sistema locomotor muscular

Propaganda
DANIELLE CRISTINA LIMA CARRADORE
SIMONE BEZERRA DA MOTTA
ZULEIDE DE CASSIA DEPINTOR
SISTEMA LOCOMOTOR MUSCULAR
SINOP/MT
2012
DANIELLE CRISTINA LIMA CARRADORE
SIMONE BEZERRA DA MOTTA
ZULEIDE DE CASSIA DEPINTOR
SISTEMA LOCOMOTOR MUSCULAR
Trabalho apresentado a profª Drª Fátima
Aparecida Silva Iocca para fins avaliativos
da disciplina de Fundamentos Biológicos
para o Desenvolvimento Humano, do curso
de Pedagogia 3º semestre da Universidade
do
Estado
de
Mato
Grosso
universitário de Sinop-MT.
SINOP/MT
2012
campus
SISTEMA LOCOMOTOR MUSCULAR
FRONTAL
DORSAL
O sistema muscular faz parte do sistema locomotor humano e é responsável pelos
inúmeros movimentos que conseguimos realizar, sendo que, todas as contrações musculares
são controladas e coordenadas pelo cérebro. São órgãos constituídos principalmente por
tecido muscular, especializado em contrair e realizar movimentos, geralmente em resposta a
um estímulo nervoso. Temos aproximadamente 212 músculos, sendo 112 na região frontal e
100 na região dorsal. Cada músculo possui o seu nervo motor, o qual se divide em muitos
ramos para poder controlar todas as células musculares e a divisão destes ramos termina em
um mecanismo conhecido como placa motora, onde o estimulo enviado pelo cérebro será
transformado em movimento.
No Sistema Muscular observa-se que os músculos distribuem-se aos pares, em outras
palavras, se um músculo faz determinada ação (por exemplo, o Bíceps braquial que faz a
extensão do anti-braço) existe um outro que faz a ação contrária (por exemplo, o Tríceps
braquial que faz a extensão do anti-braço). Estes músculos são ditos agonista (que faz a ação)
e antagonista (que faz a ação contrária). Para que um movimento ocorra é necessária a
contração do agonista e o relaxamento do antagonista para o movimento de alavanca sobre a
articulação.
Os músculos dividem-se em três tipos: liso, estriado esquelético e estriado cardíaco.
TECIDO MUSCULAR LISO
Formado por células mononucleadas, sem estrias transversais, constitui a maior parte
do músculo liso, presente nas paredes dos órgãos ocos (como tubo digestório, o útero, a
bexiga, a vesícula biliar, as artérias, as veias, os brônquios e os bronquíolos), ao redor das
glândulas (determinando a eliminação de secreções) e preso aos pêlos e ao cabelo (quando os
músculos lisos se contraem em resposta a um golpe de ar ou a um susto provocam o
eriçamento dos pêlos e do cabelo). Suas funções são:

Empurrar o alimento ao longo do tubo digestório;

Regular o fluxo de ar para os pulmões pelo controle do diâmetro dos brônquios e
bronquíolos;

Regular o fluxo de sangue por meio do controle do diâmetro dos vasos sanguíneos;
regular a intensidade de luz que chega aos olhos pelo controle do diâmetro da pupila;
secretar a bile da vesícula biliar para o intestino;

Ajudar na contração do útero no momento do parto;

Ajudar a eliminar a urina da bexiga;

Regulação do volume dos órgãos: a contração sustentada das faixas anelares dos
músculos lisos (esfíncteres) pode impedir a saída do conteúdo de um órgão oco.
Possui coloração esbranquiçada, também chamada de músculos viscerais que entram
na constituição dos órgãos profundos, ou vísceras, para assegurar-lhes determinados
movimentos
(contrações).
Estes
músculos
têm
estrutura
"lisa"
e
funcionam
independentemente da nossa vontade. A maneira com que se dispõe de suas fibras é bem
diferente da musculatura estriada. São involuntários e, em geral são longos e lentos.
TECIDO MUSCULAR ESTRIADO ESQUELÉTICO
Formado por células cilíndricas muito compridas, que se originam da fusão de grande
número de células embrionárias, por isso são plurinucleadas e podem ter centenas de núcleos.
Os músculos esqueléticos possuem uma coloração mais avermelhada. São também chamados
de músculos estriados, já que apresentam estriações em suas fibras (fibrocélulas estriadas).
Esses músculos são voluntários, ou seja, podemos controlar suas contrações que são fortes e
rápidas e eles se inserem sobre os ossos e sobre as cartilagens e contribuem, com a pele e o
esqueleto, para formar o invólucro exterior do corpo. Esse tecido forma os músculos
esqueléticos, que se prendem aos ossos e atuam nos movimentos do corpo; estão presentes
também no abdome, sustentando as vísceras; sobre a pele do rosto, respondendo pelas
expressões fisionômicas; e presos ao globo ocular, sendo responsáveis pelo movimento dos
olhos.
O músculo estriado esquelético constitui a maior parte do nosso organismo. Os
músculos dessa categoria são responsáveis pelas contrações e movimentos voluntários do
corpo. Podem ter seu volume e tamanho aumentado por exercícios físicos. Esses músculos
ligam-se aos ossos por meio de tendões. Quando um músculo se movimenta, ele se contrai e
puxa o osso ao qual está ligado, mas para que ocorra o movimento, o outro músculo também
precisa se contrair para o lado contrário. Suas funções são:

Movimento e a manutenção da postura;

Produção de calor;

Proteção e alteração da pressão para auxiliar a circulação;

Absorventes de choques para proteger o corpo.
TECIDO MUSCULAR ESTRIADO CARDÍACO
É o mais nobre de todos os músculos, pois, forma o miocárdio ou músculo estriado
cardíaco, localizado no coração, suas células são longas ramificadas e mononucleadas, com
estrias transversais, e contraem-se de forma involuntária, rápida e ritmada. Suas membranas
estão intimamente unidas por linhas transversais, os discos intercalares. O músculo cardíaco
se contrai ritmicamente 60 a 80 vezes por minuto.
Não podemos esquecer da importância dos músculos na postura e nas dores, pois
sabemos que muitas lombalgia ou cervicalgia são provocadas por encurtamento de músculos,
devido à postura errada que costumamos ficar, sendo com isso necessário termos um
equilíbrio com relação aos músculos.
As patologias mais comuns desse sistema são: as lombalgias, cervicalgia, dores no
nervo ciático, pubeite, lateralização da patela, entorse de tornozelo, tendinites e outras
patologias mais graves, como por exemplo, as distrofias musculares congênitas ou
hereditárias.
Os músculos são os órgãos ativos do movimento. São eles dotados da capacidade de
contrair-se e de relaxar-se, e, em conseqüência, transmitem os seus movimentos aos ossos
sobre os quais se inserem, os quais formam o sistema passivo do aparelho locomotor. O
movimento de todo o corpo humano ou de algumas das suas partes como cabeça, pescoço,
tronco, extremidades deve-se aos músculos. De músculos estão, ainda, dotados os órgãos que
podem produzir certos movimentos (coração, estômago, intestino, bexiga etc.).
Download
Random flashcards
paulo

2 Cartões paulonetgbi

teste

2 Cartões juh16

paulo

2 Cartões oauth2_google_ddd7feab-6dd5-47da-9583-cdda567b48b3

Matemática

2 Cartões Elma gomes

Criar flashcards