Apresentação do PowerPoint

Propaganda
BOLETIM
OUTUBRO * NOVEMBRO * DEZEMBRO 2011
Boletim SINARJ
Outubro / Novembro / Dezembro
2011
BOLETIM
OUTUBRO * NOVEMBRO * DEZEMBRO 2011
Índice
1)
SINARJ ENTREVISTA – 3 a 7
2)
CÉU DO MÊS – 8 a 14
3)
MULTIMÍDIA / Link – 15 a 19
4)
ESPECIAL – 20 a 22

5)
2012
SIMPÓSIO 2011 / Conferencistas - 23 a 54

Artigos – 24 a 42

Boas-Vindas – 43 a 54
6)
NOTAS IMPORTANTES
7)
EVENTOS – 60 a 66
&
INFORMAÇÕES GERAIS – 55 a 59

Pré-Simpósio – 61 a 64

Simpósio - 65

Solstício de Capricórnio - 66
8)
SINARJ INDICA – 67 a 71
9)
EXPEDIENTE - 72
2
BOLETIM
OUTUBRO * NOVEMBRO * DEZEMBRO 2011
SINARJ ENTREVISTA
MARCELO GLEISER, SHOGYO GUSTAVO PINTO E WALDEMAR FALCÃO.
SINARJ: Como descreve a sensação de fim do mundo?
1)
BOLETIM
OUTUBRO * NOVEMBRO * DEZEMBRO 2011
MARCELO GLEISER
SINARJ: Do ponto de vista da Física há algo fora do comum realmente acontecendo que justifique tanto
interesse num assunto como 2012? Já não aconteceram tantos outros eventos como tempestades solares e
modificações climáticas antes?
Marcelo Gleiser: Desde os primórdios da história que homens fazem ligações entre fenômenos astronômicos e
mensagens apocalípticas. Em geral, o fim do mundo vem marcado precisamente por aparições estranhas nos
céus, que fogem à regularidade que vemos no dia a dia, como os movimentos da lua e do sol, ou as estações do
ano. Cometas, estrelas cadentes, auroras, elipses, enfim, fenômenos irregulares, inspiraram e, de certa forma,
ainda inspiram, o medo nas pessoas. Como analisei em meu livro O Fim da Terra e do Céu, esta conexão entre
os céus e o apocalipse vem da natureza sacra com que os céus eram interpretados: sendo a morada dos deuses,
aparições celestes eram vistas como mensagens divinas. Quando as aparições eram estranhas e dramáticas,
como num eclipse, por exemplo, a mensagem em geral era negativa, um aviso do fim que chegava. Por isso
vemos, no Antigo Testamento, as estrelas caindo do céu no livro do Daniel, enquanto que no Novo Testamento,
o Apocalipse de João é marcado por uma série de cataclismos cósmicos.
O fenômeno popular e da mídia do fim do mundo em 2012, baseado em interpretações dúbias de um fragmento
de texto Maia, não tem qualquer fundamento científico, como, aliás, é o caso com todos os relatos apocalípticos
da história que relacionam o final do mundo com calendários. Afinal, a natureza pouco se importa de como nós
humanos marcamos a passagem do tempo. Fenômenos naturais têm a sua própria dinâmica. Podemos prever
alguns cataclismos, como por exemplo o fim do sol em aproximadamente 5 bilhões de anos. Mas nada de muito
grave nos próximos séculos...
4
BOLETIM
OUTUBRO * NOVEMBRO * DEZEMBRO 2011
SHOGYO GUSTAVO PINTO
SINARJ: Diante dos conflitos graves que vivemos e de tantas diferenças culturais ao redor do mundo, qual será a
saída para lidarmos com as mudanças, as catástrofes naturais e as crises econômicas desses tempos?
Shogyo Gustavo Pinto: O mundo sempre enfrentou conflitos graves, e os superou. Nem precisamos recuar até as
invasões bárbaras ou a guerra dos Cem Anos. Só na primeira metade do século XX tivemos duas guerras mundiais
nas quais bombardeios em massa de populações civis eram fatos normais, e em poucos anos morreram dezenas
de milhões de pessoas. Comparando os conflitos atuais com tantos momentos na história, não é difícil concluir
que eles parecem tão graves só porque afligem a nós que vivemos agora.
O mundo contemporâneo enfrenta desafios e problemas, mas o que diria a população que vivia na Europa
durante a peste negra se lhes pedíssemos uma avaliação da gravidade dos problemas que enfrentamos? Aquela
gente que nas grandes metrópoles da época a cada dia tinha de lutar para enterrar os cadáveres empilhados nas
ruas de tantos que haviam morrido na véspera talvez dissesse que nos alarmamos demais.
Quão grave pareceriam os conflitos culturais que enfrentamos para a população que habitava o território
europeu quando foram invadidos pelos Hunos, por Gengis Khan? Os atentados terroristas são, sem dúvida, um
horror, mas é preciso lembrar que diferenças culturais geraram tragédias ainda maiores no passado e nem por
isso o mundo acabou.
Quanto a catástrofes naturais, em 1933 a região de Fukushima foi atingida por um tsunami de proporções
semelhantes ao de março deste ano. Quem ler os relatos do que foi a tragédia de Krakatoa também concluirá
que as erupções que pararam por alguns dias os aeroportos europeus são eventos incomparavelmente menores.
Nem falemos de Pompéia.
Quanto às crises econômicas, também elas não são uma novidade, nem deixarão de ocorrer no futuro. Os velhos
chineses ensinavam no I Ching que as marés seguem sempre alternando cheias e vazantes. A crise de 1929 não
extinguiu a humanidade nem mudou o girar do planeta que habitamos.
5
BOLETIM
OUTUBRO * NOVEMBRO * DEZEMBRO 2011
SHOGYO GUSTAVO PINTO
Após cada crise aprendemos com os erros e criamos novos mecanismos para regulação e proteção dos mercados.
Crises seguirão ocorrendo ocasionalmente, também desencadeadas por novos e diferentes fatores. Assim
continuará sendo enquanto existirem, a humanidade e a economia.
Os problemas que enfrentamos hoje apenas são tal como são, e o que importa é encontrar maneiras de superálos. Gastar tempo e energia a tremer de medo de um apocalíptico fim de mundo, é um desperdício. Melhor é
trabalhar, superar a dificuldade de hoje, e seguir firme em frente rumo a novos e diferentes problemas. Quem
imagina ou almeja um mundo sem problemas, criou para si um problema, este sim, insolúvel.
O que é preciso para encontrar a saída? Em primeiro lugar, confiar na Vida, o que inclui confiar em si. Em
segundo lugar, por a mão na massa e procurar a solução tentando, se esforçando, trabalhando. Não temos tempo
para perder com crendices sobre o fim do mundo. No final do primeiro milênio da era atual muita gente
acreditava que o mundo acabaria no ano 1.000. No final do segundo milênio a mesma crença havia reencarnado e havia gente repetindo que Nostradamus dissera “de 2.000 não passarás” (coisa que ele nunca
disse). Após mais de uma década desde aquele ano 2.000 que já vai distante, agora os cultores de maus agouros
re-editam suas funéreas previsões para 2012. Alguns reveillons após o ano que vem provavelmente a tolice será
de novo atribuída a algum outro ano sempre à frente.
A vida sobre este belo planeta azul um dia desaparecerá. O sol que hoje nos ilumina, um dia apagará. Nem as
estrelas luzem para sempre. Tudo o que nasce tem de morrer. Tudo o que teve início chegará ao fim. Inclusive o
universo. Quando isto suceder, o Uno então terá retornado a si mesmo.
Distará muito, tudo isto, do dia de hoje? Quanta risível arrogância pretendermos responder uma pergunta de tal
magnitude! Tenho sempre só o dia de hoje para viver, para aprender e para ser útil. Prefiro seguir Confúcio que
disse: “Se eu soubesse que o mundo acabava amanhã, eu hoje correria para plantar uma macieira”.
6
BOLETIM
OUTUBRO * NOVEMBRO * DEZEMBRO 2011
WALDEMAR FALCÃO
SINARJ: Você diria que a sensação de fim do mundo perdeu quórum? Isto é, temos uma humanidade mais
pragmática, menos crente atualmente ou você acredita que a humanidade apenas muda a perspectiva, mas a
sensação de "Juízo Final" continua inerente a ela de alguma forma?"
Waldemar Falcão: Acredito que essa sensação continua e esse pragmatismo não eliminou esse mito do
apocalipse, do fim do mundo. Acho até que essa sociedade muito competitiva, muito pragmática deixa um vazio
