antropologia da política

Propaganda
UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA
PROGRAMA DE DISCIPLINA
DEPARTAMENTO:
CIÊNCIAS SOCIAIS
IDENTIFICAÇÃO DA DISCIPLINA:
CÓDIGO
ISP1025
NOME
(T-P)
ANTROPOLOGIA DA POLÍTICA
(4-0)
OBJETIVOS :
Compreender a política como categoria etnográfica, a perspectiva
histórica na antropologia da política, as configurações sociais e as
diferentes visões da política, a modernidade e a divisão da política
como um campo da vida social.
PROGRAMA:
TÍTULO E DISCRIMINAÇÃO DAS UNIDADES
UNIDADE 1 - MAPEAMENTO DO CAMPO
1.1
– Antropologia
Política
Política,
antropologia
da
Política
e
Ciência
UNIDADE 2 – FUNCIONALISTAS E ESTRUTURALISTAS
2.1 – Contribuições da Antropologia Social Britânica e da Etnologia
Francesa.
UNIDADE 3 - POLÍTICA E RITUAL
3.1 – O Drama, a Performace e a História na Antropologia da Política.
UNIDADE 4 - REPRESENTAÇÃO, ELEIÇÃO E VOTO
4.1 – Facções, poder local e a “grande Política”.
UNIDADE 5 - NAÇÃO, ESTADO, GLOBALIZAÇÃO E FRONTEIRAS
5.1 – Antropologia da Política e a globalização.
PROGRAMA: (continuação)
Data:__/__/____
__________________________
Coordenador do Curso
Data:__/__/____
___________________________
Chefe do Departamento
DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS
BIBLIOGRAFIA
ISP1025
ANTROPOLOGIA DA POLÍTICA
(4-0)
BARNES, J.A. "Redes sociais e processo político". In: FELDMAN-BIANCO, Bela
(org.). Antropologia das sociedades contemporâneas. São Paulo, Global,
1987, p. 159-193.
BEZERRA, Marcos Otávio. “Políticos, representação política e recursos
públicos”. Horizontes Antropológicos, v. 7, n. 15, p. 181-207.
BHABHA, Homi. "DissemiNação. O tempo, a narrativa e as margens da nação
moderna" e "O Pós-colonial e o Pós-moderno. A questão da agência". In:
____. O local da cultura. Belo Horizonte, Ed. UFMG, 1998, pp. 198-238
e 239-273.
BOURDIEU, Pierre. “Sobre o poder simbólico”. In: _____. O poder simbólico.
Lisboa, Difel, 1989, p. 7-16.
BOURDIEU, Pierre. “A representação política. Elementos para uma teoria do
campo político”. In: _____. O poder simbólico. Lisboa, DIFEL, 1989, p.
163-207.
CHEVALIER, Sophie. “Uma sociedade em mudança. Antropologia de uma
transição na Bulgária”. Horizontes Antropológicos, v. 7, n. 15, p. 3755.
CLASTRES, Pierre. “A sociedade contra o Estado”. In: ____. Sociedade
contra o Estado. Rio de Janeiro, Francisco Alves, p. 132-152
COMAROFF, John e COMAROFF, Jean. “Naturalizando a nação: estrangeiros,
apocalipse e o Estado pós-colonial”. Horizontes Antropológicos, v. 7,
n. 15, p. 57-106.
ELIAS, Norbert. “O rei prisioneiro da etiqueta e das chances de
prestígio”. In: _____. A sociedade de corte. Rio de Janeiro, Jorge
Zahar Editor, 2001, p. 132-159.
ELIAS, Norbert. “Introdução”. In: _____. Os alemães. A luta pelo poder e a
evolução do habitus nos séculos XIX e XX. Rio de Janeiro, Jorge Zahar
Editor, 1997, p. 15-31.
ELIAS, Norbert. “Civilização e violência. Sobre o monopólio estatal da
violência física e sua transgressão”. In: _____. Os alemães. A luta
pelo poder e a evolução do habitus nos séculos XIX e XX. Rio de
Janeiro, Jorge Zahar Editor, 1997, p. 159-189.
ELIAS, Norbert. “Observações sobre a fofoca”. In: _____. Os estabelecidos
e os outsiders. Rio de Janeiro, Jorge Zahar, 121-133.
FONSECA, Claudia. “Fofocas e violência”. In: _____. Família, fofoca e
honra. Editora da UFRGS, 2000, p. 13-51.
