Descrevendo o olho humano

Propaganda
Olho Humano
O olho humano é, aproximadamente, uma esfera com diâmetro de cerca de 20 mm. O olho
humano possui 3 membranas que o envolvem:



a córnea: tecido resistente e transparente que cobre a superfície anterior do olho
a coróide: é a cobertura externa da esclerótica
a retina
Descrevendo o olho humano

cristalino:
 é formado por camadas concêntricas de células fibrosas, sendo sustentado
por fibras que se conectam ao corpo ciliar





o cristalino contém 60 a 70% de água, cerca de 6% de gordura e mais
proteínas do que qualquer outro tecido no olho
o cristalino é colorido por uma pigmentação levemente amarelada, que se
intensifica com a idade
o cristalino absorve, aproximadamente, 8% da luz visível com absorção
relativamente maior nos comprimentos de onda mais curtos
as luzes infravermelha e ultravioleta são ambas intensamente absorvidas por
proteínas nas estrutura do cristalino e, quando excessivas, podemdanificar o
olho.
retina:




é a membrana mais interna do olho
ela se estende por toda a porção posterior do olho humano
quando o olho está apropriadamente focalizado,a luz de um objeto fora do
olho é tornada imagem na retina
a visão de padrões é viabilizada pela distribuição de receptores discretos de
luz sobre a superfície da retina. Existem duas classes de receptores:
o cones: o número de cones em cada olho varia de 6 a 7 milhões. Eles
são altamente sensíveis a cores. Os seres humanos podem discernir
pequenos detalhes com esses cones porque cada um deles é
conectado à sua própria fibra nervosa.
o bastonetes: o número de bastonetes é cerca de 75 a 150 milhões,
distribuidos sobre a superfície da retina. Os bastonetes servem para
dar uma visão geral do campo de visão. Eles não estão envolvidos
em visão colorida e são sesíveis a baixos níveis de iluminação.
fóvea:

é a região central da retina onde está posicionada a maioria dos cones. Os
músculos que controlam o olho rodam o globo ocular até que a imagem do
objeto de interesse caia sobre a fóvea
O Olho Humano
De maneira simplificada podemos considerar o olho humano como constituído de
uma lente biconvexa, denominada cristalino, situada na região anterior do globo ocular
(Fig. 22). No fundo deste globo está localizada a retina, que funciona como anteparo
sensível a luz. As sensações luminosas, recebidas pela retina, são levadas ao cérebro pelo
nervo ótico.
Figura 22: Esquema mostrando a formação da imgem em um olho humano.
Quando olhamos para um objeto, o cristalino (lente convergente) forma uma imagem
real e invertida deste objeto, localizada exatamente sobre a retina, e nestas condições,
enxergamos nitídamente o objeto. Embora a imagem formada na retina seja invertida, a
mensagem levada ao cérebro passa por processos complicados, fazendo com que
enxerguemos o objeto em sua posição correta.
Conseguimos enxergar nitidamente um objeto quer ele esteja mais próximo ou mais
afastado de nosso olho. Isto acontece porque a imagem está se deformando sempre sobre a
retina, qualquer que seja a distância do objeto ao nosso olho. Em outras palavras, a
distância, D, da imagem ao cristalino (lente) fica constante, enquanto varia a distância, d,
do objeto a ele. Para que isto ocorra, a distância focal do cristalino deve ser diferente para
cada posição do objeto. Este efeito é produzido pela ação dos músculos do olho, que,
atuando sobre o cristalino provocam alterações em sua curvatura. Esta propriedade do olho
é denominada acomodação visual.
Para muitas pessoas, a imagem de um objeto não se forma exatamente sobre a retina
e, assim, estas pessoas não enxergam nitidamente o objeto.O motivo pelo qual isto ocorre
pode ser ou uma deformação do globo ocular, ou uma acomodação defeituosa do cristalino.
Em algumas pessoas, a imagem se forma na frente da retina, estas são as pessoas
míopes. Para se corrigir este defeito, ou seja para que a imagem se forme sobre a retina,
uma pessoas míope deve usar óculos com lentes divergentes (fig. 23).
Figura 23: Uma pessoa míope deve usar óculos com lentes divergentes.
Por outro lado em outras pessoas, geralmente as mais idosas, os raios luminosos são
interceptados pela retina antes de se formar a imagem (a imagem se formaria atrás da
retina). Dizemos que estas pessoas têm hipermetropia ou "vista cansada". Este defeito é
corrigido usando-se óculos com lentes convergentes (fig.24).
Figura 24: Uma pessoa hipermétrope deve usar óculos com lentes convergentes.
Download
Random flashcards
A Jornada do Herói

6 Cartões filipe.donner

Criar flashcards