nas pessoas. Em relação a esse vazio, uma solução é as pessoas buscarem se conhecer mais. O outro lado disso é
que essa busca deixa as pessoas com a sensação de que alguma coisa está fora da ordem.
Penso que todas as culturas e todas as tradições religiosas trazem consigo o mito do fim do mundo. Embora na
minha visão não acredite que o mundo vá acabar, é óbvio que já passamos por transições muito contundentes
no planeta, fato esse que pode ser comprovado, através dos estudos geológicos, uma vez que qualquer tipo de
minério que tenha componentes metálicos vai estar alinhado com os polos magnéticos da terra e as pesquisas
geológicas mostram que esses alinhamentos já variaram ao longo da história.
Como todos nós astrólogos sabemos, a vida acontece em ciclos e eu acredito que estamos num ciclo de transição
muito especial.
7
BOLETIM
2)
OUTUBRO * NOVEMBRO * DEZEMBRO 2011
CÉU DO MÊS
OUTUBRO, NOVEMBRO & DEZEMBRO
8
BOLETIM
OUTUBRO * NOVEMBRO * DEZEMBRO 2011
2) CÉU DO MÊS
INGRESSOS SOLARES
Sol – 23/10 – Escorpião – 16h 30’19’’
Sol – 22/11 – Sagitário – 14h 07’49’’
Sol – 22/12 – Capricórnio – 03h 30’ 03”
Solstício de Verão (H. Sul)
Solstício de Inverno (H. Norte)
ASPECTOS ENTRE PLANETAS NO CÉU
OUTUBRO
• Início do Horário de Verão – 16 / 10
• Júpiter em trígono Plutão (final – desde julho)
• Urano em quadratura com Plutão (até nov. 2016)
NOVEMBRO
• Eclipse Solar Parcial – 25 / 11 as 04:21 h aos 02°37’l
• Júpiter trígono Plutão (início – até mar 2012)
DEZEMBRO
• Eclipse Lunar Total - 10 / 12 as 12:33 h aos 18 11
d
• Saturno trígono Netuno (até Fev. 2012)
9
BOLETIM
OUTUBRO * NOVEMBRO * DEZEMBRO 2011
2) CÉU DO MÊS
FASES
DA LUA
10
BOLETIM
OUTUBRO * NOVEMBRO * DEZEMBRO 2011
2) CÉU DO MÊS
FASES
DA LUA
11
BOLETIM
OUTUBRO * NOVEMBRO * DEZEMBRO 2011
2) CÉU DO MÊS
FASES
DA LUA
12
BOLETIM
OUTUBRO * NOVEMBRO * DEZEMBRO 2011
2) CÉU DO MÊS
LUA FORA
DE CURSO
13
BOLETIM
OUTUBRO * NOVEMBRO * DEZEMBRO 2011
2) CÉU DO MÊS
MOVIMENTO
RETRÓGRADO
DOS PLANETAS
14
BOLETIM
3)
OUTUBRO * NOVEMBRO * DEZEMBRO 2011
MULTIMÍDIA
PALESTRAS DO EQUINÓCIO DE LIBRA
realizadas em 22.09.2011,no auditório Cândido Mendes de Ipanema.
Em PODCASTS, disponíveis, na íntegra , no site do SINARJ.
15
BOLETIM
OUTUBRO * NOVEMBRO * DEZEMBRO 2011
3) MULTIMÍDIA
ANNA MARIA COSTA RIBEIRO
http://sinarj.com.br/website/multimidia/podcasts/
16
BOLETIM
OUTUBRO * NOVEMBRO * DEZEMBRO 2011
3) MULTIMÍDIA
CLAUDIA LISBOA
http://sinarj.com.br/website/multimidia/podcasts/
17
BOLETIM
OUTUBRO * NOVEMBRO * DEZEMBRO 2011
3) MULTIMÍDIA
MARCIA MATTOS
http://sinarj.com.br/website/multimidia/podcasts/
18
BOLETIM
OUTUBRO * NOVEMBRO * DEZEMBRO 2011
3) MULTIMÍDIA
JOSÉ MARIA GOMES NETO
http://sinarj.com.br/website/multimidia/podcasts/
19
BOLETIM
OUTUBRO * NOVEMBRO * DEZEMBRO 2011
4)
2012
ESPECIAL
20
2012
BOLETIM
4) ESPECIAL
OUTUBRO * NOVEMBRO * DEZEMBRO 2011
Calendário maia não profetiza fim do
mundo, diz antropólogo. Pesquisador exibe
peça para desmentir a interpretação de que
os maias previram o fim do mundo em
dezembro de 2012. Dezembro de 2012:
calendário não diz nada sobre o fim do
mundo. Veja no link:
http://veja.abril.com.br/noticia/ciencia/antro
pologo-exibe-pedra-maia-para-desmentir-o-fim-
do-mundo-em-2012
MUDANÇAS GIGANTESCAS ACONTECERÃO. INVERSÃO DA POLARIDADE
DA TERRA E CINTURÃO DE FOTONS.O ALINHAMENTO EM 21.12.2012
Assista no link: http://youtu.be/ItK06t_muqo
21
2012
BOLETIM
OUTUBRO * NOVEMBRO * DEZEMBRO 2011
CELISA BERANGER
Um suposto alinhamento originado da interpretação do calendário Maia continua a
promover previsões catastróficas para o solstício de verão de 2012.
A maioria diz que o alinhamento é raro e só ocorre a cada 25.920 anos, tempo do
movimento de precessão da Terra, mas há quem afirme que ele ocorreu em 1998.
Contudo, astrônomos consultados afirmam que o alinhamento é anual.
Possivelmente as previsões catastróficas estão embasadas na hipótese da
existência de um buraco negro no centro da galáxia. Um buraco negro emite
energia de grande intensidade e o alinhamento enviaria esta intensa energia para o
Sol e este emitiria uma forte descarga que alcançaria a Terra.
A
astróloga,
que
estará
participando do XIII Simpósio
Nacional de Astrologia com o
tema
Dois
raros
eventos
celestes em 2012 e seus reflexos
para a humanidade, fala sobre o
comentado alinhamento do Sol
com o centro da galáxia no
próximo ano.
Em termos astrológicos o centro da galáxia é projetado na eclíptica e encontra-se
atualmente no grau 26 de Sagitário. Todos os anos o Sol cruza este ponto, mas em
função da precessão só o fará no Solstício dentro de cerca de 250 anos.
Em função da movimentação dos planetas e de seus ciclos a Astrologia Mundial
indica que desde 2008 a humanidade encontra-se em um período de mudanças
extremamente marcantes e assim continuará até 2015, porém nada extremamente
relevante aparece no Solstício de 2012.
22
BOLETIM
OUTUBRO * NOVEMBRO * DEZEMBRO 2011
5)
XIII SIMPÓSIO NACIONAL e V
INTERNACIONAL de ASTROLOGIA
http://simposio2011.sinarj.com.br/
CONFERENCISTAS, ARTIGO & BOAS VINDAS
23
BOLETIM
5) ARTIGOS
OUTUBRO * NOVEMBRO * DEZEMBRO 2011
Nesta edição, artigos dos conferencistas,
JOSÉ MARIA GOMES NETO, ALEXEY DODSWORTH
&
RICARDO KUBRUSLY
24
O TRÂNSITO DE VÊNUS
BOLETIM
OUTUBRO * NOVEMBRO * DEZEMBRO 2011
JOSÉ MARIA GOMES NETO
O acontecimento astronômico mais importante de 2012 é a conjunção inferior de Vênus com o Sol, também chamada
de ―trânsito de Vênus‖, que ocorrerá no dia 5 de junho, quando o planeta mais próximo da Terra poderá ser visto por
poucas horas eclipsado, com auxílio de telescópio, a partir de alguns lugares em nosso planeta. Trata-se de um
evento de grande raridade. Somente algumas gerações são privilegiadas com tal oportunidade, pois ocorre apenas
um par dessas conjunções especiais a cada oito anos, num intervalo de um pouco mais de um século (121,5 anos).
25
O TRÂNSITO DE VÊNUS
BOLETIM
OUTUBRO * NOVEMBRO * DEZEMBRO 2011
JOSÉ MARIA GOMES NETO
É grande o interesse que o trânsito de Vênus pelo Sol sempre despertou nas sociedades científicas astronômicas,
pois, como a ―vara do agrimensor‖, permitia a aplicação direta das antigas regras da geometria euclidiana para a
medição e correção das distâncias entre o Sol e a Terra, e o tamanho de nosso universo: a paralaxe. A ocultação de
1761 levou à criação da Unidade Astronômica e, com isso, foi possível aprimorar a precisão dos cálculos. Séculos
atrás, expedições se lançaram ao mar em busca de um ponto ótimo para observação desse fenômeno. Pessoas
morreram em algumas dessas expedições e muitos astrônomos sentiram-se frustrados por não terem nascido em
épocas em que pudessem observar os trânsitos de Vênus e confirmar suas predições.
Também para a astrologia esse evento tem grande significação, primeiro porque amplia o campo de percepção da
matriz de tempo, revela a existência de ciclos dentro de ciclos, liberta o planeta Vênus da moldura limitada de
significados pessoais até então atribuídos a ele, tais como amor, prazer, sedução, sensibilidade, relacionamentos,
busca de harmonia ou expressão de arte e beleza, arquétipos e deusas femininas, incluindo os câmbios de valores,
dinâmicas e movimentos de mudanças sociais e da consciência humana, dos sistemas de crenças e modo de pensar e
sentir que matizam a época que se segue ao trânsito.
Por milhares de anos esses pares de ocultações ocorrem em
Gêmeos, alternando Sagitário, signos relacionados com o eixo do pensamento e formação da visão e de significado,
