Circulação completa e incompleta

Propaganda
SISTEMA
CIRCULATÓRIO
COMPARADO
Poríferos


Não apresentam organização tissular.
A difusão aparece como forma de trocar
alimentos, gases respiratórios e excretas
entre si e com o meio.
PORÍFEROS:
Por serem animais filtradores,
as esponjas dependem da
água que fazem circular pelo
corpo para a execução de
todas as suas funções. O fluxo
de água que entra pelos poros
do corpo do animal e sai pela
sua abertura maior, o ósculo, é
mantido pelo batimento do
flagelo de milhares de células
que compõem o revestimento
interno das esponjas - os
coanócitos.
O melhor fluxo de água observado nas esponjas do tipo
Leuconóide (Leucon), o que justifica seu sucesso evolutivo,
quando comparado aos demais tipos.
As esponjas de maior tamanho são todas do tipo Leucon.
Cnidários


Cnidários  não há ainda a formação típica de
órgãos.
A difusão aparece como forma de trocar alimentos,
gases respiratórios e excretas entre as células e
com o meio.
Platelmintos


Platelmintos  a possibilidade do
desenvolvimento de órgãos e sistemas,
não leva ainda à organização de um
aparelho circulatório.
A difusão aparece como forma de trocar
alimentos e gases respiratórios.
Nematelmintos


Não apresentam sistema circulatório.
A difusão aparece como forma de trocar
alimentos e gases respiratórios entre as
células e com o meio.
NEMATELMINTOS


Pseudoceloma  maior
eficiência no transporte
e distribuição de
substâncias entre as
células.
Tal líquido porém não
pode ser chamado de
sangue, pois não
apresenta nenhuma
característica
necessária para tanto.
O CORAÇÃO:
O coração é um órgão muscular oco que, dependendo da complexidade do
animal considerado, pode conter de 1 até 4 cavidades, representadas por no
máximo dois átrios e dois ventrículos.
O átrio possui paredes mais finas e é por onde o sangue proveniente das
diversas partes do corpo entra no coração.
O ventrículo apresenta paredes mais espessas e musculosas e é responsável
por expelir o sangue do coração em direção ao corpo.
Tipos de Sistemas Circulatórios:
No sistema circulatório aberto o sangue movese lentamente; a pressão no interior dos vasos é
pequena, o que só permite a condução do
sangue a curtas distâncias.
No sistema circulatório fechado o sangue
permanece no interior dos vasos e a pressão,
ao contrário do observado na circulação
aberta, é maior, permitindo um fluxo
eficiente e rápido do sangue, que pode
percorrer grandes distâncias em pouco
tempo.
Os vasos sanguíneos:
Nos animais de circulação fechada, podemos identificar, de acordo com a
complexidade de seu corpo, até cinco categorias de vasos sangüíneos:
artérias, arteríolas, capilares, vênulas e veias.
Moluscos

Primeiros animais da escala evolutiva a apresentarem um
aparelho circulatório típico, com coração, vasos sanguíneos
e um líquido circulante chamado sangue.
Moluscos



O sangue da maioria dos moluscos
apresenta a hemocianina como pigmento
respiratório, embora alguns poucos
representantes deste filo possam
apresentar hemoglobina.
Celoma  restrito à cavidade pericárdica.
Circulação  aberta ou lacunar (exceto
cefalópodes  fechada).
Moluscos


Na maioria dos moluscos, o coração apresenta
um ou dois átrios e um ventrículo.
Cefalópodes  existência de pequenos
conjuntos de corações juntos às brânquias:

