conhecimento do ser

Propaganda
O conhecimento
 Diante do caos todos têm o objetivo
de se situar no mundo e poder agir
sobre ele.
 O intelecto : melhor forma de
sobreviver em meio às adversidades
do mundo.
 traz aos homens uma vantagem sobre os demais seres.
 permite ao indivíduo se manter e se conservar na
natureza.
Conhecimento
 O problema do conhecimento, é o problema da verdade.
 É necessária a relação entre:
sujeito cognoscente
e
objeto cognoscível.
Transformação
No processo de conhecimento existe a transformação
tanto do:
 O sujeito: se transforma mediante o novo saber
 O objeto: se transforma pois conhecimento lhe dá
sentido.
INTUIÇÃO
 Forma de conhecimento imediato do real .
 Pensamento presente ao espírito,
intermediários.
atingido sem
Possibilidades de atingir
certezas
CETICISMO
 Sképsis = “investigação”, “procura”: a sabedoria não
consiste em alcançar a verdade, mas só em procurála.
 Conclui na impossibilidade do conhecimento.
 Coloca as crenças dos outros e suas sob exame,
verificar
se
são
dignas
de
crédito.
DOGMATISMO
Dogmatikós = “o que se funda em princípios”, “relativo
a uma doutrina”.
>Defende a forma categórica,
atingir a certeza.
a possibilidade de
>Posições rígidas, impermeáveis às mudanças ou às
críticas.
A razão é histórica
 O que se entende por conhecimento tem assumido
formas diferentes.
 Depende das explicações de cada filósofo.
Formas de conhecimento
Antiguidade
 COSMOGONIA:
O homem grego inicialmente
recorria a explicações míticas criadas para
interpretar a vida, entender o mundo.
 COSMOLOGIA:
Os pré-socráticos iniciam o
desligamento entre filosofia e mito, primeiros
pensadores dogmáticos.
 ONTOLOGIA: o conhecimento do ser.
Conhecimento na Idade Média
 Sec. V (queda império Romano) ao XV
(tomada de Constantinopla pelos turcos).
 problema principal era a conciliação entre:
fé
e
razão
 Século
V
d.C.,
o
Império Romano do
Ocidente
sofreu
ataques constantes dos
bárbaros;
 Desse
confronto,
desenvolveu-se
nova
estruturação da vida
social européia;
IGREJA
 Igreja católica conseguiu manter-se como instituição
social;
 Se consolidou
e difundiu o cristianismo,
preservando elementos da cultura greco-romana
 Exerceu importante papel político na sociedade
medieval.
 Foi Conciliadora das elites dominantes.
 Conquistou vasta riqueza material.
A fé
 O antecedente necessário de toda vida espiritual;
 Era a crença irrestrita às verdade reveladas por
Deus aos homens;
 Verdades expressas nas
Sagradas Escrituras (Bíblia)
e interpretadas pela igreja
A verdade
 Os filósofos não precisavam mais se
dedicar à busca da verdade,
 já teria sido revelada por Deus aos
homens;
 Resta-lhes
racionalmente pela fé;
demonstrá-las
 Surgiram pensadores que conciliaram o estudo da
filosofia grega com a fé cristã,
 permitindo
à igreja enfrentar os descrentes e
derrotar os hereges com a argumentação lógica
 o cristianismo afeta de forma profunda o pensamento
filosófico da época
 o filósofo cristão se depara com o problema da sua
realidade diante da de Deus.
Momentos mais importantes
da idade medieval
>Patrística (séc. IV a VIII):
 Principal expoente: Santo Agostinho
 O primeiros padres da igreja, elaboram de textos
sobre a fé e revelação cristã
>Escolástica (séc. IX a XVI):
 Principal expoente: Santo Tomás de Aquino
 Busca da sistematização da filosofia cristã
Feudalismo
>Suserania e vassalagem >Economia auto-suficiente
Descentralização política
Download
Random flashcards
paulo

2 Cartões paulonetgbi

A Jornada do Herói

6 Cartões filipe.donner

teste

2 Cartões juh16

paulo

2 Cartões oauth2_google_ddd7feab-6dd5-47da-9583-cdda567b48b3

Matemática

2 Cartões Elma gomes

Criar flashcards