SIMULADO III - UFRGS BIOLOGIA 1. C. As moléculas mais

Propaganda
1. C. As moléculas mais abundantes nos seres vivos são a água e depois as proteínas. Apresentam na sua composição,
principalmente, hidrogênio, oxigênio, carbono e nitrogênio.
2. D. O lisossoma é a organela celular proveniente do complexo golgienge repleto de enzimas digestivas e responsável pelos
processos que envolvem digestão celular. Como as células da cauda dos girinos são gradativamente destruídas o processo é
denominado autólise.
3. B. Em ”a” os compostos químicos são orgânicos, que acumulam energia durante sua síntese, enquanto em “b” os compostos
são inorgânicos produtos de quebra de molécula orgânica com desprendimento de energia.
4. D. Células somáticas sofrem divisão celular para multiplicação por mitose. Durante a mitose uma célula divide-se em duas
geneticamente idênticas a célula que lhes deu origem. Dessa forma de uma célula com 4 cromossomos espera-se 2 célulasfilhas com 4 cromossomo em cada.
5. B. O tipo de segmentação de ovo descrito no enunciado é característico de peixes, répteis e aves e conhecido como telolécito.
Ovos gelatinosos, neste caso, pertencem aos peixes.
6. E. O tecido ósseo é um tipo especial de tecido conjuntivo, com a função de sustentação, proteção e auxilia na movimentação, a
partir dos peixes osteócitos. Osteoblástos são células jovens com intensa atividade metabólica e responsáveis pela produção da
parte orgânica da matriz. Durante a formação óssea, à medida que se dá a calcificação da matriz óssea, os osteoblastos
acabam ficando em lacunas chamadas osteplastos, diminuem sua atividade metabólica e passam a ser osteócitos, células
adultas que atuam na manutenção dos componentes químicos da matriz. Osteoclástos são células grandes com diversos
núcleos (multinucleadas ou polinucleadas), responsáveis pela a reabsorção da matriz e pela degradação do tecido ósseo devido
a condições fisiológicas e/ou patológicas através da produção de ácido, colagenase e outras enzimas que podem fixar ou liberar
o Ca2+ do osso.
7. D. A malária é provocada por esporozoários do gênero Plasmodium e transmitida pela fêmea do mosquito do gênero Anopheles
(mosquito-prego). O Ascaris lumbricoides é um verme cilíndrico, alongado e com extremidades afiladas, repesentante do Filo
Aschelminto ou Nematelminto. Os vírus são parasitas intracelulares obrigatórios, pois sempre necessitam de uma célula
hospedeira para reproduzir-se, já que eles não possuem maquinaria de reprodução. Os antibióticos inviabilizam a vida das
bactérias e curam as doenças bacterianas causadas por elas.
8. D. Em Angiospermas, plantas que apresentam flores e frutos, batata doce é classificada como raiz fasciculada tuberosa e não
caule, já a batata inglesa é um caule subterrâneo do tipo tuberoso e a cenoura é uma raiz pivotante tuberosa, que armazenam
substâncias nutritivas. O pepino e a cenoura são denominados frutos carnosos, pois seu pericarpo é suculento e não lenhoso
como os frutos ditos secos. O fruto que caracteriza as leguminosas é comumente do tipo legume ou vagem; seco e deiscente
ou indeiscente e são exemplos de dicotiledônias como amendoim, feijão, soja, lentilha e ervilha, além do ipê, do jacarandá, da
roseira, etc.
9. B. O xilema, lenho ou vasos lenhosos são responsáveis pela condução de seiva bruta ou inorgânica, levando-a do solo até as
partes mais distantes da planta. As pétalas têm função de proteção das estruturas de reprodução, logo os responsáveis pela
fotossíntese são as folhas (lembrar do parênquima clorofiliano). O que aumenta a pressão osmótica no floema é a seiva
elaborada resultante da fotossíntese. Os fatores que influenciam a fotossíntese são: água, luminosidade, temperatura e a
concentração de CO2. O parênquima aquífero e encontrado em folhas e caules de plantas suculentas, as cactaceas, e em folhas
e raízes de plantas epífitas e xerófitas.
10. A. Quanto ao ciclo de reprodução das Briófitas, há sempre um ciclo de alternância de gerações com a fase gametofítica (1),
haplóide, representada pela plantinha (musgos). O esporófito (2), diplóide, é reduzido, formando-se a partir do
desenvolvimento do zigoto sobre o gametófito feminino, do qual depende para nutrição.
11. C. Nos artrópodes os insetos apresentam olhas simples ou compostos (omatídeos). Já nos cnidários ou celenterados o sistema
nervoso não centralizado é denominado difuso. Nos condríctes (ex. tubarão) A cabeça, especialmente ao redor do focinho,
SIMULADO III - UFRGS
BIOLOGIA
apresenta pequenos poros, denominados ampolas de Lorenzini. Estes receptores são sensíveis à temperatura, salinidade e
pressão da água, com uma especial capacidade para detectar campos eléctricos muito sutis, gerados por outros animais.
Alguns anfíbios podem ser venenosos, sendo que alguns deles estão inclusive entre os animais mais venenosos. Os sapos
possuem uma glândula paratóide que produz veneno, e muitas glândulas pequenas espalhadas por toda superfície do corpo,
produtoras de muco e veneno
12. E. A Classe dos Répteis tem como características a pele seca, sem glândulas mucosas, queratinizada recoberta de escamas,
placas córneas e carapaças, e ovos com casca como sucesso evolutivo que os tornam independentes da água no
desenvolvimento. O sistema digestório é completo. O sistema circulatório é constituído por coração com três ou quatro câmaras
– os ventrículos não são completamente separados (exceto os crocodilianos onde os ventrículos são completamente
separados). A respiração é pulmonar. O sistema excretor é constituído por rins metanefrídeos e a excreta nitrogenada é o ácido
úrico. O sistema nervoso é formado por encéfalo ligado a doze pares de nervos cranianos e tem como orgãos dos sentidos o
orgão de jacobson, com função olfativa; fosseta loreal, que percebe variações de calor. São considerados animais ectotérmicos,
ou seja, variam a temperatura corporal conforme o ambiente.
13. B. A metameria ou segmentação corporal não é característica dos moluscos e sim dos anelídeos em diante (exceto
equinodermas). Nem todos os moluscos apresentam concha, os cefalópodes possuem concha interna, externa ou sem concha
no caso das lulas e polvos.
14. B.
Em uma análise feita nas provas dos últimos cinco anos, o Sistema Excretor não apareceu em nenhuma destas provas (2007
Sistema Imunológico; 2008 Sistema Integrado; 2010 Sistema Nervoso; 2011 Sistema Circulatório) o que não significa que estes
sistemas não possam aparecer novamente. O Sistema Excretor, em sua estrutura anatômica, tem como sua seqüência respectiva:

