Secretaria Estadual da Educação
Instituto Anísio Teixeira – IAT
TV Anísio Teixeira
Série / Programa: Almanaque Viramundo
1. Apresentação
Caros1 professores,
É com alegria que trazemos a vocês este documento pedagógico, parte de
uma série de projetos da Rede Anísio Teixeira, que tem, como os demais
(Portal da Educação, TV Anísio Teixeira, A Física e Cotidiano, entre outros) o
propósito de atender às demandas da Rede Pública Estadual de Ensino
voltadas para pesquisa, produção, formação e experimentação, a partir do uso
das Tecnologias da Informação e Comunicação nos processos de ensino e
aprendizagem.
A Rede Anísio Teixeira propõe um uso crítico, lúdico e contextualizado das TIC
na educação. Neste documento, especificamente, queremos convidá-los a
reconhecer nos programas da TV Anísio Teixeira, o seu valor formativo em
atividades destinadas a educadores e/ou educandos. A TV Anísio Teixeira é
Mesmo que “a/o” ainda não faça parte da norma da língua portuguesa, já é
compartilhada por lingüistas, pela comunidade surda, usuária da Libras e por estudiosos nas
questões de gênero, com o objetivo de evitar a discriminação sexual no uso da língua, onde o
feminino, tradicionalmente, tem ficado subentendido ou em segundo plano. Existem também
outras formas de realizar tal problematização, como por exemplo utilizando o símbolo @, o
artigo feminino entre parênteses – o(a), ou ainda invertendo os artigos – a(o), assim como
utilizando a barra com o artigo masculino na frente – o/a.
A língua é viva, está em mudança permanente. Reconhecemos que necessitamos educar
o nosso olhar para incluir as diferenças. Trazemos aqui essa nota de rodapé no intuito de
convidar a(o) leitor(a) para a reflexão acerca dessa questão. Dessa forma, onde se lê aluno,
professor, etc., leia-se também aluna, professora, etc.
1
uma iniciativa do Instituto Anísio Teixeira – IAT desenvolvida com o objetivo de
produzir material audiovisual para a comunidade escolar da rede educacional
de ensino. Para isso, vem desenvolvendo desde 2008 uma diversificada grade
de programas com conteúdos relacionados às diversas áreas curriculares.
Sua programação pode ser utilizada tanto em aulas do ensino fundamental e
médio, quanto em ações de formação de professores e pretende favorecer uma
maior aproximação da comunidade escolar com temáticas próprias do universo
do ensino e aprendizagem. As propostas e abordagens dos programas estão
pautadas no compromisso com a criticidade, a interdisciplinaridade, a arteeducação e a integração dos diferentes sujeitos da comunidade escolar.
Importante ressaltar que, na TV Anísio Teixeira, a comunidade escolar não se
constitui apenas em expectadora, mas em parceira e participante ativa de sua
produção.
E são diversos os programas da TV Anísio Teixeira:
Almanaque Viramundo
Campanhas Educativas
Máquina de Democracia
Dois Dedos de Prosa
Muito prazer!
Ginga: Corpo e Cultura
EnCenAção - Teleteatro
Identidades
Poesia de Cada Dia
Meu Avô, o Circo
Etnomatemática
Questão de Língua
O objetivo desse documento é iniciar com todos os professores da rede pública
do ensino do estado da Bahia um diálogo sobre Educação, a partir das
produções da TV Anísio Teixeira. Esperamos que os exemplos de atividades
aqui trazidos inspirem novas ações nas escolas a partir da percepção,
necessidade e criatividade de cada professor que se encontra em uma sala de
aula.
Em termos práticos, a nossa contribuição se realiza na exemplificação de
possibilidades didáticas dos programas da TV Anísio Teixeira, ressaltando seu
caráter
interdisciplinar,
comprometido
com
a
diversidade,
inclusão,
acessibilidade e criticidade. Todas as propostas aqui apresentadas, assim
como os programas relacionados, foram concebidos por professores da rede
que integram a TV Anísio Teixeira.
Neste
sentido,
destacamos
alguns
procedimentos
importantes
para
potencializar a discussão trazida pelos programas da TV Anísio Teixeira:
• elaborar atividades que coloquem em jogo as concepções que os estudantes
e/ou professores possuem sobre o tema abordado, para discuti-las;
• selecionar textos e outras mídias relacionadas aos conteúdos, para
aprofundamento dos temas;
• planejar pausas estratégicas durante a exibição dos programas, pois elas
“ajudam a pensar” e favorecem mais reflexão;
• formar pequenos grupos de discussão sobre temáticas apresentadas nos
programas;
• Fazer relações entre as temáticas apresentadas nos programas e o cotidiano
dos estudantes,
contribuindo
assim
para
um
ensino
contextualizado,
interdisciplinar e crítico;
• Avaliar, ao longo do percurso, as aprendizagens construídas.
Um programa de televisão, muito mais do que um fim, é um meio. Nada supera
a riqueza da reflexão compartilhada em um grupo de sujeitos comprometidos
com a aprendizagem.
2. Descrição do Programa
Almanaque Viramundo é uma revista eletrônica de variedades inspirada nos
antigos Almanaques. Cada programa da série é composto por diversos
quadros, um mosaico que traz curiosidades ligadas às disciplinas escolares,
perfis, cidadania, direitos humanos, depoimentos, informações e dados da
educação e dos movimentos culturais da Bahia.
A Série colabora com a ampliação da noção de espaço educativo,
conhecimento e saberes e a percepção da realidade dos educadores, além de
inter-relacionar formas de conhecimento e conteúdos de diferentes disciplinas.
Oferece, ainda, à comunidade escolar um programa informativo e dinâmico,
priorizando reflexões e discussões sobre movimentos artísticos, obras de artes,
desenvolvimento das ciências no mundo, apresentação das diversas categorias
geográficas, apresentando uma Bahia diversa, única, longe do que é mostrada
no mercado midiático.
O Almanaque Viramundo é formado por 10 quadros e uma entrevista. Esses
quadros possuem uma estética própria e compõem uma diversidade de
saberes. Utiliza-se de gravações em estúdio, locações externas e computação
gráfica. O programa tem duração corresponde a 26 minutos, divididos em três
blocos, e é conduzido por um apresentador. Os quadros são:
Na Lata / Anônimos / Superação / Aqui é Massa /Artefatos / De Um Tudo / Pois
é, Poesia / Vide-verso / Ninguém Merece / Bahia Assim / Entrevista
Definição dos Quadros

