0055.DCSh.CCHLA.MT.10.R.O.7 - PRAC

Propaganda
UFPB-PRG
XIII Encontro de Iniciação à Docência
0055.DCSh.CCHLA.MT.10.R.O.7
ANTROPOLOGIA E NUTRIÇÃO: uma experiência de monitoria
Marilia de Fatíma da Silva Araújo1 Ednalva Maciel Neves2 José Henrique Artigas de Godoy3
Curso de Ciências Sociais/CCHLA/UFPB – DCS - MONITORIA
Este trabalho apresenta a experiência de monitoria na área de antropologia, realizada junto ao
curso de nutrição/CCS, problematizando as diferenças e similaridade nas atitudes dos alunos
frente às disciplinas de antropologia em cursos que não são da área das ciências humanas. A
disciplina de antropologia compõe o fluxograma do curso de nutrição no segundo semestre
letivo após a realização da disciplina Ciências sociais aplicadas à saúde. O objetivo central
deste trabalho é a interação e troca de conhecimentos, como também adquirir experiência
acadêmica, pessoal, no âmbito da docência como caminho para novos objetivos a traçar, que
aos poucos foi sendo desenvolvido ao longo do curso com o auxílio do conhecimento já vivido
no curso de ciências sociais. A estratégia didática é estabelecer uma ligação da antropologia
com a saúde através da discussão sobre a contribuição dos conceitos antropológicos ao
campo da saúde e também do debate sobre aspectos próprios da saúde que podem ser
apreendidos a partir da perspectiva do paciente, tais como: sintomas, descobertas de doenças,
causas, atribuições de tratamento, paciente e suas repercussões e entendimentos na
sociedade. A monitoria participa acompanhando as aulas e no suporte ao professor de modo a
facilitar a relação de aprendizagem. Os textos estudados no curso de nutrição são os mesmos
ou similares aos vistos em ciências sociais apenas com uma abordagem adaptada ao contexto
saúde. Diante os aspectos metodológicos utilizados, percebi que em outras áreas a relação
com a antropologia depende da possibilidade de articular o conhecimento a ser transmitido
com o interesse da turma. No âmbito do curso de nutrição persiste uma preocupação com
mudanças de hábitos alimentares e com as singularidades dos diferentes grupos sociais. O
estranhamento sobre os hábitos alimentares em outras sociedades é muito visível entre os
alunos, ainda perplexos com as diferentes configurações sociais e sua influência sobre os
indivíduos. Manter a atenção e o interesse pelo tema das aulas é um desafio visto que parece
fugir do objetivo da “competência técnica” que será exigida durante a vida profissional. Por
isso, em termos de didática tenho admiração pela metodologia aplicada pela orientadora,
utilizando-se de estratégias didáticas como seminários, debates, assuntos, dinâmicas que
provocaram discussões e descontruções sobre temas que dizem respeito à valorização da
cultura do paciente e crítica em relação ao modelo biomédico, visto como autoritário e sem
contextualizar o paciente. A metodologia da antropologia é utilizada como ferramenta para os
futuros profissionais conhecerem melhor seus pacientes. A riqueza desta experiência é muito
importante para minha vida acadêmica, compreendendo que aos poucos estou incorporando
1
2
3
Monitora
Orientadora
Coordenadora
UFPB-PRG
XIII Encontro de Iniciação à Docência
esses ensinamentos e aprendizados sobre método pedagógico e relações professor-aluno em
situação de ensino-aprendizagem.
Palavras - chave: Antropologia da Saúde; Nutrição; Debate.
Download
Random flashcards
paulo

2 Cartões paulonetgbi

Anamnese

2 Cartões oauth2_google_3d715a2d-c2e6-4bfb-b64e-c9a45261b2b4

A Jornada do Herói

6 Cartões filipe.donner

teste

2 Cartões juh16

Estudo Duda✨

5 Cartões oauth2_google_f1dd3b00-71ac-4806-b90b-c8cd7d861ecc

Criar flashcards