Rins: É o principal órgão do sistema excretor e osmorregulador dos vertebrados. Os rins filtram dejetos (especialmente
uréia) do sangue, e os excretam, com água, na urina; a urina sai dos rins através dos ureteres, para a bexiga.

Ureteres: são dois tubos que fazem parte das vias urinárias e que ligam a pelve do rim à bexiga. A sua função é propelir a
urina do rim até à bexiga.

Bexiga: é o órgão humano no qual é armazenada a urina, que é produzida pelos rins. É uma víscera oca caracterizada por
sua distensibilidade.

Uretra: é a denominação dada ao canal condutor da urina, que parte da bexiga e termina na superfície exterior do corpo,
no pênis ou vulva.
15. D. Plantas homozigotas autofecundadas terão apenas descendentes iguais a elas. Do casal AO x OO teremos filhos OO ou AO.
Indivíduo diíbrido produz quatro tipos de gametas (AaBb = AB, Ab, aB e ab). A criança hemofílica, filha do casal X HXh x XHY,
será do sexo masculino (XhY).
16. A. Casal XdY x XDXd. Filha mulher ½. Normal daltonismo ½. Normal miopia ¾. Tudo junto= ½. ½. ¾ = 3/16.
17. A. As proporções apresentadas são características de genes ligados (linkage), onde uma quantidade maior de filhos apresenta
características parentais e uma menor características recombinantes.
18. A. “... tornaram-se resistentes a ele.” Esse trecho é característico da teoria de adaptação por necessidade e desejo dos seres de
acordo com Lamarck.
19. C. O cladograma que melhor representa a evolução do homem é
SIMULADO III - UFRGS
BIOLOGIA
20. E. A respiração celular é a que melhor aproveita a energia armazenada nas moléculas orgânicas. Fósseis evidenciam a Pangea.
A atmosfera primitiva não apresentava oxigênio, que apareceu com os seres mutantes capazes de realizar fotossíntese. Os
radicais livres derivados do oxigênio nas reações metabólicas diminuiriam a chance de moléculas maiores serem formadas.
21. A. Transposons são vírus que uma vez inseridos no nosso genoma perderam a capacidade de virulência, mas ainda podem
saltar de uma região para outra, causando mutações. Em experimentos laboratoriais podemos utilizá-los para determinar o
genoma mínimo essencial de um ser vivo. Genes essenciais são aqueles que quando ausentes ou com problema o ser vivo não
se desenvolve, morre.
22. E. Primeiramente um ambiente em estágio clímax, mesmo em homeostase, só está nesta condição devido ao equilíbrio entre
os seres vivos e destes com os fatores que os influenciam. A destruição de área de preservação permanente topos de morros e
encostas são áreas extremamente sensíveis mesmo apresentando intensa complexidade das suas teias alimentares. Não
estamos falando na substituição de uma ou outra espécie, mas sim de todo um ambiente natural. Estes locais não apresentam
grande plasticidade adaptativa, pois para chegar a esta condição foram milhares de anos de adaptação a diversos fatores
físicos e químicos. A interação entre fauna e flora é fundamental para a dinâmica da biodiversidade. A ampliação de novas
áreas de cultivo como uma necessidade real em uma vista ecologicamente correta é irreal de acordo com as propostas do Novo
Código Florestal, pois o último parâmetro a ser analisado em uma esfera econômica é o bem estar ambiental e da
biodiversidade. Esta questão necessitava de um raciocínio lógico e teórico sobre o conceito de biodiversidade e sua
aplicatibilidade ecológica.
23. A.
Amensalismo, ou antibiose, como também é conhecida, é uma das relações interespecíficas desarmônicas na qual uma das
espécies (inibidora) prejudica a outra espécie (amensal) sem com isso se beneficiar, por meio de substancias que produz e
libera, e que prejudicam o crescimento e/ou a reprodução da outra espécie. Maré vermelha – Fenômeno causado pelas algas
marinhas planctônicas dinoflageladas Gonyaulax, do tipo Pirrófitas, que em ambiente favorável, se proliferam e liberam uma
substância tóxica, que se concentra em manchas vermelhas no oceano, causando a morte de diversas espécies de animais
