alternativas

Propaganda
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA
DEPARTAMENTO DE RECURSOS HUMANOS
PRIMEIRA ETAPA – PROVA OBJETIVA
CARGO: MÉDICO – CLÍNICA MÉDICA EMERGÊNCIA
DIA: 19/10/2003
HORÁRIO: 09:00 horas às 12:00 horas
DURAÇÃO: 3 horas
INSTRUÇÕES
Para fazer a prova você usará:
a) este caderno de prova com 8 (oito) folhas;
b) um CARTÃO-RESPOSTA que deve ser assinado.
Confira o número de inscrição, o cargo, o nome e a identidade indicados abaixo. Assine no local indicado.
A interpretação das questões é parte integrante da prova, não sendo permitidas perguntas aos fiscais.
No CARTÃO-RESPOSTA, confira o nome e o número de inscrição. Examine se há marcações indevidas no
campo destinado às suas respostas. Se houver, reclame imediatamente.
Verifique, no caderno de prova, se faltam folhas, se a seqüência de questões, no total de 50 (cinqüenta), está
correta e se há imperfeições gráficas que possam causar dúvidas. Comunique imediatamente ao fiscal qualquer
irregularidade.
Para cada questão são apresentadas 4 (quatro) alternativas diferentes de respostas (A, B, C e D). Apenas uma
delas constitui a resposta correta em relação ao enunciado da questão.
Utilize somente caneta esferográfica com tinta preta.
Questões em branco ou que contenham mais de uma resposta ou emendas ou rasuras não serão consideradas.
Não será permitida, durante a realização das provas, a comunicação entre os candidatos, o porte e utilização de
aparelhos celulares ou similares, de máquinas calculadoras ou similares, de livros, de anotações, de impressos ou
de qualquer outro material de consulta, sendo eliminado do concurso o candidato que descumprir esta
determinação.
Ao terminar a prova, entregue o CADERNO DE PROVA COMPLETO (com exceção da última folha, a qual poderá
ser destacada) e o CARTÃO-RESPOSTA.
O tempo de duração da prova (3 horas), inclui o tempo destinado ao preenchimento do CARTÃO-RESPOSTA.
_______________________________________________
ASSINATURA DO(A) CANDIDATO(A)
INSCRIÇÃO
LOCAL / SETOR / GRUPO / ORDEM
NOME DO(A) CANDIDATO(A)
CARGO
No DA IDENTIDADE
2
3
LÍNGUA PORTUGUESA
TEXTO
Num dia no meio da semana, o paciente aguarda o momento em que será chamado. Faz uma hora que
está ali, na sala de espera. Cansado, revira as páginas das revistas disponíveis (a mais recente é de
dois meses atrás). Não adianta reclamar à recepcionista. Sim, ela tinha marcado na agenda o horário
combinado. Mas imprevistos acontecem, responde secamente. Finalmente, o médico o atende. O
paciente mostra os exames. Sem se desculpar pelo atraso, o especialista verifica os resultados, diz que
tudo ficará bem, prescreve os remédios, faz meia dúzia de comentários e pede que o avise se surgir
algum problema. Que não se preocupe. A secretária sempre transmite os recados. E assim o doutor dá
a consulta por encerrada, despedindo-se e já convocando o paciente seguinte. O consultório está cheio.
A cena descrita acima é corriqueira. E danosa. Pode colocar a perder a confiança no tratamento e, por
tabela, prejudicar a saúde do doente. Para o médico, é possível que represente a perda de pacientes.
Em alguns casos, esse tipo de atendimento – feito às pressas e com lapsos na comunicação – chega a
ser questionado nos conselhos de Medicina.
[...] Para melhorar a qualidade da relação médico-paciente, respeitadas faculdades de medicina
incluíram aulas sobre esse relacionamento tão delicado. [...]
De qualquer forma, a discussão do tema nas faculdades é uma boa maneira de resgatar o tratamento
humanitário que notabilizou o médico de família, figura pouco comum no cotidiano das cidades. Além
disso, há outras saídas. A professora Rosana sugere treinamento para os funcionários da recepção e
oferta de acompanhamento psicológico na terapia de doenças mais complexas. Mas não é só. “Os
médicos precisam entender que a comunicação é fundamental”, completa a pesquisadora.
