Isto não é uma peça de teatro - traduçãox

Propaganda
ISTO NÃO É UMA PEÇA DE TEATRO
Jornalista experimenta o gravador.
Jornalista – Teste, teste.
Repete a gravação.
J – Podes dizer alguma coisa?
Autor – O quê?
J – Qualquer coisa.
A – Qualquer coisa.
J – Espera… Agora.
A – Qualquer coisa.
J – Obrigado.
Repete a gravação
J.- Isto não é uma peça de teatro
A.- Por que dizes isso?
J – O quê?
A – que isto não é uma peça de Teatro?
J.- Parece mais uma entrevista
A.- É uma peça de teatro, tem personagens, conflitos, o que se pode pedir mais?
J.- Água
1
A.- Em cena dois sofás e dois atores. Ele e eu. Podes me arranjar um copo de água?
J – Não.
A - Eu escritor de romances e ele jornalista.
J.- Porque estás a explicar tudo? É melhor o público ir descobrindo pouco a pouco quem somos, se
souber tudo não há mistério.
A.- O público quer tudo mastigado. Quanto mais fácil melhor. Não quer pensar.
J.- Não estou de acordo. O público quer enredo, suspense e intrigas.
A.- Não me importa o que o público quer. Só quero que fique bem claro qual é o papel de cada um de
nós.
J.- Odeio as obras que não começam quando têm de começar.
A.- Esta já começou. Vou explicar onde estamos.
J.- Chega! Não é preciso! Não quero que faças o público de parvo. Vou-me embora.
A.- Não é preciso que digas “vou-me embora”, podes simplesmente ir.
Vai-se embora
A.- Já volta, ele não aguenta não estar em palco, uma vez confessou-me que tem mais prazer em estar
em palco do que estar na própria vida.
Volta
J.- Eu não disse isso!
A.- Disseste e contaste-me os problemas que tiveste, como era com a tua mulher, foi por causa disso.
2
J – Eu?
A – Sim…que gostavas de estar mais vezes enfiado aqui do que estar com ela.
J.- Estás a inventar. Não vamos por aí...
A.- Eu disse que ele voltava. É sempre assim. Está assim escrito.
J.- Isto não faz parte da peça
A.- Qual peça? Tu mesmo disseste que “ Isto não é uma peça de teatro!”
J.- Isso soa-me Magritte
A.- Magritte era pintor
J.- Sim
A.- Vais começar a mostrar a tua sabedoria?
J.- Só disse que me soava a Magritte isso de "Isto não é uma peça de teatro"
A.- A mim não me soa a nada
J.- Cest non a pipe
A.- Não sei francês
J.- Então como é que sabes que o que disse é francês?
A.- Soa-me a francês
J.- A mim soa-me a Magritte
A.- Ficamos por aqui.
3
J.- Não, seguimos, vamos chegar a algum lado.
A - Ontem pus-me para aqui a pensar que os jornalistas vão às reportagens com perguntas das quais já
sabem as respostas.
J.- Então porque é que pensas que perguntam?
A.- Quando o entrevistado não responde ao que eles querem, forçam e insistem até conseguirem a
resposta que querem.
J.- Isso é grave
A.- Só digo isto porque como estás a fazer de jornalista é bom que saibas como são.
J.- Obrigado, vou pensar nisso.
A.- Vamos começar
J.- Já começámos
A.- Há que dizer como é o escritor
J.- Qual escritor?
A.- O que vais entrevistar, a personagem que eu vou fazer
J.- Pensava que era o escritor da peça
A.- Qual peça?
J- A que estamos a fazer
A.- Não estamos a fazer nenhuma peça
J.- Isto é uma peça de teatro
4
A.- Isto não é uma peça de teatro
5
Download
Random flashcards
paulo

2 Cartões oauth2_google_ddd7feab-6dd5-47da-9583-cdda567b48b3

Criar flashcards