AMEI escolar Ciências Naturais 8º ano – Resumo nº 3

Propaganda
AMEI escolar
Ciências Naturais
8º ano – Resumo nº 3
- Os Subsistemas do Sistema Terra
 A ecologia é a ciência que estuda as inter-relações
dos organismos entre si, destes com o meio
ambiente e quais as consequências disto.
 O sistema Terra é constituído pelos seguintes
subsistemas:
Biosfera - conjunto dos ecossistemas da
Terra;
Atmosfera;
Litosfera;
Hidrosfera.
 Exemplos de trocas de matéria e energia entre dois
dos seus subsistemas:
Biosfera/atmosfera - respiração dos seres
vivos;
Hidrosfera/atmosfera - ciclo da água;
Hidrosfera/biosfera - hematose branquial
dos peixes.
- Estrutura e Funcionamento dos
Ecossistemas
 Um ecossistema é um sistema dinâmico formado
pelos organismos, pelo meio físico-químico e pelas
interacções que estabelecem entre si.
 A biodiversidade é a diversidade de espécies num
determinado ambiente e está em constante mudança.
A biodiversidade existe na biosfera na qual os
organismos existem e interagem. O habitat é o
meio onde vive um organismo.
Conteúdos
1- Os Subsistemas
do Sistema
Terra
2- Estrutura e
Funcionamento
dos
Ecossistemas
3- Factores
Abióticos
Componentes de um Ecossistema
 Os ecossistemas são constituídos por:
factores bióticos, comunidade biótica ou biocenose organismos e as interacções que estabelecem entre si;
factores abióticos ou biótopo - constituem o ambiente ou o
meio físico-químico;
ligação sistémica.
Organismos - os organismos
que fazem parte do ecossistema
e as interacções que
estabelecem entre si são os
factores bióticos.
Ecossistema - os factores
abióticos e bióticos actuam em
conjunto, influenciando a
distribuição e a quantidade dos
organismos num ecossistema.
Organização dos Seres Vivos num Ecossistema
 Num ecossistema os seres vivos estão organizados
em sistemas denominados comunidades - conjunto
de organismos de diferentes populações num
ecossistema, bem como as interacções que
estabelecem entre si.
 As comunidades incluem diversas populações conjunto de organismos da mesma espécie, que
interagem umas com as outras.
 Uma espécie é um conjunto de organismos com
características idênticas que se reproduzem entre si,
originando descendentes férteis.
- Factores Abióticos
 A temperatura, a luz, a água (a salinidade) e o solo
são factores abióticos.
 Os factores abióticos são responsáveis pela
distribuição e quantidade dos organismos num
ecossistema.
Factor Limitante
 Cada factor abiótico pode favorecer ou dificultar o
desenvolvimento de um organismo, de uma
população ou de uma comunidade. Quando os
Meio físico-químico os factores abióticos temperatura, luz, água,
solo - constituem o meio
físico-químico.
valores (altos ou baixos) de um determinado factor
impedem o desenvolvimento de uma espécie, este
passa a ser um factor limitante.
 Na zona de temperatura óptima ocorre o maior
desenvolvimento da população. Junto dos limites de
tolerância (máxima e mínima) a população
diminui, porque menos organismos são capazes de
sobreviver com estes intervalos de temperatura.
Influência da Temperatura nos Animais
 Os animais podem ser:
Poiquilotérmicos (ou animais de
temperatura variável ou ectotérmicos) - a
variação da temperatura provoca a variação da
sua temperatura interna. Exemplos: peixes,
répteis, anfíbios e insectos.
Homeotérmicos (ou animais de temperatura
constante ou endotérmicos) - são capazes de
manter a sua temperatura interna constante,
mesmo quando a temperatura ambiental varia.
Exemplos: mamíferos e aves
 Para sobreviver cada organismo tem de ser capaz de
resistir às variações de temperatura do seu habitat.
Para tal recorrem a adaptações:
Morfológicas: - Quantidade de gordura
subcutânea;
- Tamanho e densidade dos
pêlos e das penas;
- Tamanho das extremidades
(orelhas e focinho).
Comportamentais: - Hibernação;
- Estivação;
- Migração.
 A hibernação é um estado de dormência em que o
animal reduz ao mínimo a sua actividade, durante a
estação fria. A estivação é um estado de dormência
em que o animal reduz ao mínimo a sua actividade,
durante a estação quente.
 A migração - movimento sazonal regular dos
animais de um local para o outro - dá-se na origem
da busca de mais alimentos, em locais mais quentes.
Influência da Temperatura nas Plantas
 As plantas são seres vivos fixos ao solo, e como tal,
têm de resistir às diferenças de temperatura para
poderem sobreviver.
 Nas regiões frias, onde neva abundantemente, as
árvores de folha persistente apresentam forma cónica
para que a neve possa escorregar sem partir os ramos.
 As árvores de folha caduca perdem as folhas nas
estações mais frias e mantêm-se em estado de vida
latente até a temperatura subir.
 Outras plantas sobrevivem às baixas temperaturas
ficando reduzidas aos órgãos subterrâneos (rizomas,
tubérculos ou bolbos) ou a sementes.
Influência da Luz nos Animais
 Os animais podem dividir-se em:
Lucífilos - se procuram locais bem iluminados
(necessitam de elevada intensidade luminosa).
Exemplos: borboletas, cobras, mosquitos.
Lucífugos - se evitam a luz. Exemplo:
morcego.
 O fotoperíodo influencia a hibernação, migração e os
ciclos reprodutivos.
Influência da Luz nas Plantas
 Nos ecossistemas florestais, a captação de luz
determina nas plantas uma distribuição por estratos,
pois nem todas as plantas têm a mesma necessidade
de luz.
 As árvores que ocupam o estrato arbóreo da floresta
captam mais luz. A penetração de luz diminui no
estrato arbustivo e no estrato herbáceo as plantas
crescem com menos luz.
Vocabulário:
Fotoperíodo número de horas de
luz durante um dia
 As plantas podem classificar-se em:
Heliófilas (ou plantas de sol) - desenvolvemse em locais bem iluminados. Exemplos:
girassol, carvalhos, cereais;
Umbrófilas (ou esquiólifas ou plantas de
sombra) - preferem locais com menor
luminosidade. Exemplos: fetos, avencas,
musgos.
 Os fototropismos são os movimentos que as plantas
realizam em direcção à luz.
Influência da Água nos Seres Vivos
 As plantas de clima seco apresentam adaptações à
captação e armazenamento de água: raízes
superficiais longas, caules carnudos, folhas reduzidas
a espinhos e folhas revestidas por cutícula para evitar
a perda de água.
 Os animais do deserto têm a capacidade de controlar
as suas perdas de água: impermeabilização do corpo,
diminuição da produção de urina e transpiração e
obtenção de água a partir de uma acumulação de
gordura.
Download
Random flashcards
modelos atômicos

4 Cartões gabyagdasilva

paulo

2 Cartões paulonetgbi

Anamnese

2 Cartões oauth2_google_3d715a2d-c2e6-4bfb-b64e-c9a45261b2b4

teste

2 Cartões juh16

Estudo Duda✨

5 Cartões oauth2_google_f1dd3b00-71ac-4806-b90b-c8cd7d861ecc

Criar flashcards