Cilene Pereira e Lena Castellón. Relações Delicadas. IstoÉ, 17 de setembro de 2003.
01) Observe as normas abaixo.
I. Palavras cognatas relacionadas aos verbos que têm como radicais ced, gred, prim são escritas
com ss. O mesmo se dá com palavras derivadas de verbos terminados em tir.
II. Após ditongos, usa-se ç e não ss. Também ç nos sufixos (ção e ação) presentes nos substantivos
formados a partir de verbos.
III. O verbo ter se relaciona com tenção, forma que aparece nos substantivos dele derivados.
IV. Os sufixos ez e eza caracterizam os substantivos abstratos femininos formados a partir de
adjetivos.
Assinale a alternativa em que TODAS as palavras têm sua grafia justificada pelas orientações acima.
A(
B(
C(
D(
) Reclamação, compressa, discussão, notabilizou, retenção.
) Relação, danosa, framboesa, transmissão, acesso.
) Delicadeza, confiança, comunicação, recepção, agressivo.
) Pesquisadora, obtenção, prejuízo, paciente, transgressor.
4
02) Analise as afirmativas abaixo.
I. Apenas na expressão “questionado nos conselhos de Medicina”, a palavra medicina aparece em
maiúscula. Isso se deve ao fato de a palavra referir-se à ciência considerada no seu todo.
II. A expressão “feito às pressas e com lapsos na comunicação” aparece separada por travessões. O
efeito procurado é dar destaque à informação.
III. O emprego de aspas na expressão “Os médicos precisam entender que a comunicação é
fundamental” assinala a fala de outrem registrada pelas autoras da reportagem.
Estão CORRETAS as afirmativas:
A(
B(
C(
D(
) I e II.
) II e III.
) III e I.
) Todas elas.
03) Assinale a alternativa em que TODOS os acentos são determinados por uma mesma norma
ortográfica.
A(
B(
C(
D(
) humanitário, secretária, família, possível, saúde.
) atrás, além, dá, também, é.
) íntimo, previsível, ambíguo, saída, míssil.
) saúde, incluíram, egoísmo, juízes, Camboriú.
04) Relacione as colunas:
1. Os diminutivos em inho ou zinho fazem seu plural acrescentando
o diminutivo plural ao plural normal sem o s final.
2. Nos compostos formados por dois substantivos, se o segundo
limita o primeiro, só o primeiro vai para o plural.
3. Nos compostos formados por verbo seguido de substantivo no
plural, ambos os elementos permanecem invariáveis.
4. Nos substantivos compostos, só devem ir para o plural os
substantivos, adjetivos e numerais que os formam.
5. Há substantivos que, mudando o gênero, mudam o significado.
6. Os substantivos empregados como adjetivos ficam invariáveis.
A ordem CORRETA na proposição acima é:
A(
B(
C(
D(
)
)
)
)
3 – 4 – 1 – 2 – 3 – 5 – 4 – 1 – 6 – 2 – 4 – 3.
4 – 3 – 1 – 6 – 4 – 5 – 3 – 1 – 2 – 6 – 3 – 4.
3 – 4 – 1 – 5 – 4 – 6 – 4 – 1 – 5 – 2 – 4 – 3.
4 – 3 – 1 – 2 – 4 – 5 – 3 – 1 – 6 – 2 – 3 – 4.
(
(
(
(
(
(
(
(
(
(
(
(
) as obras-primas
) os saca-rolhas
) os coraçõezinhos
) os comícios monstro
) os primeiros-ministros
) o cabeça / a cabeça
) os lança-chamas
) os barezinhos
) as horas-trabalho
) as camisas laranja
) os porta-bandeiras
) os bem-amados
5
05) “Sem se desculpar pelo atraso, o especialista verifica os resultados, diz que tudo ficará bem,
prescreve os remédios, faz meia dúzia de comentários e pede que o avise se surgir algum
problema. Que não se preocupe. A secretária sempre transmite os recados. E assim o doutor dá a
consulta por encerrada, despedindo-se e já convocando o paciente seguinte. O consultório está
cheio.”
