Uma Rosa de Paixão e Páscoa
Neste tempo da Paixão de Cristo, em que nos preparamos para que a Páscoa tenham significado. Lembrei-me da rosa
que em seus espinhos e em sua beleza pode traduzir bem o que aconteceu com Jesus. A idéia não é nova, já em 1530 a
rosa se tornou símbolo da fé e da esperança que Deus nos deu.
No tempo em que vivia o reformador Martin Lutero, as famílias costumavam ter as suas insígnias, seus brasões.
Nós não temos mais esse costume. As famílias não têm mais brasões. Talvez nós conheçamos o brasão do nosso
município. Também nosso estado tem o seu brasão; o Brasil tem o chamado Escudo Nacional. Também a nossa Igreja
tem o seu brasão.
As famílias expressavam com os seus brasões aquilo que era importante para elas:
- Umas colocavam em seus brasões espingardas e cães de caça, para mostrar que eram grandes caçadores.
- Outras com armas e escudos, queriam mostrar a valentia de seus membros na guerra.
- Outras ainda tinham em seus brasões cachos de uva e barris, para mostrar a sua arte na produção de vinhos.
Martin Lutero era de uma família de mineiros. Ele poderia criar um brasão que expressasse o trabalho de seus
familiares nas minas. Mas ele não fez isso.
Quando Lutero criou o brasão de sua família, ele decidiu expressar com ele a sua fé. E assim surgiu a Rosa de Lutero.
(Rosa que está no logo da IENH).
Cruz
- Bem no centro – decidiu ele – eu vou colocar a cruz. Ela vai ter a cor preta, porque fala da morte do Jesus crucificado.
- Com isso, eu quero dizer que o Deus Eterno vem para bem perto de nós na cruz de Jesus Cristo com o seu amor.
- Esse é o centro da minha fé – pensou o reformador - e eu creio que assim Deus me salva.
- Quando eu creio nisto de coração, então eu tenho a vida completa. Mesmo que a cruz preta seja cruz de morte e
lembre a dor, ela não me traz a morte, mas sim a vida.
Coração
- Essa cruz preta – continuou Martin Lutero – eu vou colocar dentro de um coração vermelho, o coração de um cristão.
- Assim, marcado pelo amor de Deus, com a cruz de Cristo, é o coração dos cristãos. Isto mostra nossa fé no crucificado.
A cruz da morte de Cristo em nosso coração dói, mas não mata, pelo contrário, ela nos mantém vivos.
E Lutero lembrou da carta de Paulo aos Romanos onde está escrito: “Pois se orarmos de todo o coração seremos
salvos” (Rm 10.10).
Rosa
Lutero continuou apresentando seu brasão: - O coração está em cima de uma rosa branca.
- Assim eu quero mostrar que a fé que temos em Deus, que vem ao nosso encontro com o seu abraço no Cristo
crucificado, essa fé, que nos leva ao encontro do próximo, nos traz alegria, nos ampara e dá paz com Deus, conosco
mesmos e com os outros. É uma rosa branca, porque branca é a cor do Espírito Santo que nos ajuda na busca da
verdadeira paz. A rosa é branca e não vermelha, pois quero falar da verdadeira paz, da paz de Cristo, e não da paz do
mundo.
Fundo Azul
O brasão de Lutero ainda não estava completo. - Para terminar - explicou ele -, a rosa vai ganhar um fundo da cor do
céu.
- O fundo da cor do céu nos ajuda a lembrar que a alegria que sentimos no espírito e na fé é apenas o início da grande
alegria que teremos no futuro. Já agora vemos, sentimos e somos sinais dessa alegria e paz que Deus quer para nós e
isso nos motiva na esperança do Reino completo de paz e amor que Deus nos promete.
Por isso cantamos sempre de novo: “Venha o teu Reino Senhor!”
Anel Dourado
- Por fim, em torno de tudo isso, vai um anel dourado – disse Lutero.
- O ouro é o mais precioso de todos os metais. Assim quero mostrar que o Reino de paz, amor e justiça com o qual
Deus nos presenteia em seu amor é o bem mais precioso que temos. E mais, um anel não tem início nem fim, assim
também não terá fim esta vida boa que Deus nos prepara.
Assim ficou pronto o brasão de Lutero expressão da fé das pessoas cristãs na Páscoa de Jesus.
Que a Rosa de Lutero possa ser ânimo para a vida, em suas dores e alegrias, especialmente neste tempo. (Baseado na
carta de Martin Lutero a seu amigo Lazarus Spengler de 8 de julho de 1530).
(MATERIAL ELABORADO PELO P. Claus Martin Dreher DOColégio Evangélico Alberto Torres – Lajeado/RS)
Que a Rosa de Lutero possa inspirar nesse tempo de quaresma.
P. Júlio Cezar Adam
Download

Uma Rosa de Paixão e Páscoa