aumenta grandemente a velocidade de
circulação sangüínea nos órgãos respiratórios e,
conseqüentemente, a taxa metabólica.
ANELÍDEOS:
O sistema circulatório fechado bem desenvolvido, por onde
circula o sangue que possui a hemoglobina como pigmento
respiratório.
Nas minhocas, na região
anterior circundando o
esôfago, existem de quatro
a cinco vasos transversais
com elevado poder de
contração denominados
“corações laterais”. O vaso
dorsal, no entanto, é
contrátil e representa o
principal meio de
propulsão do sangue.
ARTRÓPODES:
A circulação é aberta, e o sangue desses animais, pode ou não conter pigmento
respiratório.
Nos insetos o coração é um tubo alongado, de posição dorsal, cujas paredes
apresentam vários orifícios laterais com válvulas, os ostíolos, por onde entra o
sangue vindo das lacunas do corpo.
Nos insetos, diferente dos demais grupos, o sangue é incolor não apresentando
nenhum tipo de pigmento respiratório, portanto, o sistema circulatório não
transporta gases, transporta apenas nutrientes e remove toxinas.
EQUINODERMOS:
Nos equinodermos como a estrela-do-mar, não observamos a presença
de um sistema circulatório típico, não há sangue nem coração. Neles, a
função circulatória é realizada pelo líquido celomático, que preenche as
lacunas no interior do corpo do animal e que também circula por um
sistema de canais e câmaras denominado sistema pseudo-hemal. Em
função da inexistência de pigmento respiratório o líquido celomático
desenvolve apenas a função de transporte de nutrientes.
VERTEBRADOS:
É no filo cordata, mais especificamente no subfilo vertebrata que o aparelho
circulatório assume gradualmente sua maior complexidade, abrangendo um grande
número de funções
Transporte de nutrientes
absorvidos pelo trato
gastrointestinal para o resto
do corpo.
SISTEMA
CIRCULATÓRIO
Transporte de produtos de
excreção das células ou órgãos
onde são formadas
para os órgãos excretores.
Regulação da temperatura corpórea
(principalmente nos endotérmicos),
transferindo calor das partes mais
internas para a superfície, onde o
mesmo pode ser dissipado.
Transporte de gases; O2 dos
órgãos respiratórios para os
tecidos e CO2 no sentido
oposto.
Transporte de hormônios e
produtos metabólicos de uma
parte do corpo para a outra.
Defesa contra agentes patogênicos
permitindo a ação de processos
imuno-celulares desempenhados
pelo sangue por todo organismo.
A circulação fechada é
regra entre os
vertebrados e o sangue é
impulsionado por um
coração muscular,
envolvido pelo
pericárdio, que pode
apresentar 2, 3 ou 4
cavidades.
Utilizando o coração de
um mamífero como
modelo, vamos observar
as cavidades e os
principais vasos
sanguíneos
componentes.
O CORAÇÃO DOS VERTEBRADOS
ANIMAL
CAVIDADES
1. Peixes
2 cavidades: 1 átrio e 1 ventrículo (+ 1
seio venoso)
2. Anfíbios
3 cavidades: 2 átrios e 1 ventrículo (+ 1
seio venoso)
3. Répteis não- crocodilianos
3 cavidades: 2 átrios e um ventrículo
parcialmente dividido
4. Répteis crocodilianos
4 cavidades: 2 átrios e 2 ventrículos
totalmente separados
5. Aves
4 cavidades: 2 átrios e 2 ventrículos
6. Mamíferos
4 cavidades: 2 átrios e 2 ventrículos
Circulação completa e incompleta:
Sangue arterial (rico em O2) e sangue venoso (rico em CO2)
podem misturar-se ou não no interior do coração dos
vertebrados. Quando tal mistura acontece dizemos que a
circulação é incompleta. Quando não, a circulação é dita
completa.
Peixes – circulação completa.
Anfíbios – circulação incompleta.
Répteis não-crocodilianos – circulação incompleta.
Répteis crocodilianos – circulação completa.
Aves – circulação completa.
Mamíferos – circulação completa.
Circulação simples e dupla:
A circulação simples é aquela em
que o sangue passa uma só vez
pelo coração. Ocorre nos animais
com respiração branquial como
nos peixes, girinos e diversas
espécies de salamandras.
PULMÃO
CORAÇÃO
CORPO
CORAÇÃO
BRÂNQUIAS
CORPO
Na circulação dupla, o sangue passa
duas vezes pelo coração em uma volta
completa. Ocorre nos animais que
respiram por pulmões como os anfíbios
adultos, répteis, aves e mamífero.
Pequena e Grande circulação:
O trajeto percorrido pelo sangue
entre o coração e o pulmão é
denominado pequena circulação.
O trajeto percorrido pelo sangue
entre o coração e o corpo é
denominado grande circulação.
PEIXES
ANFÍBIOS
RÉPTEIS
CROCODILIANOS
AVES E MAMÍFEROS
www.bioloja.com
CICLO CARDÍACO:
Observe o gráfico abaixo, que representa as pressões sanguíneas ao
longo do corpo de uma pessoa saudável. Os números (I, II, III, IV e V)
correspondem aos diferentes compartimentos do sistema circulatório
nos respectivos intervalos nos quais foram tomadas as pressões.
Após observação, cite:
a) o nome dado ao relaxamento da câmara cardíaca e o número que indica o
compartimento pulmonar:
Relaxamento:_________________ Número: _____________
b) o número do compartimento no qual ocorre variação de pressão quando o sangue
é bombeado do coração para circulação sistêmica e os valores de oscilação da
pressão sistólica (mm Hg) nessa região:
Número:_____________ Valores:_______________________
c) o nome do compartimento que apresenta menor pressão periférica.
Resposta:
a) Relaxamento: Diástole; Número: V
b) Número: 1; Valores: redução da pressão de 130 mmHg para 120 mmHg
c) Veias
Comentário: No gráfico acima, I está representando o ventrículo esquerdo, com
pressão sistólica em torno de 130 mmHg. II representa a artéria aorta e grandes
artérias; IIII temos as arteríolas; IV são os capilares; na sequência as veias (entre elas,
as cavas); depois aparece o ventrículo direito; V são as artérias pulmonares e suas
ramificações (circulação pulmonar).
Download
Random flashcards
modelos atômicos

4 Cartões gabyagdasilva

A Jornada do Herói

6 Cartões filipe.donner

teste

2 Cartões juh16

paulo

2 Cartões oauth2_google_ddd7feab-6dd5-47da-9583-cdda567b48b3

Estudo Duda✨

5 Cartões oauth2_google_f1dd3b00-71ac-4806-b90b-c8cd7d861ecc

Criar flashcards