No trecho acima, encontramos três pronomes proclíticos e um enclítico. Pela norma culta:
A(
B(
C(
D(
) O primeiro poderia, sem perda da elegância, ser usado após o verbo.
) O segundo poderia, corretamente, ser enclítico.
) Os três primeiros só poderiam ser empregados na forma que se dá no texto.
) O emprego da ênclise em despedindo-se está errado.
06) Observe a frase: “Mas imprevistos acontecem, responde secamente.” Estamos frente a dois
verbos, empregados ambos no Presente do Indicativo.
Assinale a alternativa cujo sentido é o mesmo da frase apresentada:
A(
B(
C(
D(
)
)
)
)
A(
B(
C(
D(
) Mas imprevistos vêm acontecendo, acrescenta secamente.
) Mas imprevistos têm acontecido ultimamente, afirma sem sorrir.
) Mas imprevistos podem acontecer, diz secamente em resposta.
) Mas temos tido imprevistos, informa secamente.
07) Estabeleça as correlações:
1. É preciso que se solidifique a confiança entre o
paciente e seu médico.
2. Ele compreenderá
3. quando observar com atenção os sinais que
lhe são dirigidos.
4. Não te contentes com o possível;
5. procura ir além.
6. Façamos a nossa parte;
7. os outros fazem a deles.
(
(
(
(
(
(
(
) 3a pessoa pl. pres. indicativo
) 1a pessoa pl. imperativo afirmativo
) 3a pessoa sing. pres. subjuntivo
) 2a pessoa sing. imperativo afirmativo
) 2a pessoa sing. imperativo negativo
) 3a pessoa sing. futuro do presente ind.
) 3a pessoa sing. futuro subjuntivo
A resposta CORRETA é:
A(
B(
C(
D(
)
)
)
)
7;
7;
7;
6;
6;
6;
6;
7;
2;
1;
5;
1;
5;
5;
1;
5;
4;
4;
4;
4;
1;
2;
2;
2;
3.
3.
3.
3.
08) Observe o período seguinte:
_____fazer três semanas que ele deixou de comparecer às reuniões; ________existir razões sérias
para sua ausência, se não __________ ele já teria voltado.
As formas verbais que o completam com correção são:
A(
B(
C(
D(
) vai, deve, houvessem
) vai, devem, houvesse
) vão, deve, houvessem
) vão, devem, houvesse
6
09) Observe:
“Para melhorar a qualidade da relação médico-paciente, respeitadas faculdades de medicina incluíram
aulas sobre esse relacionamento tão delicado.”
“Respeitadas faculdades de medicina, para melhorar a qualidade da relação médico-paciente, incluíram
aulas sobre esse relacionamento tão delicado.”
“Respeitadas faculdades de medicina incluíram aulas sobre esse relacionamento tão delicado, para
melhorar a qualidade da relação médico-paciente.”
Sobre as estruturas acima, podemos afirmar:
I) A mensagem não sofreu alteração com a mudança da ordem dos elementos que a constituem.
II) O emprego das vírgulas ficou inadequado com a troca na ordem dos elementos que a constituem.
III) O uso das vírgulas, na segunda estrutura, permite que se estabeleça a ligação entre os elementos
que constituem a informação central.
Estão CORRETAS:
A(
B(
C(
D(
) I e II.
) II e III.
) I e III.
) Nenhuma delas.
10) “O artigo 25, ao dar aos médicos a prerrogativa de internar e assistir seus pacientes em hospitais
privados com ou sem caráter filantrópico, ainda que não integrem seu Corpo Clínico, respeitadas as
normas da instituição, está simplesmente assegurando ao médico as condições necessárias para
fazer valer o inalienável direito de o paciente, enquanto cidadão, escolher livremente o profissional
que irá cuidar de sua saúde.”
(José Maurício. Jornal de Medicina)
Sobre o texto acima, podemos afirmar que:
A (
) “respeitadas as normas da instituição” refere-se à “prerrogativa de internar e assistir seus
pacientes em hospitais privados [...]”, para a qual é condição.