FORTES, Meyer & EVANS-PRITCHARD, E.E. (eds.). “Introdução”. Sistemas
Políticos Africanos. In: _____. [LLOBERA, J.R. Antropologia política.
Barcelona, Anagrama, 1979, p. 87-105]
GEERTZ, Clifford. Negara, o Estado teatro no século XIX. Rio de Janeiro,
DIFEL, 1991 [Cap. 1-2: p. 13-63; cap. 4 e Conclusão: p. 127-171].
GEERTZ, Clifford. “Centros, reis e carisma: reflexões sobre o simbolismo
do poder”. In: _____. O saber local. Novos ensaios em antropologia
interpretativa. Petrópolis, Vozes, 2000, p. 182-219.
GEERTZ, Clifford. “O mundo em pedaços: cultura e política no fim do
século”. In: ____. Nova luz sobre a antropologia. Rio de Janeiro,
Jorge Zahar, 2001, p. 191-228.
GENTILI, Ana Maria. “Antropologia política”. In: BOBBIO, Norberto &
MATEUCCI, Nicola & PASQUINO, Gianfranco. Dicionário de política.
Brasília, Edunb, 1992, p. 45-49.
KERTZER, David. “Rituais políticos e a transformação do Partido Comunista
Italiano”. Horizontes Antropológicos, v. 7, n. 15, p. 15-36.
LEACH, Edmund Ronald. Sistemas políticos da alta Birmânia. São Paulo,
EDUSP, 1996. “Introdução” (p. 65-80); cap. 3 (p.93-121); cap. 6 (247-
272); cap. 9 e Conclusão (p.307-333).
MEYER, Adrian C. "A importância dos 'quase-grupos' no estudo das
sociedades complexas". In: FELDMAN-BIANCO, Bela (org.). Antropologia
das sociedades contemporâneas. São Paulo, Global, 1987, p. 127-158.
OLIVEIRA FILHO, João Pacheco de. “Antropologia política”. In: SILVA,
Benedeto
(coord.). Dicionário de Ciências Sociais. Rio de Janeiro,
FGV, 1987, p. 64-67.
PALMEIRA, Moacir & HEREDIA, Beatriz. Os comícios e a política de facções.
Anuário Antropológico, n. 94, p. 31-94.
PALMEIRA, Moacir. “Política e tempo: nota exploratória”. In: PEIRANO,
Mariza. O dito e o feito. Ensaio de antropologia dos rituais. Rio de
Janeiro, Relume Dumará, 2002, p. 171-177.
PEIRANO, Mariza. “Antropologia política, ciência política e antropologia da política”. In: ____. Três ensaios
breves. Brasília, UNB, série antropologia, 230, p. 17-29.
PEIRANO, Mariza. “A análise antropológica de rituais”. In: ____ (org.). O
dito e o feito. Ensaio de antropologia dos rituais. Rio de Janeiro,
Relume Dumará, 2002, p. 17-40.
SAHLINS, Marshall. “Cosmologias do capitalismo: o setor transpacífico do
sistema mundial”. Religião e sociedade, v. 16, n. 1-2, 1992, p. 8-25.
SAHLINS, Marshall. “O pessimismo sentimental e a experiência etnográfica:
por que a cultura não é um objeto em via de extinção Mana, v. 3, n. 1,
[Parte I. p. 41-73] e [Parte II, v, 3, n. 2, p. 103-150].
TAMBIAH, Stanley J. Conflito etnonacionalista e violência coletiva no sul
da Ásia. Revista Brasileira de Ciências Sociais, v. 12, n. 34, jun.
1997, pp. 5-37.
TEIXEIRA, Carla Costa. “Decoro parlamentar: esferas pública e privada na
vida política” e “Affaire Barreto Pinto: a construção de uma imagem
indecorosa”. In: _____. A honra da política. Rio de Janeiro, Relume
Dumará, 1998, p. 39-106.
WEBER, Max. Ciência e política: duas vocações. São Paulo, Cultrix, 1967.
WEBER, Max. “Comunidades políticas” [cap.
e "Dominação patriarcal e
dominação patrimonial". In: _____. Economia e Sociedade. Brasília,
UnB, v. 2, 1999, p. 155-186.
Data:__/__/____
__________________________
Coordenador do Curso
Data:__/__/____
___________________________
Chefe do Departamento
Download
Random flashcards
paulo

2 Cartões paulonetgbi

teste

2 Cartões juh16

Matemática

2 Cartões Elma gomes

Criar flashcards