onde se encontram os seus nodos (http://eclipse.gsfc.nasa.gov/transit/catalog/VenusCatalog.html).
26
O TRÂNSITO DE VÊNUS
BOLETIM
OUTUBRO * NOVEMBRO * DEZEMBRO 2011
JOSÉ MARIA GOMES NETO
Os antigos povos de Mesoamérica e México Central levantaram gigantescos observatórios astronômicos, pirâmides e
templos, prioritariamente para rituais e observações dos planetas, em particular de Vênus, que era representado por
cinco diferentes deuses guerreiros (Quetzalcoatl entre os Maias, e Kukulcán entre os Astecas) que traziam augúrios
para os períodos de seus cursos celestes, sinalizando os momentos de sua aparição matutina e vespertina. Cada curso
tem a duração de um ciclo completo de 584 dias, repetindo-se de oito em oito anos. As cinco conjunções inferiores
de Vênus com o Sol, que ocorrem a cada oito anos, quando marcadas nos graus zodiacais desenham com perfeição
uma estrela de cinco pontas e sugerem que os atributos de Harmonia e Beleza derivam da observação dos ciclos da
natureza, que antecede e dá origem ao Mito: Afrodite nasce de dentro de uma concha que faz alusão ao Nautilus, o
molusco que se desenvolve em uma espiral logarítmica que obedece a mesma proporção áurea do pentagrama, não
alterando o seu padrão de crescimento, a conhecida série de Fibonacci: 1+1=2; 2+1=3; 3+2=5; 5+3=8; 8+5=13;
8+13=21; 21+13=34...
27
O TRÂNSITO DE VÊNUS
BOLETIM
OUTUBRO * NOVEMBRO * DEZEMBRO 2011
JOSÉ MARIA GOMES NETO
Vênus, ao descrever no ritual de seus ciclos pelo zodíaco
essa forma de uma perfeita estrela de cinco pontas,
também segue a lei destas proporções sinalizando padrões
de desenvolvimento em espiral, espirais dinâmicas que a
consciência é capaz de detectar por meio da matemática,
aguçando o sentido de pertencimento a uma ordem maior,
sistêmica, de evolução e crescimento em todos os seus
aspectos: mente, corpo e emoções, e estabelecendo a
conexão espiritual. Espiritual nos remete à espiral, o
desenvolvimento em espiral da consciência, da vida que
habita todos os cosmos. Parece que a repetição desses
A Medida Áurea se manifesta nos diferentes cosmos,
ciclos em nossa vida, ao longo de áreas específicas de
desde os átomos que compõem as células de ADN,
nosso mapa, reaviva em nós a percepção da matriz do
passando pelas proporções dos membros do corpo
tempo em que estamos inseridos para a compreensão da
humano, como bem representou Leonardo da Vinci
expressão espontânea e criativa desse
no desenho ―Homem Vitruviano‖, até as Galáxias
ressonância e convergência harmônica ...
em espiral.
processo de
28
O TRÂNSITO DE VÊNUS
BOLETIM
OUTUBRO * NOVEMBRO * DEZEMBRO 2011
JOSÉ MARIA GOMES NETO
com a natureza e de nossa participação ativa na trama do universo.
Essa conjunção específica, a de 2012, encerra o último ciclo de uma
série dessas estrelas de cinco pontas e está em ressonância com o
último trânsito de Vênus em 2004. O desenho desse pentagrama
quase perfeito que começou em 2004 constrói uma ponte ao futuro,
até a sua próxima conjunção inferior, em Gêmeos em 2020, os
últimos oito anos de outro ciclo ainda maior, das conjunções de
Júpiter e Saturno que acontecem uma vez a cada vinte anos, num
conjunto de dez conjunções em signos de mesmo elemento, e a
partir do ano 2020 passam então a se encontrar, definitivamente
pelos próximos 200 anos, em signos de Ar. Tais ciclos, Vênus/Sol,
Júpiter/Saturno, juntamente com as sucessivas angulações entre
Urano e Plutão até 2017, e outros mais, ratificam simbólica e
fatidicamente em termos contextuais, uma zona de turbulências no
tempo em que o planeta Terra está entrando: o que para muitos
parece ser o fim de um mundo, para outros é o início de uma nova
maneira de ver e de viver.
A última vez que ocorreu o trânsito de Vênus
foi em 8 de junho de 2004. Tive a oportunidade
de viver essa experiência inesquecível, , entre
clientes e amigos, junto ao nascer do Sol num
horizonte claro, quase translúcido, num sitio no
Planalto Central, Brasília: Vênus era um
pequeno círculo negro esfumaçado e vibrante
desfilando, na lente de um telescópio, diante
do flamejante disco solar. Parecia vivo o
planeta, uma espécie de “ovo galado”,
sugerindo a fecundação de uma nova
consciência para o mundo, talvez ainda em vias
de ser despertada.
29
O TRÂNSITO DE VÊNUS
BOLETIM
OUTUBRO * NOVEMBRO * DEZEMBRO 2011
JOSÉ MARIA GOMES NETO
Olhando para alguns acontecimentos históricos que ocorreram durante os períodos desses ciclos de pares de
ocultação de Vênus, percebemos verdadeiros saltos evolutivos de consciência, quebra de molduras e a presença de
eventos sincronísticos.
Sabemos que a chegada de Cortéz a Tenochtitlan, capital do Império asteca, que o conquista para a Espanha (151921), ocorre exatamente dentro de um daqueles períodos de pares de ocultações de Vênus em Gêmeos (25 maio de
1518 – 23 maio de 1526). A história diz que o imperador asteca Montezuma acreditava numa profecia de que a
aparição de Vênus naquela ocasião traria a chegada do deus ―QuetzalCoatl/Kukulcan‖, a serpente emplumada,
representado por um ―homem branco e barbado‖, justamente quando Cortez chega ao México. Tal sincronicidade
justifica a conquista e o saque da riqueza do império asteca por Cortéz, sem qualquer resistência armada daquele
povo para, em seguida, com o brutal assassinato de Montezuma, ser literalmente decretado o profetizado ―fim de
mundo‖ daquele império.
Também dentro desse período de oito anos da ocultação em Gêmeos, de 25 de maio de 1518 a 23 de maio de 1526,
ocorreram:
• A primeira circum-navegação (volta completa ao globo) foi realizada durante esse período por Fernando de
Magalhães (partida em setembro de 1519 e chegada em 1522). Ele demonstra que era possível dar a volta ao globo
e, a partir de então, nasce empiricamente uma nova concepção de mundo: a Terra é redonda.
30
O TRÂNSITO DE VÊNUS
BOLETIM
OUTUBRO * NOVEMBRO * DEZEMBRO 2011
JOSÉ MARIA GOMES NETO
• Martinho Lutero – fundação da igreja luterana – reforma protestante – 1517 a 1521: a publicação das 95
Teses de Lutero, Disputatio pro declaratione virtutis indulgentiarum, 1522 – uma nova abordagem religiosa das
crenças da relação do homem com Deus. Elaboração de um novo modelo de educação pública na Alemanha.
• Copérnico acaba de publicar em 1521 a primeira edição de suas obras onde se pode dizer que já havia ciência
exata e profunda. Apesar de seus estudos sobre o sistema heliocêntrico, apresentados apenas como hipotéticos,
terem começado a circular em 1529, a publicação de Das revoluções só ocorreu provavelmente em 1543, contendo
emendas e alterações sem o consentimento de Copérnico.
Em Sagitário:
7 de dezembro de 1631 – 4 de dezembro de 1639
• Não existe registro de que o trânsito de dezembro de 1631 tenha sido visto por alguma pessoa, pois só foi visível
no Novo Mundo. Mas, em dezembro de 1639, já encontramos registros de sua observação: Jeremiah Horrocks olhou
pelo seu telescópio e viu que Vênus era bem menor, dentro do disco solar, do que Kepler julgou ser até então.
Pressupunha-se que Vênus, eclipsado, tomaria pelo menos um quarto do tamanho do disco solar: um enorme
exagero! A partir desse trânsito ficou estabelecido então outro nível de precisão nos cálculos astronômicos e uma
nova percepção dos tamanhos relativos do Sol e de Vênus, que diminuiria as distâncias entre as pressuposições e
crenças subjetivas e a realidade objetiva. Vênus é a vara do agrimensor!
31
O TRÂNSITO DE VÊNUS
BOLETIM
OUTUBRO * NOVEMBRO * DEZEMBRO 2011
JOSÉ MARIA GOMES NETO
• Esses oito anos foram um período extremamente fecundo para a formação do pensamento científico e uma nova