B ( ) “respeitadas as normas da instituição” refere-se às “condições necessárias para fazer valer o
inalienável direito de o paciente escolher livremente o profissional”.
C ( ) a organização textual não deixa claro a que se refere a ressalva “respeitadas as normas da
instituição”.
D ( ) a expressão “assistir seus pacientes” está incorreta e compromete o todo da organização do
parágrafo.
7
CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS
11) Assinale a alternativa CORRETA, quanto à reposição volêmica.
A( )
B( )
C( )
D( )
A solução salina isotônica é a primeira opção terapêutica para o tratamento do choque
hipovolêmico.
A solução salina hipertônica deve ser administrada rotineiramente para o tratamento inicial de
pacientes com hipovolemia severa.
A administração da albumina em pacientes com choque séptico acarreta diminuição da
mortalidade.
As gelatinas são cristalóides utilizados com freqüência, para a reposição volêmica de pacientes
cirúrgicos.
12) Assinale a alternativa CORRETA, com relação ao uso do AAS no IAM.
A(
B(
C(
D(
)
)
)
)
É contra-indicado, depois do tratamento com trombolíticos.
Para ser administrado, exige confirmação enzimática.
Deve ser administrado o mais precocemente possível.
É contra-indicada a sua utilização no IAM de parede inferior.
13) Quanto à reanimação cardiopulmonar do adulto, é CORRETO afirmar:
A ( ) É imprescindível a canalização de veia profunda.
B ( ) A epinefrina é o medicamento fundamental na PCR, independentemente do traçado
eletrocardiográfico obtido.
C ( ) A administração da amiodarona deve ser evitada (classe I).
D ( ) No adulto, a causa mais comum de PCR extra-hospitalar é assistolia.
14) Quanto à razão entre compressão cardíaca e ventilação pulmonar na PCR, é CORRETO
afirmar:
A(
B(
C(
D(
)
)
)
)
Um socorrista deve realizar 15 compressões torácicas (CT), para 2 ventilações pulmonares (VP).
Dois socorristas devem realizar 5 CT para 1 VP.
Dois socorristas devem realizar 5 CT para 2 VP.
Um socorrista deve realizar 15 CT para 1 VP.
15) Quanto ao manuseio do paciente que sofreu uma parada cardiorrespiratória, é FALSO afirmar:
A( )
B( )
C( )
D( )
A administração do bicarbonato só apresenta efeito benéfico comprovado quando existe
hiperpotassemia.
A adrenalina induz vasoconstricção periférica seletiva, com conseqüente aumento da perfusão
coronariana.
A via endotraqueal pode ser utilizada para a administração de medicamentos como a epinefrina
ou atropina.
A desfibrilação precoce, no atendimento pré-hospitalar, não interfere na evolução do paciente.
8
16) Quanto ao tratamento de um paciente com Tromboembolismo pulmonar (TEP), é CORRETO
afirmar:
A( )
B( )
C( )
D( )
O tratamento convencional consiste em heparinização plena, seguida de anticoagulação oral.
Não existe risco de hipertensão pulmonar crônica, mesmo que a restauração da circulação
pulmonar seja parcial.
A terapia trombolítica é contra-indicada, quando ocorre TEP associado à instabilidade
hemodinâmica.
A terapia com heparinização plena visa à dissolução do trombo, com conseqüente recanalização
vascular.
17) Assinale a alternativa CORRETA, sobre emergência hipertensiva.
A ( ) Pode ser definida como um aumento da PAS acima de 160mmHg.
B ( ) A nifedipina sublingual é o tratamento de primeira escolha. O paciente deve ser tratado,
preferencialmente, com drogas por via parenteral de ação curta.
C ( ) O paciente deve ser tratado, preferencialmente, com drogas por via parenteral de ação curta.
D ( ) Captopril é uma arma terapêutica eficaz para o controle da emergência hipertensiva.
