro peça a Deus que o mate e ao diabo que o carregue.
(Papai, Vovô Luiz)
Quando a cabeça não ajuda o corpo padece.
(Papai, Vovô Luiz)
Tanto faz dar na cabeça como do pescoço para cima.
(Papai, Vovô Luiz)
Trinta dias tem setembro, abril, junho e novembro.
Vinte e oito fevereiro tem e se for bissexto mais um lhe deem.
E os demais, que sete são, trinta e um todos terão
(Vovó Belinha, ensinando aos netos como saber quantos dias tem cada mês).
Nossa Senhora da Bicicletinha
Dai-me equilíbrio.
(Amiga da Ana Maria)
Se é pau de jangada é pau que bóia!
(Nédio, pernambucano e meu colega na Escola de Engenharia. Ele dizia isto depois
que, finalmente, entendia uma explicação)
Este menino parece que tem bicho carpinteiro.
(Este menino parece que tem bicho pelo corpo inteiro. Passei muito tempo procurando
este bicho, até que o José Francisco matou a charada).
Cor de burro quando foge (corro de burro quando foge).
Esta comida tem gosto de cabo de guarda-chuva... (mistério até hoje, agosto de 2011.
Alguém sabe?)
Download
Random flashcards
modelos atômicos

4 Cartões gabyagdasilva

paulo

2 Cartões paulonetgbi

Anamnese

2 Cartões oauth2_google_3d715a2d-c2e6-4bfb-b64e-c9a45261b2b4

A Jornada do Herói

6 Cartões filipe.donner

Estudo Duda✨

5 Cartões oauth2_google_f1dd3b00-71ac-4806-b90b-c8cd7d861ecc

Criar flashcards