concepção do modelo do universo surgiu daí. Já se travava uma luta acirrada entre a emergente ciência e o
sistema de crenças imposto pela religião dominante. Entre outros importantes fatos que ocorreram entre aquelas
duas conjunções em Gêmeos, podemos citar a publicação, em 1632, do Diálogo sobre os dois máximos sistemas de
mundo, de Galileu, que voltava a defender o sistema heliocêntrico e a dar continuidade aos seus estudos, depois
de ter assinado um decreto do Tribunal da Inquisição em que declarava que o sistema heliocêntrico era apenas
uma hipótese, para escapar da fogueira, uma vez que já tinha sido condenado pela Igreja por essa sua visão
reiterar o modelo copernicano. Porém, no ano seguinte, Galileu foi proibido de publicar livros, obrigado a abjurar
de suas ideias, condenado a prisão domiciliar. Mas a semente ou ovo da serpente de um novo modelo de universo
já havia sido fecundado.
Em Gêmeos:
6 de junho de 1761 – 3 de junho de 1769
• Marcada pelo começo da Revolução Industrial, essa década inicial dos anos 1760 começa a difundir as invenções e
o avanço tecnológico para as pessoas comuns, sinalizando um período de reformas e progressos sociais.
32
O TRÂNSITO DE VÊNUS
BOLETIM
OUTUBRO * NOVEMBRO * DEZEMBRO 2011
JOSÉ MARIA GOMES NETO
• Em 1762 foi publicada a obra de Rousseau, O contrato social: os princípios do direito político que dizem ter sido
um dos incitadores da Revolução Francesa, devido a suas ideias políticas liberais: ―todos os homens nascem livres
e iguais por natureza‖. Aí se inicia a formação de uma consciência do direito à individualidade, com distinção aos
três tipos de liberdades: a liberdade natural, civil e moral.
• O fenômeno geocósmico da ocultação de Vênus pôde ser observado simultaneamente por vários cientistas
colocados a milhares de quilômetros de distância entre si, formando uma espécie de triangulação, para monitorar
simultaneamente o momento em que o planeta aparecia e desaparecia da face do Sol. Derivam daí determinações
mais precisas da distância entre a Terra e o Sol e a criação da Unidade Astronômica.
Em Sagitário:
9 de dezembro de 1874 – 6 de dezembro de 1882
• É significativo o modo como esses trânsitos encontram correspondência com momentos críticos na economia
americana, talvez por ativar o eixo Gêmeos/Sagitário: de 1874 a 1879, os EUA entravam numa profunda depressão
econômica após a Guerra Civil. Havia muita agitação e incertezas em relação à mão de obra, apesar do
desenvolvimento acelerado dos serviços postais, inicio da era do rádio, chamadas de longas distâncias por
telefone, estabelecimento de uma forma de comunicação mais ampla e global.
33
O TRÂNSITO DE VÊNUS
BOLETIM
OUTUBRO * NOVEMBRO * DEZEMBRO 2011
JOSÉ MARIA GOMES NETO
Outro fato é que surge nesse momento a consciência da necessidade de estabelecer um acordo internacional sobre
os fusos horários e, em 1874, a linha imaginário de Greenwich é criada: a ―vara do agrimensor‖.
34
O TRÂNSITO DE VÊNUS
BOLETIM
OUTUBRO * NOVEMBRO * DEZEMBRO 2011
JOSÉ MARIA GOMES NETO
Em Gêmeos
8 de junho de 2004 a 5 de junho de 2012
• Em 2008, se apresenta uma crise econômica mundial sem precedentes, outro mergulhão das bolsas de valores, a
quebra de importantes bancos americanos e de grandes seguradoras colocando em risco o sistema financeiro
internacional. Em 2011, os EUA (16 milhões de habitantes) e Europa (40 milhões) vivem desemprego em massa e
países do primeiro mundo têm seus índices de credibilidade rebaixados. Parece estar sendo anunciado o fim de
mundo de um antigo modelo de relações ou sistema econômico.
• Paralelo ao desenvolvimento de novas mídias, a implantação da aldeia global, parece haver a formação ou
expansão de um sistema de valores, uma espécie de consciência ―verde‖, que busca dar sustentabilidade aos
meios de produção, pensando em termos ecológicos, na necessidade de crescimento econômico ancorado em
desenvolvimento humano. É o ―start‖ de um processo de preparação para um novo e grande salto, não apenas de
consciência, mas um salto de camada, onde valores humanísticos começam a pesar na balança. Está sendo
construída a ponte entre o anunciado fim do ―Era do Ter‖ e o início da ―Era do Ser‖.
O teor completo desse artigo poderá ser discutido no 13o Simpósio Nacional de Astrologia quando serão explicadas as
relações desses ciclos das ocultações de Vênus e o Ciclo da Grande Mutação de Júpiter e Saturno e das revoluções de
Urano e Plutão.
35
O TRÂNSITO DE VÊNUS
BOLETIM
OUTUBRO * NOVEMBRO * DEZEMBRO 2011
JOSÉ MARIA GOMES NETO
Bibliografia Sugerida:
• Os fundadores da astronomia moderna, de Joseph Bertrand - Editora Contraponto
• Conversando com os Planetas, de Anthony Aveni - Ed Mercuyo
• O despertar na Via Láctea, de Timothy Ferris – Ed Campus
• Os Planetas Retrógrados, de Erin Sullivan – Ed. Urano
• Astrology and Stock Market Forescasting, de Louise McWhirter – Ed. ASI Publishers, Inc.
• Vênus, de Anne Massey – Llewellyn Publications
• O Descobrimento da Terra, de Oswald Dreyer – Ed. Melhoramentos
• Calendário, de David Ewing Duncan – Ed. Ediouro
• Mensagem das estrelas, de Galileu Galilei – Ed. Museu de Astronomia.
• Astrologia para um novo ser: Capítulo: “O novo ser e o sentido de unidade”, por Jose Maria Gomes Neto, Ed. Rocca.
36
2012 E FALSAS IDÉIAS
BOLETIM
OUTUBRO * NOVEMBRO * DEZEMBRO 2011
ALEXEY DODSWORTH
Diante de uma imensa quantidade de e-mails e indagações que tenho recebido
envolvendo falsas ideias a respeito de fenômenos astronômicos supostamente
envolvendo o ano de 2012, resolvi criar um tópico expondo as dúvidas mais
frequentes e suas respectivas respostas.
Questão 1 – Ocorrerá realmente um alinhamento raro envolvendo a Terra, o Sol e o
centro da galáxia em 2012?
O que define uma reta é a existência de dois pontos. Uma vez que a Terra gira em
torno do centro da galáxia, ela sempre está alinhada com o centro.
Já no que diz respeito a um alinhamento envolvendo a Terra, o Sol e o centro
galáctico, este alinhamento ocorre todos os anos, entre os dias 12 e 21 de dezembro.
Não há nada de raro neste evento astronômico.
Além disso, não há nenhum alinhamento planetário especial no ano de 2012 e,
mesmo que todos os planetas se alinhassem [coisa que ocorre com relativa
frequência], isso não causaria tsunamis nem terremotos. A força gravitacional não
seria suficiente para isso.
Questão 2 – É verdade que o centro de nossa galáxia é um buraco negro?
Sim, provavelmente é verdade. Algumas pessoas dizem que no centro galáctico está
uma estrela da constelação de Sagittarius, mas esta informação não é exatamente a
correta. O fato é que esta estrela da constelação de Sagittarius orbita um buraco
negro supermassivo no centro da galáxia.
37
2012 E FALSAS IDÉIAS
BOLETIM
OUTUBRO * NOVEMBRO * DEZEMBRO 2011
ALEXEY DODSWORTH
Questão 3 – Este buraco negro é perigoso para nós? Pode nos afetar?
A distância do Sol ao centro da galáxia é estimada em aproximadamente 30 mil anos-luz. Isso significa que um corpo
viajando à velocidade da luz demoraria 30 mil anos para sair da Terra e chegar ao centro galáctico, e vice-versa.
Considerando que um ano-luz equivale a aproximadamente 94605284000000000 metros, 30 mil anos-luz significam
uma distância imensa! Dada esta tremenda distância, o buraco negro no centro da galáxia não pode nos afetar
fisicamente.
Questão 4 — Explosões solares podem desencadear terremotos e atividade vulcânica, como visto no filme ―2012″?