18) Todos os itens abaixo apresentados fazem parte dos critérios de gravidade da crise asmática,
EXCETO:
A(
B(
C(
D(
)
)
)
)
exame radiológico mostrando consolidação alveolar.
aumento da freqüência cardíaca.
pulso paradoxal.
aumento da freqüência respiratória.
19) Paciente com o diagnóstico de doença pulmonar obstrutiva crônica e internada na emergência de
um hospital geral por descompensação do quadro, com piora da dispnéia e tosse, com
expectoração muco-purulenta. Assinale a alternativa CORRETA, quanto ao dado de exame físico
ou laboratorial considerado de maior importância para a indicação da necessidade de
encaminhamento à UTI.
A(
B(
C(
D(
)
)
)
)
Diminuição do nível de consciência.
PCO2>50 mmHg.
Ausculta pulmonar com sibilos disseminados.
PO2 <65 mmHg.
20) Paciente de 30 anos, sexo feminino, 4º mês de gestação, apresenta história de 72 h com disúria,
polaciúria, dor no flanco esquerdo e febre nas últimas 24 h, calafrios tremulantes e náuseas.
Temperatura axilar: 390C FC: 100 PA: 80/60 mmHg FR: 28. Giordano positivo à esquerda e sem
outras alterações observadas no exame físico, exceto aquelas relacionadas à gravidez (4º mês).
Assinale a alternativa CORRETA, em relação ao diagnóstico apresentado.
A(
B(
C(
D(
)
)
)
)
Infecção urinária baixa.
Pielonefrite com provável urosepsis.
Pré-eclâmpsia.
Litíase urinária baixa complicada, com infecção alta.
9
21) Em relação à conduta terapêutica na ceto-acidose diabética, é CORRETO afirmar:
A ( ) A reposição de bicarbonato é obrigatória,sempre que o pH esteja abaixo de 7,3.
B ( ) Na maioria dos casos, desde que se faça administração de doses adequadas de insulina regular,
a administração de fluidos parenterais é medida terapêutica irrelevante.
C ( ) A hiperventilação acidótica deve ser prioritariamente combatida com administração de oxigênio.
D ( ) A reposição de potássio é, via de regra, sempre necessária, sendo o momento da reposição, no
entanto, variável.
22) Assinale a afirmativa CORRETA, com relação aos opióides.
A ( ) O tramadol é um opióide cuja ação inicial ocorre principalmente nos  receptores.
B ( ) A morfina é um opióide mais potente que a meperidina e acarreta menos efeitos colaterais que
esta.
C ( ) O fentanil apresenta uma duração de ação mais prolongada que a morfina.
D ( ) A meperidina não possui metabólitos tóxicos.
23) Quanto à utilização da adrenalina na reanimação cardiopulmonar do adulto, é CORRETO afirmar:
A(
B(
C(
D(
)
)
)
)
Deve ser administrada na dose de 1 mg IV cada 5 minutos.
Para sua melhor eficácia, a dose inicial deve ser de 20 mg.
A dose administrada deve ser de 0.5 mg IV a cada 5 minutos, para não causar lesão miocárdica.
Ela somente poderá ser administrada após o diagnóstico eletrocardiográfico.
24) Sobre intoxicação exógena, é CORRETO afirmar:
A( )
B( )
C( )
D( )
Na intoxicação por organofosforados, os efeitos nicotínicos são pouco freqüentes.
A administração de flumazenil é indicada para pacientes de UTI que apresentam tolerância aos
benzodiazepínicos.
Os efeitos lesivos dos organofosforados são devidos as suas propriedades colinérgicas
indiretas, com inibição da ação da colinesterase.
É prudente a administração de naloxona em pacientes que tenham recebido opióides por um
longo período de tempo, durante a sua internação na UTI.
25) Combine os agentes abaixo apresentados, com os sintomas clínicos de toxicidade.
1.Teofilina
2. Amitriplitina
3. Inseticida organofosforado
4. Verapamil
(
(
(
(
) dor abdominal, vômitos, fasciculações, convulsões.
) prolongamento intervalo QT, arritmia ventricular, convulsões, hipotensão.
) bradicardia, hipotensão, coma.
) náuseas, vômitos, arritmia, convulsões.