Quadro “Na Lata”:
Apresenta, de forma direta e objetiva, opiniões da comunidade escolar e
sociedade acerca de temas polêmicos e relevantes. Os depoimentos devem ter
cerca de 15 segundos.
Formato: Enquete
Áreas correlatas: História, Sociologia, Biologia e Geografia, além dos Temas
Transversais.

Quadro “Anônimos”:
Apresenta cidadãos “anônimos” (mídia massiva), mas que se apresentam
singulares em suas práticas e comportamentos.
Formato: Curtadoc
Áreas correlatas: Sociologia, Geografia e Filosofia, além dos Temas
Transversais.

Quadro “Superação”:
Apresenta pessoas que, apesar de viverem em condições pouco favoráveis ao
crescimento social e intelectual, conseguiram superar esses desafios e hoje se
mostram singulares em suas práticas e comportamentos, atuando em projetos
sociais, escolas e comunidades carentes.
Formato: Curtadoc
Áreas correlatas: Sociologia, Geografia e Filosofia, além dos Temas
Transversais.

Quadro “Aqui é Massa”:
Oportuniza aos telespectadores informações sobre locais que sejam atrativos
por características naturais e/ou culturais.
Formato: Clip
Áreas correlatas: Geografia, Língua Portuguesa, História, Filosofia e
Sociologia, além dos Temas Transversais.

