24082014 - O centro do coração de Deus

Propaganda
SUGESTÃO DE QUEBRA-GELO: Se você recebesse uma grande quantia de dinheiro, o que você faria primeiro?
LOUVOR E ADORAÇÃO: Jesus, filho de Deus – Fernandinho - (Lembre-se de fazer cópia dos cânticos).
CONFISSÃO DA PALAVRA: Gn. 30.1b
O CENTRO DO CORAÇÃO DE DEUS - Gn. 1. 28
Introdução: Na vida cristã nada é mais importante que agradar o Senhor e fazer a Sua vontade. O problema é que em vez de procurar
conhecer a vontade de Deus, muitos simplesmente a presumem a partir do que eles próprios imaginam.
Deus somente receberá o que foi feito segundo o Seu desejo e a Sua vontade. Se quisermos agradá-lo, não basta fazer com amor e carinho, é
preciso fazer o que Ele deseja. Agradar a Deus é como dar-lhe um presente.
Dar presentes não é mesmo algo fácil, mas há algumas dicas para sermos bem-sucedidos, que também podem ser aplicadas ao Senhor.
A primeira dica importante é não dar algo de que particularmente gostamos, mas que temos certeza de que o outro gostará.
A segunda dica é dar algo que sabemos que ele necessita.
A terceira é infalível: pergunte. E então dê o que ele pedir.
Algumas pessoas poderiam falar, descobrir uma necessidade de Deus, nos soa como heresia. Deus não precisa de nada, argumentam alguns.
Acontece que o Deus auto-suficiente escolheu fazer de nós Seus cooperadores, somos ajudantes de Deus. Parece loucura, mas é a mais
gloriosa verdade. Logo, Deus necessita de algo que Ele não tem e que nós podemos lhe dar.
Há algo que Deus não tem e que deseja profundamente. Vamos investigar na Sua Palavra o que será. Em algum lugar da Bíblia, Ele deve ter
revelado o desejo do Seu coração.
F.t. em primeiro lugar...
I – O CENTRO DO CORAÇÃO DE DEUS
O centro do coração de Deus é o anseio de ter filhos, esse é o Seu desejo, que não mudou no decorrer dos séculos. Portanto, em Gênesis
capítulo 1, podemos descobrir o desejo do coração de Deus ao criar o homem. A primeira pista é que, ao criar o homem, Deus não o colocou
em uma linha de montagem, em uma fábrica ou algo parecido, mas em um jardim. Não fomos criados para fazer coisas para Deus, mas para
sermos o Seu deleite. Por isso, Adão foi colocado em um jardim. E éden significa delícias.
O Jardim do Éden era lugar de prazer e de desfrute. Ao colocar o homem em um jardim, Deus estava dizendo: “Eu quero deleitar-me com
você”. Não é maravilhoso?
A segunda pista é a bênção de Deus. Uma vez que Seu propósito – a existência do homem – já havia se cumprido, Deus então o abençoou.
Lembre-se disto: a bênção de Deus confirma o Seu propósito. Deus só abençoa o que está em linha com o Seu propósito.
Lembre-se foi assim Isaque, Samuel, nasceram para cumprir um propósito de Deus.
Deus estabeleceu o lugar da bênção para você sl. 133. Se você quer ser abençoado, deve sair de onde estiver e ir para o lugar que Deus
estabeleceu para você. Quando fazemos isso, estamos na posição da bênção, no propósito de Deus, no centro do coração d’Ele.
E, por isso, quem estiver em linha com o coração d’Ele desfrutará da bênção. Se quisermos ver prosperidade e avanço, devemos, de alguma
maneira, tocar no propósito de Deus, no que está em Seu coração.
Uma outra pista: o homem foi criado no sexto dia. Nos dias anteriores, Deus arrumou a casa para a chegada do homem, como um casal que
espera um filho e arruma o quarto para o bebê que está chegando.
Adão foi criado no sexto dia, logo, seu primeiro dia, foi o sétimo de Deus. Imagine a cena: Adão se levanta e diz para o Senhor: “Vamos fazer
alguma coisa!” Deus amorosamente lhe responde: “Hoje é sábado, Adão. Eu separei o dia para ficar com você”.
A Bíblia diz que Deus descansou. Descanso, nessa passagem de Gênesis, não se relaciona ao cansaço, mas à satisfação. Deus estava
satisfeito. Ele havia alcançado o desejo de Seu coração: criara o homem à Sua imagem e agora a terra seria cheia com Seus filhos. Deus fez o
homem para um fim, de desfrutar. Até que veio o pecado. E o pecado quebrou o descanso de Deus. Por isso Jesus disse: “Meu Pai trabalha
até agora, e eu trabalho também”.
O mais grave a respeito do pecado é que ele interrompeu o desfrute de Deus, no qual, somos convidados a entrar novamente hoje, no
descanso do desfrute e da fecundidade.
F.t. em segundo lugar...
II – PRECISAMOS APRENDER GERAR
Há um princípio básico que sustenta a igreja de programa, assim como há um princípio fundamental na base da igreja em células. A
mentalidade básica da igreja de programas é o fazer algo para Deus. Não há preocupação com resultados ou propósitos, desejam apenas a
satisfação de estarem envolvidos fazendo algo.
O importante é está tocando para Deus, fazendo teatro para Deus, cantando ou fazendo qualquer outra coisa para Deus.
Naturalmente, não estou dizendo que seja errado fazer coisas para Deus. Não é questão de certo ou errado, de conflito entre o pecaminoso e
o santo. Para nós, é uma questão de paradigma, de modelo.
Supomos que tanto os que fazem coisas quanto os que geram filhos desejam agradar o Senhor. A grande questão é qual dos dois paradigmas
atinge melhor o objetivo de agradar o coração do Pai. Os que fazem coisas e promovem atividades realizam coisas louváveis, obras de
misericórdia, serviços, artes e outras realizações. Quem faz coisas para Deus deseja algo bom e até louvável. Trata-se de uma maneira de
enxergar o próprio relacionamento com Deus, baseado sempre no fazer coisas para o Senhor. Acreditam que só agradam a Deus quando
estão fazendo coisas para Ele.
Em oposição a esse modelo, há quem entenda que no coração de Deus está o gerar. Não que não façam mais coisas, mas essas coisas não
são um fim em si mesmas, são apenas um meio de gerar mais filhos para Deus.
O centro do nosso trabalho é gerar filhos para Deus. Claro que fazemos muitas coisas necessárias. Temos que ligar e operar o som, temos
que ter bons ministros de louvores, temos os irmãos na portaria e recepção. Muitas coisas são feitas e elas são necessárias, todavia não são
um fim em si mesmas. A ordem do Senhor não mudou. O propósito de Deus não muda, não se iluda. Deus quer que geremos filhos. Gerar
filhos exige fé, fazer coisas exige trabalho. Você precisa de fé ore a Deus.
COMPARTILHAMENTO:
1. O que você tem feito para agradar a Deus?
2. O que você entendeu do centro do coração de Deus?
MOMENTO DE ORAÇÃO E OFERTA:
 ORAÇÃO: Ore para que tenhamos um avivamento em nossas reuniões. (Invista!). OFERTA: Ofertamos por amor!
Download
Random flashcards
Estudo Duda✨

5 Cartões oauth2_google_f1dd3b00-71ac-4806-b90b-c8cd7d861ecc

Criar flashcards