Assinale a alternativa que apresenta a seqüência CORRETA.
A(
B(
C(
D(
)
)
)
)
3, 2, 4, 1
2, 1, 4, 3
3, 4, 2, 1
1, 3, 2, 4
10
26) Quanto à pancreatite necrohemorrágica, pode se afirmar:
A(
B(
C(
D(
)
)
)
)
O nível de hiperamilasemia apresenta correlação com a gravidade do quadro.
A amilase sérica apresenta baixa sensibilidade e alta especificidade.
A antibioticoterapia deve fazer parte da terapêutica inicial para os pacientes com pancreatite.
Ela causa um intenso seqüestro de líquidos no retroperitôneo, que justifica a reposição volêmica
agressiva.
27) Quanto ao tratamento de peumonia adquirida na comunidade, pode-se afirmar:
A( )
B( )
C( )
D( )
Pacientes com mais de 60 anos devem ser internados e tratados com penicilina cristalina.
Pacientes sem doença cardiopulmonar e não fumantes devem ser tratados com macrolídeos ou
doxicilina.
Pacientes com doença pulmonar obstrutiva crônica devem ser internados e tratados com
cefalosporinas de primeira geração.
Pacientes com menos de 60 anos e fumantes devem ser tratados com penicilina procaína.
28) Em pacientes com injúria de coluna cervical alta, acima de C4, a causa de morte imediata ocorre em
conseqüência de:
A(
B(
C(
D(
)
)
)
)
injúrias associadas.
apnéia.
hemorragia.
pneumotórax hipertensivo.
29) No tema mecanismos do traumatismo existem lesões óbvias e lesões sutis. Assinale a seqüência
CORRETA.
A(
B(
C(
D(
)
)
)
)
Lesão óbvia: laceração de fixação mesentérica – fratura de fêmur.
Lesão sutil: avulsão de pedículo renal – laceração mesentérica.
Lesão óbvia: afundamento malar – laceração ligamento arterioso.
Lesão óbvia: lesão sutil – dispnéia intensa.
30) Assinale a frase CORRETA, com relação a ferimentos por projétil de arma de fogo.
A( )
B( )
C( )
D( )
Todos os ferimentos por projéteis de arma de fogo são iguais e, por isso, devem ser muito bem
observados.
Todos os projéteis de arma de fogo devem ser retirados e os orifícios, suturados.
Todos os ferimentos por projéteis de arma de fogo devem ser desbridados, sem necessidade de
retirá-los, a menos que isso cause dor, limitação ou erosões com lesões.
Todos os ferimentos por projeteis de arma de fogo devem ser lavados e observados sem
necessidade de retirá-los.
11
31) Um paciente jovem e hígido chega à emergência, vítima de um grave acidente de trânsito, com o
seguinte quadro:
 queda do nível de consciência
 hipotensão
 trauma no crânio
 trauma no tórax
 cianose.
Assinale a alternativa que apresenta o procedimento CORRETO a ser efetuado.
A( )
B( )
C( )
D( )
Dissecar uma veia de grosso calibre, para administrar eletrólitos, plasma e sangue.
Radiografar, para avaliar a extensão do trauma torácico.
Fazer um exame neurológico acurado, melhorar a pressão e fazer oxigênio em
concentração.
Entubar o paciente precocemente.
alta
32) Um paciente com trauma torácico grave por queda de altura, chega à emergência ligeiramente
desorientado e com sinais vitais normais. Rapidamente vai caindo sua pressão arterial, piora o nível
de consciência e aparece cianose com pulsos finos, soma-se a esse quadro a dificuldade de se
ouvir as bulhas cardíacas. Qual o diagnóstico e a conduta a serem feitos?
A( )
B( )
C( )
D( )
Tamponamento cardíaco – na emergência, fazer uma toracotomia, mais pericardiotomia com
massagem cardíaca direta, se necessário.
Parada cardiorespiratória – fazer imediatamente massagem cardíaca, com desfibrilação.
Pneumotórax hipertensivo grave – fazer drenagem torácica de urgência, com dreno de tórax
calibroso.