marinhos. Colônia é um grupo de organismos da mesma espécie que formam uma entidade diferente dos organismos
individuais. Por vezes, alguns destes indivíduos especializam-se em determinadas funções necessárias à colônia. A garrafaazul ou caravela portuguesa (Physalia) é formada por centenas de pólipos seguros a um flutuador, especializados nas
diferentes funções, como a alimentação e a defesa; cada um deles não sobrevive isolado da colônia. Protocooperação é toda
relação ecológica harmônica, em que ambas as espécies são beneficiadas, mas uma pode viver independentemente da outra.
Na dispersão das sementes as plantas são beneficiadas pela ação dos animais frugívoros e estes ganham das plantas alimento.
Parasitismo é a associação entre seres vivos, na qual existe uma unilateralidade de benefícios, sendo um dos associados
prejudicado nessa relação. Sociedade é dada pela união (não anatômica) entre indivíduos em que há divisão de trabalho.
SIMULADO III - UFRGS
BIOLOGIA
Mutualismo é representado pela associação anatômica formando uma unidade estrutural e funcional entre espécies
diferentes. Gregarismo é representado pela associação transitória entre indivíduos de mesma espécie para atingir um objetivo
comum. Competição pode ser entre indivíduos de mesma espécie ou entre espécies diferentes por território, alimento ou
parceiro sexual (intra específica). Predação é uma relação ecológica em que muitos animais procuram ativamente as suas
presas, que são outros animais, os perseguem, capturam e comem.
24. C.
Sucessão ecológica (secundária) ocorre num ambiente que foi anteriormente ocupado por outras comunidades, e que
sofreu algum tipo de perturbação, como forças naturais (vendavais, inundações, deslizamentos, furacões, etc), ou perturbações
provocadas pelo homem ou animais (fogo, áreas cultivadas, corte de florestas, etc).
Ecótono consistem em áreas de transição ambiental, onde comunidades ecológicas diferentes entram em contato. Clímax é o
último estágio alcançado por comunidades ecológicas ao longo sucessão ecológica. Este estágio é caracterizado por
compreender espécies que são as melhores competidoras da comunidade local; a comunidade apresenta apenas leves
modificações, causadas por pequenos distúrbios, que não a descaracterizam e rapidamente normalizam sua eficiência funcional.
Nicho ecológico representa o local espeífico dentro do hábitat onde uma determinada espécie desempenha as suas
atividades. O Bioma é um conjunto de diferentes ecossistemas, que possuem certo nível de homogeneidade. São as
comunidades biológicas, ou seja, as populações de organismos da fauna e da flora interagindo entre si e interagindo também
com o ambiente físico chamado biótopo.
25. E. Na região IV representada pela Floresta Tropical situada na região norte da América do Sul; apresenta diversos estratos
formados pelas copas das árvores (dossel), são abundantes também as plantas epífitas; floresta de terra firme e floresta fluvial
alagada. A região II representa o Cerrado, segundo maior bioma brasileiro; possui elevado nível de alumínio o que resulta em
árvores de troncos retorcidos e de cascas espessas (pobre em minerais). A regiao I representa a Floresta de Araucárias, situada
na região sul, com chuva o ano todo; caracterizada pela presença da Araucaria angustifolia (faz parte do bioma Mata Atlântica).
Por fim, a região III, único bioma exclusivamente brasileiro, que ocupa cerca de 10% do território nacional com a vegetação
adaptada às condições de aridez (xerófila), com baixas densidades de indivíduos e poucas espécies endêmicas. Baixa
pluviosidade.
SIMULADO III - UFRGS
BIOLOGIA
Download
Random flashcards
modelos atômicos

4 Cartões gabyagdasilva

Anamnese

2 Cartões oauth2_google_3d715a2d-c2e6-4bfb-b64e-c9a45261b2b4

paulo

2 Cartões oauth2_google_ddd7feab-6dd5-47da-9583-cdda567b48b3

Estudo Duda✨

5 Cartões oauth2_google_f1dd3b00-71ac-4806-b90b-c8cd7d861ecc

Matemática

2 Cartões Elma gomes

Criar flashcards