Trabalho de Geografia Nome: Mércia M. Série: 1° Aano “A” Prof

Propaganda
/
Trabalho de Geografia
Nome: Mércia M.
Série: 1° Aano “A”
Prof: Patrícia
1:Quais são os agentes internos transformadores internos e
externo do relevo e como eles agem?
R: Os agentes endógenos (internos) transformadores do relevo, atuam de dentro para
fora. Seus mecanismo de ação consistem nas regioes de atrito entre placas tectonicas,
que podem realizar os seguintes movimentos:
Divergente – separação de placas tectônicas formando uma zona de subducção onde o
magma aflora. Ex: Dorsal Atlântica
Convergente – encontro de placas tectonicas gerando elevações significativas no
relevo. (geralmente a placa mais leve é sopreposta pela placa mais pesada) Ex:
Cordilheira dos Andes
Transversal – atrito horizontal entre placas causando falhas no relevo (especialmente
em rochas rígidas – cristalinas) Ex: Falha de San Andreas.
Os agentes exógenos (externos) transformadores do relevo atuam de forma branda em
relação aos endógenos. São eles:
Intemperismo: degradação da rocha por aspectos climáticos.
Erosão Eólica: rochas esculpidas pelo vento. Ex: inselbergs.
Erosão Glacial: neve ao descer ou derreter de picos, carregam sedimentos de rocha com
ela. Ex: Formação das “morenas”.
Erosão Pluvial: erosão causada pela chuva.
Erosão Fluvia: erosão causada pelos rios.
Trasnformação do meio ambiente por ação antrópica: O homem tem a capacidade de exercer
modificações no espaço geográfico num espaço de tempo e com grandes conscequencias a
natureza.
nternos: tectonismo, vulcanismo
Externos: Chuva, ventos, mar, rios e o próprio homem.
O homem participa escavando a terra, jogando dejetos em rios aumentando seu volume, e
coisas do tipo.
2: Estrutura geologica da terra
R:A realização de estudos direcionados ao conhecimento geológico é de extrema
importância para saber quais são as principais jazidas minerais e quantidade que existe
no subsolo. Tal informação proporciona o racionamento da extração de determinados
minérios, de maneira que não comprometa sua reserva para o futuro.
A superfície brasileira é constituída basicamente por três estruturas geológicas:
escudos cristalinos, bacias sedimentares e terrenos vulcânicos.
• Escudos cristalinos: são áreas cuja superfície se constituiu no Pré-Cambriano, essa
estrutura geológica abrange aproximadamente 36% do território brasileiro. Nas regiões
que se formaram no éon Arqueano (o qual ocupa cerca de 32% do país) existem diversos
tipos de rochas, com destaque para o granito. Em terrenos formados no éon Proterozoico,
são encontradas rochas metamórficas, onde se forma minerais como ferro e manganês.
• Bacias sedimentares: estrutura geológica de formação mais recente, que abrange pelo
menos 58% do país. Em regiões onde o terreno se formou na era Paleozoica, existem
jazidas carboníferas. Em terrenos formados na era Mesozoica, existem jazidas
petrolíferas. Em áreas da era Cenozoica ocorre um intenso processo de sedimentação,
correspondem às planícies.
• Terrenos vulcânicos: esse tipo de estrutura ocupa somente 8% do território nacional,
isso acontece por ser uma formação mais rara. Tais terrenos foram submetidos a derrames
vulcânicos, as lavas deram origem a rochas, como o basalto e o diabásio, o primeiro é
responsável pela formação dos solos mais férteis do Brasil, a “terra rocha”.
3- Estruturas geologicas do Brasil.
Mais de 60% do território brasileiro é constituído pelas bacias sedimentares. Ele
possui também mais de 36% de escudos cristalinos.
A maior parte das estruturas é bem antiga, elas são da Era Paleozóica e Mesozóica.
Todas as bacias sedimentares são formadas através da aglomeração de alguns sedimentos nas
depressões.
Essas bacias são ricas em combustíveis fósseis, como por exemplo, o carvão, o petróleo e o
gas
natural.
Existem também os escudos, porém eles são os mais antigos. Podemos encontrar nos escudos, as
rochas cristalinas, como por exemplo, o granito os dobramentos modernos dão origem a algumas
cordilheiras, como a do Himalaia e dos Andes, que são territórios antigos que não sofrem com os
vulcões e com os terremotos. O Brasil apresenta uma estrutura geológica antiga (rochas
antigas) , que datam da era geológica pré – cambriana.Esse fato confere ao país uma grande
riqueza mineralógica ( minerais metálicos – Ferro , Manganês ) , já que essas rochas de origem
cristalina são impregnadas desses minerais.Podemos citar províncias de minerais com grandes
reservas , como é o caso de Carajás , no Sul do Pará e o Quadrilátero ferrífero em Minas Gerais
, sem falar no Maciço do urucum na região Centro – Oeste.
Download
Random flashcards
modelos atômicos

4 Cartões gabyagdasilva

teste

2 Cartões juh16

Criar flashcards