Ruptura de aneurisma cerebral, por aumento da pressão intratorácica pela queda – Entubar o
paciente, imediatamente.
33) O traumatismo raquimedular no segmento cervical deve ser considerado presente e positivo
sempre:
A( )
B( )
C( )
D( )
em pacientes com contusões na cabeça e face, com nível de consciência diminuído ou
inconsciente.
em pacientes com trauma grave de tórax alto e com ferimento no pescoço.
em pacientes politraumatizados, porém lúcidos.
em pacientes que tenham mobilidade de membros superiores normais, apenas limitados pelo
trauma.
34) No trauma abdominal, para valorizar o exame abaixo e indicar a cirurgia, dois dados são
importantes. Assinale a alternativa que os contém.
A(
B(
C(
D(
)
)
)
)
Sinal de Cullen – hemorragia intracavitária grave.
Distensão abdominal precoce – lavado peritoneal com mais de 100.000 hemácias/Ml.
Distensão abdominal tardia – lavado peritoneal com 30.000 a 50.000 hemacias/Ml.
Sem distensão abdominal – com apenas 10.000 hemácias já se indica cirurgia.
12
35) Os hematomas retroperitoneais geralmente são grandes e volumosos, em conseqüência de
traumas. Assinale a alternativa que indica o que se DEVE fazer, diante desse quadro.
A( )
B( )
C( )
D( )
Os hematomas sempre devem ser explorados, mesmo sem angiografias.
Os hematomas devem ser explorados, por representarem perigo iminente de lesão de veia cava.
Os hematomas pélvicos e da parte inferior geralmente são deixados sem exploração; os da
parte superior devem ser explorados.
Os hematomas inferiores sempre devem ser explorados, por causa das fraturas pélvicas; os
superiores não são explorados, pela proximidade com o duodeno.
36) O sangramento ativo em um membro superior ou inferior, em um paciente traumatizado, pode ser
tratado por todas as formas abaixo indicadas, EXCETO:
A(
B(
C(
D(
)
)
)
)
compressão direta.
tamponamento.
torniquete proximal.
pinçamento direto do vaso superficial visualizado.
37) Uma paciente de 50 anos de idade, com múltiplos traumatismos, apresenta-se com febre em picos
e dor no flanco direito. Uma tomografia computadorizada do abdome revela uma coleção
perinefrética à direita, com múltiplos níveis hidroaéreos, compatíveis com abscesso. Assinale a
alternativa que indica a causa mais provável para esse quadro.
A(
B(
C(
D(
)
)
)
)
Comunicação fistulosa, com o tubo gastroentérico.
Contaminação renal perifrética, proveniente de uma infecção urinária ascendente.
Contaminação, em virtude de outro processo retroperitoneal.
Iatrogênica.
38) Um paciente, suspeito de apresentar lesão de coluna cervical, deve necessitar de todas as
seguintes incidências radiográficas, EXCETO:
A(
B(
C(
D(
)
)
)
)
Radiografia de coluna cervical ortostática, em perfil.
Radiografia da coluna cervical, em perfil cruzada.
Radiografia da coluna cervical, em posição antero posterior AP.
Incidência odontóide.
39) Quanto à avaliação e ao tratamento de um paciente vítima de queimaduras (50% da superfície
corporal), é CORRETO afirmar que:
A(
B(
C(
D(
)
)
)
)
a administração de drogas vasoativas faz parte da fase inicial do tratamento.
a reposição volêmica com colóides é a primeira e mais importante arma terapêutica para o caso.
nesses pacientes, ocorre, em geral, redistribuição da volemia e vasodilatação sistêmica.
é extremamente incomum que esses pacientes apresentem baixas pressões de enchimento das
câmaras cardíacas em suas fases iniciais de evolução
13
40) Um paciente aguda e gravemente enfermo, não diabético, pode apresentar hiperglicemia em
decorrência:
A(
B(
C(
D(
)
)
)
)
do aumento da neoglicogênese no território muscular.
da diminuição na produção de insulina.
da resistência à ação da insulina, por catecolaminas.
da diminuição da utilização de glicose no sistema nervoso.