Em teoria sim, caso fossem explosões intensas o suficiente para aquecer o interior da Terra. Entretanto, caso isso
ocorresse, terremotos seriam a menor das nossas preocupações, pois seríamos todos cozidos. É altamente improvável
que uma explosão solar desta magnitude ocorra, envolvendo o nosso Sol – ao menos nos próximos bilhões de anos!
No caso do filme 2012, o que ocorre no enredo é totalmente nonsense [o que não é um problema, considerando que
a proposta da obra é ser ficcional!]. Explosões solares que agissem como microondas no interior da Terra teriam
antes cozinhado a superfície e matado a todos.
Questão 5 – É verdade que a Lua está se afastando da Terra? O que acontecerá quando ela nos deixar
completamente?
Sim, a Lua se afasta do nosso planeta paulatinamente, mais ou menos 3,8 centímetros por ano. Vai demorar muito,
muito tempo até ela sair da órbita da Terra. Bilhões de anos. Por conta do afastamento, a velocidade de rotação da
Terra diminui em aproximadamente 2 milésimos de segundo por século. Ou seja: você não perceberá diferença
nenhuma…
Antigamente, quando a Lua era mais próxima, quase um bilhão de anos atrás, o dia terrestre durava 18 horas e a Lua
aparecia maior no céu do que aparece hoje.
Na medida em que a Lua se afasta, a Terra perde velocidade. Quando a Lua se desgarrar completamente, a Terra
cessará de rodar em torno de si mesma, e nós teremos uma face do planeta onde será dia eterno e uma face onde
será noite eterna.
38
2012 E FALSAS IDÉIAS
BOLETIM
OUTUBRO * NOVEMBRO * DEZEMBRO 2011
ALEXEY DODSWORTH
Estas condições inviabilizarão a vida da maioria dos organismos, pois a face diurna será mais quente do que
conseguimos suportar, e a face noturna será extremamente fria. Mas isso só ocorrerá daqui a bilhões e bilhões de
anos.
Questão 6 – Devemos temer a explosão de alguma supernova?
É muito pouco provável que venhamos a sofrer as consequências da explosão de uma eventual supernova. Antes de
tudo, convém explicar o que vem a ser uma supernova: trata-se de um corpo celeste decorrente da explosão de uma
estrela que possua massa dez vezes superior à do nosso Sol. Quando uma estrela deste tipo explode, libera um brilho
que pode ser até um bilhão de vezes mais intenso do que o seu brilho original. Mas isso só dura algumas semanas ou
meses. Uma ocorrência assim seria certamente devastadora para a vida terrestre, mas não há nenhuma estrela
próxima ao nosso sistema solar com risco de se tornar uma supernova. A estrela mais próxima de nós que poderia se
tornar uma supernova é a IK Pegasi, mas ainda assim ela se encontra distante demais para nos fazer algum mal.
A Terra se encontra num lugar privilegiado, seguro e estável da Via Láctea.
Questão 7 – É verdade que existe um planeta gigante em rota de colisão com a Terra, que os antigos chamavam de
Nibiru?
Não, isto não é verdade, em absoluto. Um corpo planetário tão grande seria perfeitamente avistado com grande
antecedência.
Questão 8 – Os maias previram realmente o fim do mundo para 2012?
O fato de o calendário maia acabar em 2012 não significa que eles acreditavam que este ano representasse o fim do
mundo. Poderia representar o fim de um ciclo, por exemplo. Ou muitas outras coisas. E ainda se os antigos maias
tivessem dito claramente que o mundo acabaria em 2012, por que isso seria necessariamente verdade? Só porque a
civilização deles está envolta em mistérios?
39
2012 E FALSAS IDÉIAS
BOLETIM
OUTUBRO * NOVEMBRO * DEZEMBRO 2011
ALEXEY DODSWORTH
Questão 9 – Há algo que poderíamos de fato temer?
No que diz respeito a fenômenos astronômicos, meteoros e colisões com asteróides são sempre um perigo, e
poderiam causar desastres terríveis que dificilmente acabariam com a vida na Terra, mas poderiam destruir países
inteiros. Nenhum destes meteoros ou asteróides tem nem uma fração do tamanho apontado pela lenda do planeta
Nibiru. São corpos bem menores, mas poderiam causar grande estrago. Caso um corpo de grandes dimensões viesse
em direção à Terra, poderíamos redirecioná-lo, mudando sua rota, enviando uma nave até ele com a finalidade de
causar uma influência gravitacional que o desviasse. Mas, para isso, seria preciso primeiro identificá-lo. Daí a
importância de um programa de investigação espacial!
Por incrível que pareça, a coisa mais perigosa é algo que quase ninguém conhece: surtos de raios gama. Explosões de
raios gama, mesmo ocorrendo em locais muito distantes da galáxia, poderiam também extinguir a vida na Terra, mas
não esterilizá-la completamente. A escala de ocorrência de fenômenos assim é de aproximadamente 1 bilhão de
anos. A nossa galáxia não é do tipo em que explosões de raios gama ocorrem com frequência. No que diz respeito a
isso, caso ocorresse, nada poderíamos fazer. Mas a probabilidade de um fenômeno assim ocorrer é tão pequena que
nem vale a pena perder o sono pensando nisso. É mais fácil um piano cair na sua cabeça, ou você ser morto por um
raio, do que a vida na Terra ser extinta por um surto de raios gama.
Os maiores perigos para a vida na Terra são aqueles que nós mesmos criamos.
40
ENCONTRO COM UM FIGADO
BOLETIM
OUTUBRO * NOVEMBRO * DEZEMBRO 2011
RICARDO KUBRUSLY
Caminhando pela Rua da Relação, cercado por mulheres e homens de outro planeta,
que não me compreendiam e nem pediam a minha compreensão; buscava um filtro.
Sabia que ali, perdida entre os casarios de ontem e os cheiros de hoje, havia uma
pequena loja de filtros. Atento às fachadas e desatento aos passantes e às almas
trafegantes, caminhava.
Minha Água e eu não mais vivíamos como antes. Desde que comprara o microscópio,
projeto escondido de um desejo infantil transportado pelo tempo, nosso convívio já
não mais podia esconder o medo e a desconfiança que sentíamos um pelo outro. O
primeiro susto, seguido de um desconforto e um desamparo indescritíveis, se deu
quando minha Alma despedindo-se, sem rancores, de mim, para ornamentar corpos
mais lépidos e crentes, disse-me ao eterizar-se, alertando-me para os perigos
provenientes de artefatos ópticos; que ali, entre as lentes aparentemente
inofensivas, moravam suspeitosíssimos homínculos transparentes que ao se
confundirem com toda espécie de nada, fabricavam, inescrupulosamente, conceitos
e moldavam interpretações.
Ela, minha Água de todos os dias, que sempre me conhecera e as minhas fraquezas
e os meus ciúmes intermináveis, perdoava-me, sempre, com suas transparências, o
que, ao invés de me consolar, vinha me deixando cada dia mais perturbado. Não
que a mim faltasse bondade ou algum espírito elevado de conciliação, mas me
tinha tornado impossível tolerá-la com suas moléculas de pecado,
escrutinadamente separadas pelo poder eletrônico do meu moderníssimo aparelho.
Não dando atenção aos ditos da alma que se fora, vivia um hoje de tormento pelo
que meus olhos se me revelavam através das lentes límpidas do microscópio. Não,
não suportava ter sido por tanto tempo enganado, como? Por que? ...
41
ENCONTRO COM UM FIGADO
BOLETIM
OUTUBRO * NOVEMBRO * DEZEMBRO 2011
RICARDO KUBRUSLY
Eu, bebendo feliz sem dar-me conta do plano de veneno puro em químicas e microbiologias de toda e da tanta
maldade, que Ela me preparara. Foi, finalmente, a descoberta de um elétron suspeito, sim, que me fizera tomar a
decisão de sair a procura de alguma proteção pelo filtro.
Ah, lá estava ela, ali mesmo onde eu a procurava, com sua vitrine pequena mas explicativa. Havia de toda a
qualidade de filtros e certamente, como anunciou o vendedor solícito, eu não sairia dali descontente e/ou
desprotegido.
