ASSINE
BATE-PAPO
BUSCA
CENTRAL DO ASSINANTE
E-MAIL
SHOPPING UOL
Confira também
Anterior | Índice |
Próxima
Mande este
texto por e-mail
SAÚDE

Aprenda a fazer exercícios e evitar
doenças de LER/Dort
COMPORTAMENTO

Atente! Caspa dá mesmo em cabelo
bem lavado
Mulheres fazem curso para esquentar
relação
CORPO
 Saiba quanto custa para ficar igual a
da Folha Online
Carla Perez
Dados médicos apontam que 18% da população
mundial tem dermatite seborréica, que no couro
cabeludo é conhecida como caspa. O número indica
que muita gente tem um tipo de doença que influi
diretamente no aspecto pessoal, pode atrapalhar a
vida amorosa (em casos mais graves) e que é
cercada de mitos.
É comum ver alguém evitar compartilhar um pente
ou escova com medo de "pegar" caspa. Dividir esse
tipo de acessório não é recomendável, por ser antihigiênico, mas a caspa não é contagiosa, e sim
decorrente de um processo inflamatório.
Não é difícil, também, o distúrbio ser associado à
falta de higiene do indivíduo. Aí está outra lenda, já
que ela não tem relação direta com a sujeira
_diferente disso, o banho muito quente, por
exemplo, pode agravar o seu quadro.
Raspar o cabelo ou cortá-lo bem curtinho adianta?
GRAVIDEZ PRECOCE
 Mesmo informadas, adolescentes
cometem os mesmos erros há 20 anos
NUTRIÇÃO

Comer durante o trabalho é habito dos
piores
BICHOS
 Animais podem ajudar a combater
doenças e solidão
TERCEIRA IDADE
 Medicina ortomolecular pode ajudar a
melhorar vida de idoso
Adianta apenas para aliviar os sintomas, já que não
atinge a origem da doença. O tratamento, aliás, deve
ser feito com acompanhamento de um
dermatologista, já que o uso de medicamentos
inadequados pode agravar o quadro.
Antes de mais nada, portanto, é importante desfazer
os mitos e saber o que é a doença. Caspa é o nome
popular da dermatite seborréica, que causa
descamação da pele e, mais frequentemente, do
couro cabeludo.
Atinge mais homens
Ela foi descrita pela primeira vez em 1887, pelo
médico Unna. Aparece principalmente em
adolescentes e adultos jovens (18 a 40 anos),
brancos, e atinge mais homens do que mulheres. É
crônica e, se não tratada da forma correta, seus
surtos podem se estender por um longo período.
Os sintomas mais comuns são escamação,
vermelhidão e aspereza no local. Pode ou não haver
coceira. Ela pode aparecer também em outras
regiões como sobrancelhas, cílios, barba, região de
trás da orelha e púbis, entre outras.
Um dado alarmante, sobretudo para os homens: a
dermatite seborréica pode causar queda de cabelos.
Cerca de 72% dos pacientes portadores possuem
alguma grau de perda e podem até apresentar
calvície.
A dermatite seborréica pode ainda causar
complicações como infecção local por bactérias ou
fungos, conjuntivite (nos casos em que surgem nos
cílios) e ausência de pêlos.
Causas e tratamento
Os principais determinantes para esse tipo de
dermatite são alterações na formação e crescimento
das células da pele, além do número e função das
glândulas sebáceas (responsáveis pela oleosidade).
Ela é comum, dessa forma, em quem tem um
número elevado ou hiperatividade dessas glândulas.
Sabe-se o mecanismo pelo qual a doença se
desenvolve, mas os fatores que geram esse
mecanismo são ainda pouco conhecidos. É possível
que a doença seja hereditária, já que muitas vezes
são observados vários casos dentro de uma mesma
família. Outros estudos apontam também que o
hormônio sexual masculino pode estar entre as
causas da dermatite seborréica. Diabetes, doenças
psiquiátricas, obesidade, mal de Parkinson e Aids
também têm forte relação com a dermatite
seborréica.
Aumenta com o estresse
CRIANÇAS
 Saiba quais alimentos utilizar no
lanche de seu filho
RECEITAS
 Salada completa
VITAMINADAS
 Consultor responde sobre minerais
 Conheça a culinária escoteira
 Alimentos ricos em lítio podem
amenizar calvície
 Confira os menus do vôo de algumas
companhias aéreas

Saiba sobre a deficiência ou excesso de
mercúrio e cobalto
 Carne de javali tem colesterol
próximo de zero
LEIA MAIS
 Edições anteriores
Existem, ainda, influências externas e internas que
podem agravar e, se controladas, melhorar o quadro.
São os chamados fatores reguladores. O estresse, o
descontrole psíquico, alimentos gordurosos, bebidas
alcóolicas, banhos muito quentes e o clima são
relatados em muitos casos como determinantes no
aumento da caspa.
A dermatite seborréica é, portanto, decorrente do
organismo do próprio indivíduo. Assim, a eliminação
ou diminuição desses fatores reguladores, aliada ao
uso de medicamentos receitados por um especialista,
é fundamental para o controle da caspa. Vale
lembrar mais uma vez: antes de usar remédios para
esse tipo de doença _oferecidos aos montes nas
farmácias_, é importante consultar um
dermatologista. Ele é o indicado para cruzar os
fatores que estão causando a doença e como tratála.
Fonte: Maura Simões Bressan, médica do Serviço de Dermatologia da
Universidade Estadual de Campinas (Unicamp).
Leia mais:
Mitos e verdades sobre a dermatite seborréica
Escolha o produto adequado para seu caso
Leia também:
Queda de cabelo é maior no inverno
Tratamento pode chegar a três meses
Massagem energética fortalece couro cabeludo
Subir
Download

podem sintomas -9 -distúrbios -pesquisa apresentar