Quadro “Artefatos”:
Proporciona a leitura/apreciação de produções artísticas de forma criativa,
contextualizada e interdisciplinar. Sensibiliza e estimula a leitura crítica de
produções artísticas nas diversas linguagens; Estabelece relações entre som,
imagem e cognição; Estimula a produção artística dos educandos, dinamizando
a arte/educação.
Formato: Curtadoc
Áreas correlatas: Artes, História, Literatura Brasileira, Geografia, Sociologia e
Filosofia, além dos Temas Transversais.

Quadro “De Um Tudo”:
Apresenta, de forma dinâmica e lúdica, curiosidades sobre as diversas áreas
do conhecimento científico. Privilegia temas pouco explorados na escola.
Formato: Animação
Áreas correlatas: Artes visuais, além dos Temas Transversais.

Quadro “Pois é, Poesia”:
Apresentação de textos poéticos curtos, com forte tendência caligramática,
ideogramática, geométrica ou abstrata, utilizando recursos de computação
gráfica e/ou puramente gráfico-visual, além de recursos sonoros.
Formato: Animação
Áreas correlatas: Língua Portuguesa, Literatura Brasileira, Artes visuais, além
dos Temas Transversais.

Quadro “Vide-Verso”:
Através de edição clipada e Computação Gráfica, apresenta palavras,
expressões
e
imagens
pertencentes
a
universos
culturais
distintos,
demonstrando seu uso em diferentes contextos.
Formato: Animação
Áreas correlatas: Artes visuais, Sociologia, Língua Portuguesa e história, além
dos Temas Transversais.

Quadro “Ninguém Merece”:
Interprogramas que apresentam cenas do cotidiano. Os conteúdos são de
cunho social, promovendo reflexões sobre direitos e deveres, regras de
convivência, sensibilização acerca dos limites entre o público e o privado. De
forma lúdica e divertida, fomenta a reflexão sobre as atitudes humanas
necessárias a uma melhor convivência social. Estimula e amplia a
compreensão do sentido de comunidade.
Formato: Animação
Áreas correlatas: Artes visuais, Filosofia, sociologia e Língua Portuguesa,
além dos Temas Transversais.

Quadro “Bahia Assim”:
Valoriza as práticas culturais e econômicas da localidade. Apresenta questões
referentes à diversidade linguística, tradição oral, patrimônio cultural material e
imaterial, atividades econômicas e comportamentos, através de uma itinerância
pelo local, utilizando como referência pesquisa histórica, inventário do
patrimônio cultural, dados, estatísticas, entrevistas, perfis sócio-demográficos,
entre outros.
Formato: Curtadoc
Áreas
correlatas:
Geografia,
História,
Sociologia,
Filosofia,
Língua
Portuguesa, além dos temas transversais.