Embora tenha sido uma decisão difícil, pelos tantos anos de convívio e de mútua admiração, me sentia bem e em
paz comigo mesmo. Finalmente separaria com a certeza dos físicos, e o rigor e a justiça matemática, oxigênio,
hidrogênio e lixo. No fundo de minhas convicções, alma abandonada e aflita, estava feliz e sabia ter feito a coisa
certa ao adquirir o filtro. A Água não mais me enganaria.
Quando acabara de deixar a pequena loja, ainda na mesma Rua da Relação, mal dera alguns passos, encontro,
suspenso a mais ou menos noventa centímetros do chão, por onde águas fétidas varriam as fezes de cachorros sem
almas e seus donos, um fígado. Sim, lá estava, como a pairar por entre as pessoas, movido pelo vento ou quem sabe
por forças biliares desconhecidas, oscilando lentamente como se boiasse sobre as almas dos que ali se dirigiam,
quem sabe, como eu, a procura da saúde pelo filtro, um fígado. De alguém? Pensei por alguns instantes; ou apenas
um fígado autônomo, livre de qualquer responsabilidade orgânica, sindicalizado, alcoólatra e religioso. Ali, bem ali,
ao alcance das minha mãos, com sua cor difusa e sua aparência igual e diferente, como se cansado, também
buscasse, ele mesmo, um filtro.
Olhei-o firme e disse: bom dia fígado, e ele respondeu: bom dia professor.
42
BOLETIM
OUTUBRO * NOVEMBRO * DEZEMBRO 2011
5) BOAS VINDAS
O SINARJ da Boas-Vindas aos conferencistas,
Adolfo Gerez, Ana Teresa Ocampo, Beatriz Ferreira, Claudia Rizzi, Clelia Romano,
Eduardo Loureiro, Elizabeth Nakata, Gláucio Costa, Jerry Brignone, Patrícia
Kesselman e Rodolfo Veronese.
43
BOLETIM
ADOLFO GEREZ
OUTUBRO * NOVEMBRO * DEZEMBRO 2011
Currículo:Em 1994 ingressou na Fundación Centro Astrológico de Buenos Aires (C.A.B.A.)
com o título de Técnico em Astrologia. Está responsável, neste mesmo Centro, pelos
Seminários de Astrologia Mundial 1 e 2. Desde 1999 é professor de formação para
profissionais de astrologia e desde o ano de 2000 é membro do Conselho Diretor de
Administração no C.A.B.A.
Tema
da
palestra:
Erros
e
acertos
nas
previsões
da
Astrologia
Mundial
Os sucessos ou fracassos na astrologia mundial estãoo ligados ao mundo moderno por
diversas variáveis ​que precisam ser investigadas e repensadas. A função do astrólogo nos
tempos globais é muito importante e vamos estudar até onde poderemos alcançar quando
temos a carta do país, como aplicar cada técnica e como não confundir as previsões. Você
pode prever com precisão um evento para uma determinada cidade ou temos
que compará-lo ao mapa do país? Nesta aula refletiremos sobre as implicações das
diferentes técnicas nos tempos modernos.
44
BOLETIM
ANA TERESA OCAMPO
OUTUBRO * NOVEMBRO * DEZEMBRO 2011
Currículo: Médica de saúde pública, homeopata e astróloga. Atende no Rio de Janeiro,
onde também promove cursos, com ênfase nas relações entre astrologia e saúde.
Tema
da
palestra:
A
Leitura
Astrológica
com
Foco
para
a
Saúde
Astrologia em uma abordagem nutricional-metabólica; principais significadores da leitura
para a saúde; o Homem Zodiacal; as formas de adoecimento conforme os eixos, aspectos,
preponderâncias no mapa; Hileg, Mapa do Nodo Lunar Sul, Pontos Médios, Eclipses.
45
BOLETIM
BEATRIZ FERREIRA
OUTUBRO * NOVEMBRO * DEZEMBRO 2011
Currículo: Astróloga com formação em escolas no Brasil: São Paulo, Rio de Janeiro e Belo
Horizonte e, na Faculty of Astrological Studies, Inglaterra. Fez supervisão e orientação de
trabalhos no Centro de Pesquisas Hermes. Utiliza conhecimento astrológico profissionalmente
desde 1998. Trabalha com atendimento individual, familiar e equipe. Facilita Grupos.
Ministra cursos, palestras e workshops. Trabalhou mais de 14 anos como executiva de
empresas multinacionais no Brasil e América do Sul.
Tema
da
palestra:
Astrologia
e
Medicina:
Disciplinas
em
diálogo
Pesquisando o trabalho de Nicholas Culpeper pude fundamentar minha prática astrológica.
Nicholas Culpeper, foi um dos grandes mestres da Astrologia, lendária figura no campo da
Medicina Naturalista. Seu enfoque foi a manutenção da saúde, o suporte a imunidade e não,
a briga contra a doença. Conhecer o trabalho de Culpeper ajuda a dimensionar a imensa
contribuição que o conhecimento astrológico pode oferecer a compreensão e manifestação
da vida.
46
BOLETIM
OUTUBRO * NOVEMBRO * DEZEMBRO 2011
CLAUDIA RIZZI
Currículo: Conferencista internacional em Congressos Mundiais (Chicago, Denver, Barcelona,
São Paulo), organizadora de Jornadas de Divulgación de la Astrología en Buenos Aires (2005,
2006, 2010) e criadora dos Cafés Astrológicos, reuniões de divulgação da astrología desde
uma base séria e profunda. Escreveu dois livros sobre Astrología: Astrologia Psicofísica –
Editorial Lea, 2010 - La Consulta Astrológica – Guía para una práctica efectiva. 2009.
Tema da palestra: Quirón e a Cura dos 50 anos. Quirón, o curador ferido, representa um
ponto cármico em nossa carta natal. Seus transitos correspondem aos momentos de crises
mais importantes e restauradoras de nossas vidas. A chave de transformação reside na
abertura à outras dimensões transpessoais , como se atravessássemos um ritual de iniciação
xamânica. Nesta conferencia, falaremos de seus significados e de sua ativação aos 50 anos de
idade.
47
BOLETIM
OUTUBRO * NOVEMBRO * DEZEMBRO 2011
CLELIA ROMANO
Currículo: Clélia Romano é psicóloga,astróloga e autora. É especialista em astrologia
Medieval, sendo diplomada no curso de Robert Zoller, pela New Library, London. Escreveu
―Fundamentos da Astrologia Tradicional‖, livro básico para aprendizagem da matéria.
Tema da palestra: Astrologia Horária- Precisão e Alcance: Será feito um breve apanhado
da astrologia tradicional e o desenvolvimento histórico da astrologia Horária comparando sua
utilidade e alcance com a astrologia Natal. A seguir seguirão exemplos do uso da técnica
tradicional para delinear questões diversas, inclusive a técnica de Guido Bonatti conhecida
como ―sitiamento do castelo‖.
48
BOLETIM
OUTUBRO * NOVEMBRO * DEZEMBRO 2011
EDUARDO LOUREIRO
Currículo: Eduardo Loureiro Jr. Professor, astrólogo e escritor. Criador da Astrodramaturgia.
Professor do Programa de Formação em Astrologia do CENTRE. Tutor da Astroletiva.
Coordenador Regional para o Centro-Oeste da Central Nacional de Astrologia.
Tema da palestra: Astrodramaturgia dos Aspectos como portadores de fatos e
processos. Os aspectos, em astrologia, indicam a distância angular entre os planetas,
expressando a relação que os planetas têm uns com os outros em determinado momento. A
presente palestra mostrará como essa distância/relação pode ser interpretada em termos de
uma sequência dramática similar à que encontramos em peças, filmes e livros, e como ela se
expressa em nossas vidas por meio de fatos e processos.
49
BOLETIM
ELIZABETH NAKATA
OUTUBRO * NOVEMBRO * DEZEMBRO 2011
Currículo: Astróloga e jornalista. Professora da Escola Regulus, consultora e palestrante.
Licenciada junto à AstroBrasil e membro da CNA • Central Nacional de Astrologia. Atua em
Astrologia Pessoal, Infantil, Vocacional, Sinastria, Previsões, Empresarial e Eletiva e também
com
Mesa
Radiônica.
Escreve
para
diversos
sites
e
revistas
http://www.elizabethnakata.com/.
Tema da palestra: Astrologia empresarial na prática. Como usar a Astrologia no setor
empresarial e em campanhas políticas. Áreas de atuação, técnicas empregadas, aspectos
planetários para prosperidade, a visão cabalista empresarial (distribuição de planetas na
Árvore da Vida e significado das Sefirot) para trabalhar com mapas sem horário.
