Arquivo 1 - Câmara de Vereadores de Piracicaba

Propaganda
CÂMARA DE VEREADORES DE PIRACICABA
Estado de São Paulo
PROJETO DE LEI Nº 135/12
Institui o Dia do Músico no Município de Piracicaba
e dá outras providências.
Art. 1o Fica instituída no Município de Piracicaba o dia do Músico, a ser
comemorado, anualmente, no dia 22 de Novembro.
Parágrafo único. Os Eventos de que trata este artigo passam a integrar o
Calendário Oficial de Eventos do Município de Piracicaba.
Art. 2o O Dia do Músico tem por objetivo estimular a população piracicabana
em geral, os músicos de todos os segmentos e incentivar a classe seja ela amadora
ou profissional da arte da música em seus variados aspectos e formas, no âmbito do
Município de Piracicaba.
Art. 3º - As despesas com a execução da presente Lei correrão por conta de
verba orçamentária própria.
Art. 4o Esta Lei entrará em vigor na data de sua publicação
Sala das Reuniões, 03 de Maio de 2012.
(a) Antonio Sérgio Mariano Setten
Justificativa
Adota-se o termo músico quando nos referimos a qualquer pessoa ligada diretamente
à música, em caráter profissional ou amador, exercendo alguma função no campo de
música, como a de tocar um instrumento musical, cantando, escrevendo arranjos,
compondo, regendo, ou dirigindo um grupo coral ou algum grupo de músicos, como
orquestras, bandas, big band de Jazz, ou ainda lecionando, trabalhando no campo de
educação, em terapia musical.
Segundo o relato da sua Paixão, Cecília fora uma bela cristã da mais alta nobreza
romana que, segundo o costume, foi prometida pelos pais em casamento a um nobre
jovem chamado Valeriano. Aconteceu que, no dia das núpcias, a jovem noiva, em
meio aos hinos de pureza que cantava no íntimo do coração, partilhou com o marido o
fato de ter consagrado sua virgindade a Cristo e que um anjo guardava sua decisão.
Valeriano, que até então era pagão, a respeitou, mas disse que somente acreditaria
se contemplasse o anjo. Desse desafio ela conseguiu a conversão do esposo que foi
apresentado ao Papa Urbano, sendo então preparado e batizado, juntamente com um
irmão de sangue de nome Tibúrcio. Depois de batizado, o jovem, agora cristão,
contemplou o anjo, que possuía duas coroas (símbolo do martírio) nas mãos.
CÂMARA DE VEREADORES DE PIRACICABA
Estado de São Paulo
Esse ser celeste colocou uma coroa sobre a cabeça de Cecília e outra sobre a de
Valeriano, o que significava um sinal, pois primeiro morreu Valeriano e seu irmão
por causa da fé abraçada e logo depois Santa Cecília sofreu o martírio, após ter
sido presa ao sepultar Valeriano e Tibúrcio na sua vila da Via Ápia.
Colocada diante da alternativa de fazer sacrifícios aos deuses ou morrer, escolheu
a morte. Ao prefeito Almáquio, que tinha sobre ela direito de vida ou de morte, ela
respondeu: "É falso, porque podes dar-me a morte, mas não me podes dar a vida".
Almáquio condenou-a a morrer asfixiada; como ela sobreviveu a esse suplício,
mandou que lhe decapitassem a cabeça.
Nas Atas de Santa Cecília lê-se esta frase: "Enquanto ressoavam os concertos
profanos das suas núpcias, Cecília cantava no seu coração um hino de amor a
Jesus, seu verdadeiro Esposo". Essas palavras, lidas um tanto por alto, fizeram
acreditar no talento musical de Santa Cecília e valeram-lhe a ser padroeira dos
músicos. Hoje essa grande mártir e padroeira dos músicos canta louvores ao
Senhor no céu.
Portanto, por se tratar de uma homenagem justa é que solicitamos o apoio dos
nobres pares desta Casa de Leis para aprovação unânime da presente propositura.
Download
Random flashcards
modelos atômicos

4 Cartões gabyagdasilva

Anamnese

2 Cartões oauth2_google_3d715a2d-c2e6-4bfb-b64e-c9a45261b2b4

A Jornada do Herói

6 Cartões filipe.donner

Matemática

2 Cartões Elma gomes

Criar flashcards