Quadro “Entrevista”:
Entrevista com personalidades e/ou especialistas sobre temas relevantes à
sociedade e comunidade escolar. Mobilidade que possibilita interação com
temática dos quadros. Dinamicidade e relevância do tema.
Formato: Jornalístico
Áreas correlatas: Todas as áreas do conhecimento.
3. Sugestão de Atividade
O programa se propõe a construir um canal audiovisual com base na Educação
e seus pressupostos, abordando conteúdos relacionados diretamente aos
Temas Transversais sugeridos pelos Parâmetros Curriculares Nacionais –
PCNs e abordados de maneira interdisciplinar e multidisciplinar. O Almanaque
está dividido em quadros, que podem ser abordados metodologicamente de
maneira separada, o que facilita a mediação por parte do professor.
A seguir, apresentaremos uma proposta didática para utilização do programa.
Importante destacar que a proposta apresentada, assim como as diversas
sugestões de abordagem, tem um caráter ilustrativo, buscando incentivar uma
utilização
contextualizada
e
interdisciplinar
do
programa
Almanaque
Viramundo, assim como provocar a construção de tantas outras atividades
didáticas, por professores e suas comunidades escolares.
3.1. Possibilidades interdisciplinares de abordagem da obra
Série: Almanaque Viramundo – Edição 09
Quadro: ArteFatos
Obra: Livro Capitães da Areia
Português (Literatura / Redação / Gramática) – A obra selecionada relacionase diretamente com as áreas do conhecimento citadas pela natureza da obra.
Portanto, aqui o professor poderá abordar como conteúdo programático a 2º
fase modernista, a produção de um texto argumentativo a partir da relação com
textos informativos e fragmentos do livro em análise. Em gramática, pode-se
abordar a estrutura de composição lingüística da época.
Geografia e História – A partir dessas áreas do conhecimento, o professor
pode solicitar aos estudantes que pesquisem em fontes diversas a construção
do espaço geográfico abordado no livro, bem como a contextualização histórica
desse período. Além disso, pode relacionar com o estudo da Geografia Política
no Brasil, em especial, o período da Ditadura Militar.
Sociologia / Filosofia – A obra dispara vários eixos temáticos em se tratando
destas áreas do conhecimento. Propõe-se refletir sobre de que forma os
indivíduos constroem sua identidade, como o meio influencia nessas condições
e quais elementos são importantes e definidores para a formação do caráter.
Possibilita trabalhar a idéia de coletividade, individualidade e sociedade.
Sugestões de Atividades
A partir do levantamento das características literárias apresentadas pela obra,
da contextualização histórica pesquisada e a compreensão da formação do
espaço geográfico do tempo histórico da obra, o estudante deverá apresentar
como produto final da atividade, a montagem de um painel com informações
históricas e geográficas sobre o período abordado no livro, além de levantar
informações recentes sobre a problemática mostrada, a fim de garantir uma
relação dialógica entre os diferentes contextos históricos.
Após essa atividade, utilizando-se da linguagem fotográfica, o estudante
deverá ir às ruas capturar cenas que sintetizem sua compreensão acerca da
temática e sirvam como imagens para uma exposição, além de produzir uma
redação que contextualize problemas sociais enfrentados por crianças em
estado de vulnerabilidade social e possíveis soluções dialógicas.
Recursos a serem utilizados
1. Livro paradidático (Capitães da Areia);
2. Internet
3. Piloto e quadro branco;
4. Tesoura;
5. Cola;
6. Papel metro;
7. Internet;
8. Máquina fotográfica;
9. Revelação fotográfica;
10. Cavaletes para exposição.
Avaliação
Ao final da atividade, os estudantes devem entregar um relatório escrito,
descrevendo todas as etapas do processo de construção, um diário de bordo
que demonstre a construção desse conhecimento. Além disso, a avaliação
poderá contar com uma apresentação oral.
Sugerem-se os seguintes critérios avaliativos:
-
Reconhecimento do espaço geográfico que envolve a obra;
-
Compreensão das circunstâncias históricas que envolvem a construção
da obra;
-
Análise da relação entre diferentes contextos históricos e reflexão do
contexto vivenciado;
-
Interesse e criatividade.
4. Referências
AMADO, Jorge. CAPITÃES DA AREIA. 42ª ed. Rio de Janeiro: Record, 1995.
Parâmetros Curriculares Nacionais – Apresentação dos Temas
Transversais.
Disponível
em
<
http://portal.mec.gov.br/seb/arquivos/pdf/livro081.pdf >. Acesso: Agosto de
2011.
http://www.passeiweb.com/na_ponta_lingua/livros/analises_completas/c/capita
es_de_areia
http://www.modernaplus.com.br/main.jsp?lumChannelId=4028818B2D11649B0
12D27DAC90B436C
http://www.univen.edu.br/revista/n010/CAPIT%C3ES%20DA%20AREIA%20%20MARGINALIDADE%20E%20COLETIVIDADE.pdf
Download

Secretaria Estadual da Educação