Apresentação de casos.
50
BOLETIM
OUTUBRO * NOVEMBRO * DEZEMBRO 2011
GLAUCCIO COSTA
Currículo: Glauccio Costa, Astrólogo,e Tarólogo profissional há 17 anos Professor da
Faculdade Estácio de Sa (curso de férias) e no estado do Espírito Santo Atende a clientes no
Brasil e exterior (via Skype) Palestrante sobre temas astrológicos e da Nova era.
Tema da palestra: Os Ventos da mudança. O kaly yuga, a era das trevas. Os doshas e o
temperamento humano Chandra, a Lua , como a rainha da vida Bhavas dusshanas, as casas
maléficas Rahu e ketu, os Nodos Lunares Nakshastras, as mansões lunares. Os remédios
para as crises.
51
BOLETIM
OUTUBRO * NOVEMBRO * DEZEMBRO 2011
JERRY BRIGNONE
Currículo: Há mais de vinte anos dedica-se ao ensinamento e à difusão da Astrologia em
instituições astrológicas, congressos nacionais e internacionais, publicações e programas de
rádio e televisão. Diretor da Fundação CABA, Centro Astrológico de Buenos Aires, é Bacharel
de Linguística Formal na Universidade de Buenos Aires, onde também ensina. Autor do livro
Manual de Técnicas de Síntese Astrológica (Ed. Kier), em 2003 recebeu de um júri
internacional o Primeiro Prêmio à Excelência Astrológica.
Tema da palestra: Harmônicas: a nova Astrologia e suas diferentes escolas. As
Harmônicas são um dos enfoques mais modernos da Astrologia que retoma antigas práticas
milenárias (Grécia, Índia, Kepler). As escolas que mais as desenvolveram são a espanhola e a
inglesa, com enfoques muito diferentes entre si e que vale a pena comparar e combinar. Os
aplicaremos a um caso concreto para compreender suas ricas possibilidades de interpretação
e predição.
52
BOLETIM
OUTUBRO * NOVEMBRO * DEZEMBRO 2011
PATRÍCIA KESSELMAN
Currículo: Trabalha, estuda, e pesquisa Astrologia e outros sistemas simbólicos desde 1988.
Palestrantes em Congresso Nacionais e Internacionais, coautora com Eduardo Gramaglia do
Collegium Astrologicum, instituição criada para estudo, pesquisa, ensino e difusão da
Astrologia antiga e medieval.
Tema da palestra: Hyleg e Alcocoden, o binômio vital. Na distribuição zodiacal de ‖
debilidades e forças‖ planetárias surge a possibilidade de encontrar um planeta que contenha
o segredo do desempenho vital do nativo: o Hyleg. Se o Hyleg existe em um mapa natal
significa que a vida está presente. Neste trabalho procuraremos desenvolver
uma das
técnicas mais profundas e controvertidas da Astrologia Antiga.
53
BOLETIM
OUTUBRO * NOVEMBRO * DEZEMBRO 2011
RODOLFO VERONESE
Currículo: Rodolfo Veronese, médico, estudante de astrologia medieval ocidental e
astrologia Védica (jyotisha).
Tema da palestra: KUTA: sinastria na astrologia indiana (védica). Sinopse: um método
simples e confiável que compara a posição da lua no mapa de cada parceiro, revelando
questões importantes que influenciam de sobremaneira o rumo de uma relação.
54
BOLETIM
OUTUBRO * NOVEMBRO * DEZEMBRO 2011
6)
NOTAS IMPORTANTES
INFORMAÇÕES GERAIS
55
BOLETIM
OUTUBRO * NOVEMBRO * DEZEMBRO 2011
6) NOTAS IMPORTANTES
FORMAÇÃO SUPERIOR EM ASTROLOGIA
Universidade Cândido Mendes - Unidade Ipanema
Rua Joana Angélica, 63 - Tel.:(21) 2267-7295
Este curso, coordenado por Carlos Hollanda e Márcia Mattos, visa promover, através de uma consistente
formação técnica de um arcabouço teórico abrangente e transdisciplinar, os elementos necessários para a
profissionalização do interessado. Além dos professores coordenadores, o estudante conta com a presença de
professores convidados com décadas de experiência na área, entre eles Fernando Fernandes, Celisa Beranger,
José Maria Gomes Neto. O curso é dividido em módulos, desde o nível Fundamentos até a Prática Profissional e
Especializações, recebendo certificação pela Universidade Cândido Mendes. Recomendado tanto para iniciantes
quanto para estudantes de nível avançado que desejem reciclar e aprofundar seus conhecimentos,
especialmente em se tratando dos módulos de nível Interpretação e Especialização.
Duração: 2 anos
Datas, início e horários: 05/03/2012 (toda segunda e quarta-feira, das 19 às 22h.)
Custo mensal: R$ 300,00
56
BOLETIM
OUTUBRO * NOVEMBRO * DEZEMBRO 2011
COLUNA SEMANAL NO PORTAL SINARJ
&
6) NOTAS IMPORTANTES
RECADASTRAMENTO ON-LINE
 Semanalmente estaremos publicando um texto esclarecedor do astrólogo Niso Vianna Neto com o movimento
dos astros e suas influencias em nosso dia-a-dia. Niso Vianna Neto é formado em Administração de Empresas
pela FGV e em Letras pela USP. Estuda Astrologia desde 1978 e atende consultas desde 1992. Tem artigos
escritos sobre Astrologia Mundial no site www.constelar.com.br prevendo a crise econômica desde 2005,
tendo participado de congressos astrológicos e mesas redondas tratando desse tema. Escreve o Céu da
Semana no Horóscopo UOL e tem um site próprio, www.nisovianna.com.br.
 Gostaríamos de comunicar que o site do SINARJ, no intuito de promover o nome de nossos associados, abriu
um espaço para que todos os sócios ativos divulguem seus trabalhos relacionados à astrologia. Se você deseja
divulgar seu website, blog ou outro meio de acesso e conhecimento de seu trabalho, por favor nos envie suas
informações (nome, telefones, endereço de atendimento, e-mail, site, blogs ), foto e sua especialização,
juntamente com autorização para divulgação dos mesmos pelo SINARJ. Contamos com a sua participação.*
57
BOLETIM
OUTUBRO * NOVEMBRO * DEZEMBRO 2011
6) INFORMAÇÕES GERAIS
EXPOSIÇÃO DE TRABALHOS DOS ASSOCIADOS SINARJ
A diretoria do SINARJ tem o prazer de convidar os novos associados para o envio de trabalhos a serem
apresentados em nossos próximos eventos.
A cada ano teremos alguns encontros, distribuídos pelos
equinócios e solstícios, o Simpósio do SINARJ e outros eventos que porventura venhamos organizar. Os textos
enviados serão avaliados pelo departamento técnico e selecionados mediante tema, afinidade com a natureza
do evento, originalidade e conteúdo.
As propostas também englobam seções interdisciplinares que possam
contribuir para o estudo da astrologia. Os interessados devem enviar resumos de mínimo 10 e máximo 20
linhas em formato Word para [email protected]
 Se você é profissional, estudante ou estudioso(a) de Astrologia e deseja apresentar publicamente suas
pesquisas e descobertas, participe desta iniciativa do SINARJ. Carlos Hollanda - Diretor Técnico.
 Se você se interessa em trabalhar voluntariamente no 13° Simpósio Nacional de Astrologia, dias 18, 19 e 20
de novembro de 2011, entre em contato com o SINARJ pelo telefone (21) 2213-0972.
58
BOLETIM
6) INFORMAÇÕES GERAIS
OUTUBRO * NOVEMBRO * DEZEMBRO 2011
Para a edição do 13° Simpósio Nacional e 5°Internacional de Astrologia o SINARJ desenvolveu
diversas oportunidades de divulgação e comercialização para marcas, produtos e serviços. Este ano,
além do espaço para os expositores, existem outras possibilidades de destacar-se para este público
seleto e formador de opinião.
Criou-se a possibilidade de exibir um vídeo de 30‖ ou divulgar a marca nos telões das salas de
conferência, nos impressos (folders e banners), sortear brindes promocionais, divulgar um site ou
veicular em formatos de mídia on-line no hotsite do evento, por exemplo. As inserções podem ser
comercializadas de forma avulsa e os valores são muito acessíveis.
Solicite o envio da tabela detalhada.
59
BOLETIM
7)
OUTUBRO * NOVEMBRO * DEZEMBRO 2011
EVENTOS
PRÉ-SIMPÓSIO,
XIII SIMPÓSIO NACIONAL E V INTERNACIONAL
60
BOLETIM
OUTUBRO * NOVEMBRO * DEZEMBRO 2011
PRÉ-SIMPÓSIO
COM
NICK CAMPION
―EXPLORANDO AS ORIGENS DA ASTROLOGIA‖
Dr. Nicholas Campion,
