SP, 13/06/14 Português - Resumo do conteúdo estudado em

Propaganda
SP, 13/06/14
Português
- Resumo do conteúdo estudado em Gramática: sujeito simples + sujeito
composto + sujeito indeterminado + oração sem sujeito + predicado nominal
(verbo de ligação + predicativo do sujeito) + predicado verbal (verbo intransitivo
e transitivo direito, indireto e direto indireto)
 Tipos de sujeito:
Sujeito simples é o que apresenta apenas um núcleo.
Sujeito composto é o que apresenta dois ou mais núcleos.
Sujeito desinencial (oculto) é o que não está diretamente explícito na
oração, mas pode ser identificado pelo contexto.
Sujeito indeterminado é aquele que não aparece expresso na oração nem
pode ser identificado, ou porque não se quer ou por se desconhecer quem
pratica a ação. O verbo está sempre na terceira pessoa do plural.
 Oração sem sujeito:
Oração sem sujeito é aquela em que a declaração expressa pelo predicado
é atribuída a nenhum ser. Nesse tipo de oração, o verbo é impessoal.
Verbos impessoais:
Os verbos impessoais são sempre usados na 3ª pessoa do singular. Os
principais são:
1.
Os que indicam fenômenos da natureza: chover, nevar, trovejar,
anoitecer, fazer (calor frio), entardecer,... Ex: No horário de verão,
anoitece mais tarde.
2.
O verbo haver com o sentido de “existir”. Ex: Havia 30 pessoas na
festa ontem.
3.
Os verbos fazer, haver e ir quando indicam tempo decorrido. Ex: Faz
anos que não os vejo; Há dias espero por você; Vai para um mês que
não encontro meus primos.
4.
Os verbos ser e estar quando indicam tempo ou estado
meteorológico. Já era 24h00 quando voltamos da festa ontem; Está
muito frio em Nova Iorque.
 Predicado nominal:
Quando a idéia principal expressa pelo predicado não está no verbo, mas
na qualidade ou estado do sujeito, dizemos que é um predicado nominal.
O verbo, assim, tem a função de ligar a qualidade ou estado ao sujeito. É
chamado verbo de ligação e pode indicar permanência ou mudança de
estado ou apenas um estado.
O núcleo do predicado nominal é o predicativo do sujeito, função que pode
ser exercida por um adjetivo, substantivo ou por um pronome substantivo.
Exemplo:
Maria continua bonita
Sujeito
Verbo
Predicativo (característica do sujeito)
de ligação
(permanência de estado)
Esse livro parece bárbaro!
Sujeito Verbo de Predicativo (característica do sujeito)
ligação
(estado)
Carlos ficou contente quando nós chegamos!
Complemento
Sujeito Verbo de Predicativo (caracteristica/estado do sujeito)
ligação
(mudança de estado)
Exemplos de verbos que funcionam como verbos de ligação: ser, ficar,
continuar, permanecer, virar, estar, tornar.
 Predicado verbal:
O predicado verbal tem o verbo como núcleo. Esse indica uma ação
exercida pelo sujeito.
Exemplos:
Minha prima nasceu!
Sujeito
Verbo de ação
Os leitores aprovaram o projeto.
Sujeito
Verbo de Complemento
ação
O verbo do predicado verbal pode ser intransitivo ou transitivo:

Verbo intransitivo:
O verbo intransitivo é suficiente para transmitir o sentido básico do
predicado. Não é necessário haver um complemento verbal, mas pode
haver complemento adverbial para completar o verbo em circunstância de
tempo ou lugar.
Exemplos: Chove agora em São Paulo.
A ponte caiu.
Diversos pássaros voavam no céu.
Ele sorriu ontem à noite.
Isabela nasceu no hospital Albert Eisnten, em São Paulo.

Verbo transitivo:
O verbo transitivo não é suficiente para transmitir o sentido básico do
predicado. É necessário haver um complemento verbal.
São divididos em transitivo direto, indireto e direto e indireto.
o Verbo transitivo direto:
O verbo é classificado como transitivo direto quando o complemento objeto
vem diretamente ligado a ele, sem preposição.
Exemplos: O menino contaminara à si mesmo.
O cachorro quer carinho.
Ela executou o projeto facilmente.
Raquel comprou doces ontem.
Crianças da sua idade aprendem inglês com facilidade.
o Verbo transitivo indireto:
O verbo é transitivo indireto quando seu complemento objeto liga-se a ele
indiretamente, isto é, por meio de uma preposição.
Exemplos: Os habitantes do planeta Terra dependem de água para sobreviver.
Eu preciso de meias novas!
Ele precisa de carinho.
Todos duvidaram de seu projeto.
Ela acredita nos (em+os) anúncios de TV.
o Verbo transitivo direto e indireto:
O verbo é transitivo direto e indireto quando necessita de dois
complementos de uma só vez, um sem preposição (objeto direto) e um
com (objeto indireto).
Exemplos: Ele ofereceu carinho a ela.
O governo entrega a região com alto índice de pobreza a
especialistas.
O moço deu um buque de flores para ela.
Você emprestou uma revista a ela.
Mané ofereceu algum dinheiro ao (a) mendigo.

Banco de pronomes:
o (no, lo)
os (nos, los)
Objeto direto
a (na, la)
as (nas, las)
lhe
lhes
Exemplos:
Objeto indireto
Mané ofereceu algum dinheiro ao mendigo.
Verbo trasitivo
Objeto direto
Objeto indireto
direto e indireto
Mané ofereceu-lhe algum dinheiro.
Ao mendigo
(objeto indireto)
Mané ofereceu-o ao mendigo
Dinheiro (objeto indireto)
Um mesmo verbo pode mudar de sentido e consequentemente de
classificação conforme a frase. Exemplos:
As horas andavam rápidas naquela madrugada. (intransitivo)
Já andamos 10 km. (transitivo direto)
A inflação anda perto de 10%. (intransitivo)
Ela sempre anda com duas amigas na escola. (intransitivo)
O público anda insatisfeito com a obra. (verbo de ligação)
Download
Random flashcards
modelos atômicos

4 Cartões gabyagdasilva

teste

2 Cartões juh16

Estudo Duda✨

5 Cartões oauth2_google_f1dd3b00-71ac-4806-b90b-c8cd7d861ecc

Criar flashcards