41) Assinale a alternativa com a seqüência dos fármacos anti-hipertensivos a ser seguida, durante o
tratamento de um paciente em estado de mal epilético.
A(
B(
C(
D(
)
)
)
)
Midazolam, cabamazepina, fenitoína, tiopental.
Diazepam, fenitopína, fenobarbital, tiopental.
Fenitoína, lorazepam, fenobarbital, tiopental.
Diazepam, fenitoína, pancurônio, fenobarbital.
42) Com relação aos critérios de Ranson, é CORRETO afirmar que:
A( )
B( )
C( )
D( )
consistem em um índice prognóstico comumente utilizado em pacientes com pancreatite crônica.
consistem em um índice para o qual são utilizadas variáveis, na admissão e nas primeiras 48
horas de internação do paciente.
pacientes que preencham 2 critérios devem ser tratados com antibióticoterapia.
consistem em um índice para o qual as variáveis deverão ser obrigatoriamente colhidas nas
primeiras 24 horas de internação do paciente.
43) Mulher magra, da raça branca, com ingesta excessiva de cafeína, tabagista (acima de 15 cigarros /
dia), em inatividade física e usuária de antiácidos com alumínio corre o risco muito aumentado para
a seguinte doença :
A(
B(
C(
D(
)
)
)
)
gastrite.
enfisema.
artrose.
osteoporose.
44) O uso excessivo de amiodarona produz :
A(
B(
C(
D(
)
)
)
)
impregnação corneana.
retinopatia central por depósito.
impregnação conjuntival.
glaucoma secundário.
45) Compõem o quadro clínico das formas graves de leptospirose, os seguintes achados, EXCETO :
A(
B(
C(
D(
)
)
)
)
insuficiência renal aguda.
coma hepático.
insuficiência respiratória aguda.
icterícia e desidratação.
14
46) Homem de meia-idade apresenta quadro agudo de calafrios, febre alta, disúria e desconforto
perineal. Assinale a alternativa que apresenta, para esse caso, medida adotada de forma
INCORRETA.
A(
B(
C(
D(
)
)
)
)
Colher urina para exame pelo gram e cultura.
Monitorização de uma veia periférica para antibioticoterapia venosa.
Toque retal com massagem prostática, para colheita de material para cultura.
Hemocultura.
47) Todas as afirmativas abaixo apresentadas sobre a asma são verdadeiras, EXCETO:
A(
B(
C(
D(
)
)
)
)
É uma doença causada por hiper-reatividade das vias aéreas .
Os simpaticomiméticos inalantes são eficazes para o tratamento do paciente asmático.
A presença de sibilos é diagnóstica .
Pode ser desencadeada por infecções virais, exercício, emoções e antiinflamatórios não
esteróides.
48) A complicação clínica mais comum do infarto agudo do miocárdio é :
A(
B(
C(
D(
)
)
)
)
arritmia.
perfuração do septo interventricular.
rotura de músculo papilar.
pericardite.
49) NÃO constitui causa de hipercalcemia:
A(
B(
C(
D(
)
)
)
)
acromegalia.
hipoparatireoidismo.
sarcoidose.
doença de Paget.
50) O sintoma mais freqüente do tromboembolismo pulmonar no pós-operatório é:
A(
B(
C(
D(
)
)
)
)
dispnéia.
hemoptise.
síncope .
dor pleurítica.
15
GRADE DE RESPOSTAS
CARGO: MÉDICO – CLÍNICA MÉDICA EMERGÊNCIA
QUESTÕES
ALTERNATIVAS
A
01
02
03
04
05
06
07
08
09
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
B
C
QUESTÕES
D
ALTERNATIVAS
A
B
C
26
27
28
29
30
31
32
33
34
35
36
37
38
39
40
41
42
43
44
45
46
47
48
49
50
ESTA FOLHA NÃO SERÁ CORRIGIDA,
MAS PODERÁ SER DESTACADA PARA VOCÊ LEVAR E
CONFERIR O SEU GABARITO
D
16
Download
Random flashcards
paulo

2 Cartões paulonetgbi

teste

2 Cartões juh16

Criar flashcards