University of Wales Trinity Saint David
Data : 18 de novembro de 2011
Local : Hotel Mirador – Rua Tonelero, 338
Copacabana – RJ
Horário: 10h às 16:30h
Salão de Convenções
* MESMO LOCAL DO SIMPÓSIO
Investimento:
R$ 240,00 – (associados SINARJ e/ou participantes do 12o. Simpósio)
R$ 360,00 - (demais)
http://simposio2011.sinarj.com.br/pre-simposio/
Sexta-feira, 18 de Novembro, as 10h.
* Tradução simultânea.
61
BOLETIM
OUTUBRO * NOVEMBRO * DEZEMBRO 2011
PRÉ-SIMPÓSIO
COM
NICK CAMPION
Este curso nos levará às origens da astrologia entre
dois a quatro mil anos atrás, na antiga Babilônia,
Egito e Grécia. Prestaremos uma especial atenção à
noção
de
destino
e
conceitos
da
alma,
e
consideraremos tais implicações para os astrólogos
modernos. Esta é uma oportunidade única de estudar
com um dos maiores especialistas do mundo.
Dr. Nicholas Campion é diretor do curso de MA
(Master of Arts), de Cultural Astronomy and Astrology
e conferencista senior na Faculdade de Arqueologia,
História e Antropologia na Universidade de Gales Trinity
Saint
David,
GB.
Seus
livros
incluem
Astrologia Mundial (1984) e o clássico de dois
volumes, História da Astrologia Ocidental (2009).
Livros do Dr. Nicholas Campion
62
BOLETIM
OUTUBRO * NOVEMBRO * DEZEMBRO 2011
PRÉ-SIMPÓSIO
COM
NICK CAMPION
Workshop com Dr. Nicholas Campion * Sexta-feira, 18 de novembro de 2011.
10:00h – 11:30h
O Céu que fala
Nick irá explorar a visão babilônica do céu e do universo expressada através do mito da criação, Enuma Elish e a
série de presságios, Enuma Anu Enlil. Também irá explorar os caminhos em que o conceito de astrologia se dá
como línguagem e escrita celeste e ainda a manipulação do destino formatada pela astrologia babilônica. O que
os planetas babilônicos queriam dizer ? Como os babilônios controlavam o destino? O que isso significa para a
astrologia moderna?
Intervalo de 11:30h às 11:50h
11:50h – 13h O estranho nascimento da carta natal
Nossa primeira evidência para a prática da astrologia da carta natal e o zodíaco com as doze casas iguais
remonta ao século V a.C.. Vamos explorar os documentos da época, incluindo o primeiro horóscopo natal
conhecido e perguntar o que eles nos dizem sobre as razões para o desenvolvimento da carta natal (porque
repentinamente o indivíduo se tornou
tão importante?) e as contribuições babilônicas para horoscopia
helenística. Os astrólogos modernos ainda praticam astrologia babilônica?
Almoço 1:00h às 2:30h
63
BOLETIM
OUTUBRO * NOVEMBRO * DEZEMBRO 2011
PRÉ-SIMPÓSIO
COM
NICK CAMPION
Workshop com Dr. Nicholas Campion * Sexta-feira, 18 de novembro de 2011.
2:30h - 3:00h Astrologia egípcia
Cerca de 1500 a.C., no início do Novo Reino, os egípcios começaram a representar os planetas. No século VII
a.C., os assírios invadiram (com seus astrólogos) e por volta de 500 a.C., parece que os egípcios pegaram
emprestado as técnicas da astrologia babilônica. Iremos analisar este período misterioso, que precedeu a
introdução da astrologia natal e tocaremos em conceitos iniciáticos no Corpus Hermeticum
Intervalo de 3:00h as 3:20h
3:20h - 4:30h As estrelas e a Alma
O Horóscopo contém a alma e, em caso afirmativo, o que isso significa? Vamos explorar essas teorias clássicas da
alma que forneceram o contexto filosófico para o desenvolvimento da astrologia horoscópica, examinar o
choque entre noções de subserviência da alma para as estrelas e a necessidade de autonomia moral, e aplicar
uma técnica simples para analisar a alma astrologicamente, usando a Lua e Mercúrio em alguns exemplos .
64
BOLETIM
OUTUBRO * NOVEMBRO * DEZEMBRO 2011
XIII SIMPÓSIO NACIONAL e
V INTERNACIONAL DE ASTROLOGIA
Tema: “A HUMANIDADE E SEUS APOCALIPSES”
Dias 18, 19 e 20 de Novembro de 2011.
Embora o Simpósio possa ser uma
espécie de atualização para os
profissionais de astrologia e um
―upgrade‖
para
os
estudantes,
também tem valor percebido pelo
público em geral uma vez que
trata-se de um tema de interesse
coletivo. Indique, participe!
http://simposio2011.sinarj.com.br/
65
BOLETIM
OUTUBRO * NOVEMBRO * DEZEMBRO 2011
SOLSTÍCIO DE CAPRICÓRNIO
SOLSTÍCIO
de CAPRICÓRNIO
CELEBRAÇÃO DE FINAL DE ANO
O Solstício de Capricórnio será celebrado em 20 de
dezembro de 2011. Maiores informações sobre este
evento e o evento para as previsões de 2012 serão
enviadas, em breve, em outra comunicação.
66
BOLETIM
8)
OUTUBRO * NOVEMBRO * DEZEMBRO 2011
SINARJ INDICA
LIVROS
67
BOLETIM
OUTUBRO * NOVEMBRO * DEZEMBRO 2011
8) SINARJ INDICA
Livro História da Astrologia- Editora Globo Kocku von
Stuckrad. Kocku von Stuckrad nos mostra, no livro
História da Astrologia: da Idade da Pedra aos nossos dias,
que o estudo da astrologia, como um fenômeno cultural
histórico, não é apenas sério e importante, mas esteve
intimamente relacionado com aspectos essenciais da
história da humanidade. Nesse sentido; a história da
astrologia pode contribuir para um conhecimento da
história em sentido mais amplo; elucidando diversos
sistemas filosóficos, mudanças de sensibilidades, bem
como aspectos políticos importantes de diversas épocas.
Autor: Kocku von Stuckrad Editora: Globo Título:
História da astrologia Gênero: Livros Ensaios Páginas:
448 Formato: 14x21 cm ISBN: 9788525042026
68
BOLETIM
OUTUBRO * NOVEMBRO * DEZEMBRO 2011
8) SINARJ INDICA
Um livro da Anna Maria Costa Ribeiro. Conheça a
Astrologia de três formas : como auxiliar de quem
procura uma profissão; ou o dono de empresa, que
busca o sucesso, como alcançá-lo e mantê-lo; e quem
quer ficar à frente do que vai pelo mundo no século XXI.
69
BOLETIM
OUTUBRO * NOVEMBRO * DEZEMBRO 2011
8) SINARJ INDICA
Escrito por Marcia Mattos, uma das mais respeitadas
astrólogas do país, O que os astros dizem sobre seu filho é
um guia de fácil consulta que analisa a natureza da criança
de cada signo: sua relação com a mãe, o pai, os irmãos, os
amigos, a maneira como se comporta na sala de aula, os
desafios do aprendizado, sua saúde e fragilidades, suas
brincadeiras favoritas e suas habilidades. Com foco nas
crianças de 0 a 7 anos, esse livro vai ajudar mães e pais a
criar filhos mais felizes assim como a se sentir mais
realizados e confiantes em suas decisões sobre a educação
dos
pequenos.
S.B.N.:
9788560096695
Cód.
Barras:
9788560096695 Reduzido: 2860508 Altura:21cm. Larg.: 14
cm. Acabamento: Brochura Ed.:1/2010. Idioma: Português.
País
de
Origem:
Brasil.
Número
de
Págs.
192.
70
BOLETIM
OUTUBRO * NOVEMBRO * DEZEMBRO 2011
8) SINARJ INDICA
Tamsyn S. Barton, é o autor de Poder e Conhecimento
Astrologia, physiognomics e Medicina Sob o Império
Romano . Série, O Corpo em Histórias Teoria do
Materialismo Cultural .Formato: Paperback, 261 x 135 x
23mm, 272 pp, ilustrações Data de publicação:
15 de
dezembro de 2002 Publisher: The University of Michigan
Press EAN: 9780472088522
71
BOLETIM
OUTUBRO * NOVEMBRO * DEZEMBRO 2011
Expediente
9)
Presidente: Márcia Mattos
[email protected]
Vice-Presidente: Renato H. Chebar
[email protected]
Dir. de Com.& MKT: Carmen Marins
comunicaçã[email protected]
Editora: Fernanda Santa Roza
comunicaçã[email protected]
Assistente: Talita Bernussi
[email protected]
Colaborou com esta edição: Isabel Cristina Lima
Telefone (21) 2213-0972
72
Download
Random flashcards
paulo

2 Cartões paulonetgbi

Anamnese

2 Cartões oauth2_google_3d715a2d-c2e6-4bfb-b64e-c9a45261b2b4

A Jornada do Herói

6 Cartões filipe.donner

paulo

2 Cartões oauth2_google_ddd7feab-6dd5-47da-9583-cdda567b48b3

Estudo Duda✨

5 Cartões oauth2_google_f1dd3b00-71ac-4806-b90b-c8cd7d861ecc

Criar flashcards