Cálculos farmacêuticos teoria – profa. Paula
1. - Sistema Internacional de Medidas (SI): unidades grama e litro. NA MANIPULAÇÃO:
mg, mcg (g) e mL.
- grama/litro: um décimo (-1), um centésimo (-2), um milésimo (-3), um milionésimo (-6) da
unidade básica.
- U.I. – unité internationale, unità internazionale, unidade internacional – vitaminas,
hormônios, alguns medicamentos, vacinas, produtos sanguíneos. Insulina
(1U.I.~45.5g insulina cristalina pura), vitamina A (1U.I.~0,3g retinol), C
(1U.I.~50g ácido L-ascórbico), D (1U.I.~0,025g colecalciferol), E (1U.I.~0,0667mg dalfa-tocoferol).
- 1 L – 1.000 mL – 1.000.000 g
1 g – 1.000 mg – 1.000.000 g
1 mg – 1.000 g
REGRA DE TRÊS
- Formas de se expressar a concetração de uma substância:
1. Unidades de medida
2. Porcentagem
3. Razão de concentração
- Abreviações: F.S.A.; F.S.T.; b.i.d.; t.i.d.; q.s.; q.s.p.; a cada 12, 8, 6 horas.
- Exercícios:
1. Converta:
1.1. 250 mg para g
Resposta:
1g – 1.000mg
xg – 250mg
x = 0,25g
1.1.2. 16µg para mg
Resposta:
1mg – 1.000µg
ymg - 16µg
y = 0,016mg
1.1.3. 50 mL para L
Resposta:
1 L – 1.000 mL
x L – 50 mL
x = 0,05 L
1.1.4. 4 g/L para mg/ml
Resposta:
1g – 1.000mg
1L – 1.000ml
4g – x mg
x = 4.000mg
Então: 4.000mg: 1.000ml = 4 mg/ml
1
1.1.5. 10µg/ml para g/L
Resposta:
1g – 1.000.000µg
1L – 1.000ml
xg – 10 µg
x = 0,00001g
Então: 0,00001g: 1.000ml = 0,00000001 g/L
1.2. Calcule a quantidade de matéria-prima necessária para o preparo das seguintes
formulações:
1.2.1. Cáscara sagrada........................................150,0 mg
Espirulina.................................................150,0 mg
Excipiente.......................................q.s.p. 500,0 mg
Preparar 60 cápsulas
Resposta:
Cáscara sagrada: 150 x 60 = 9.000 mg
Espirulina: 150 x 60 = 9.000 mg
Excipiente: 500 – (150 + 150) = 200 mg
200 x 60 = 12.000 mg
1.2.2. Acetaminofeno....................................250 mg
Manteiga de cacau.........................q.s.p. 1,5 g
Preparar 15 supositórios
Resposta:
Acetaminofeno: 1 g – 1.000 mg
x g – 250 mg
x = 0,25 g acetaminofeno
0,25 x 15 = 3,75 g acetaminofeno
São 1,5 g de manteiga de cacau.
Então: 1,5 g manteiga – 0,25 g acetaminofeno = 1,25 g manteiga por supositório
1,25 g x 15 = 18,75 g manteiga de cacau para 15 supositórios.
1.3. Para uma suspensão de amoxicilina 5mg/ml, considerando posologia de 5ml 3 vezes ao
dia, pergunta-se: quantos miligramas o paciente está tomando em cada dose? Se for
necessário preparar 200 ml desta suspensão, quanto será utilizado de ativo?
Resposta:
Suspensão
Amoxicilina 5mg/ml
Posologia 5ml 3x/dia
5 mg amoxicilina – 1 ml suspensão
x mg amoxicilina – 5 ml
x = 25 mg amoxicilina em cada dose
Preparar 200 ml suspensão
mativo = ?
5 mg amoxicilina – 1 ml suspensão
y mg amoxicilina – 200 ml suspensão
y = 1.000 mg amoxicilina (ativo)
2
1.4. Calcule a quantidade de matéria-prima para o preparo das seguintes formulações:
Cânfora
10,0 g
Amido
60,0 g
ZnO
30,0 g
F.S.T. 75,0 g
R: 7,5g; 45,0g; 22,5g
Sulfato de Cu (CuSO4)
1,5 g
Sulfato de Zn (ZnSO4)
2,5 g
Álcool canforado
0,5 ml
Tintura de açafrão
1,5 ml
Água destilada
q.s.p. 100,0ml
F.S.A. 120 mL
R: 1,8g; 3,0g; 0,6ml; 1,8ml; 112,80ml
Uréia
2,5 g
Óleo de amêndoas
8,0 ml
Creme base q.s.p.
50,0 g
Prepare 100 g
R: 5,0g; 16,0g; 79,0g
2. Porcentagem (%)
- Por uma centena, em uma centena.
- 1. Porcentagem peso-volume (%p/V): expressa o número de gramas de um componente em
100 ml de solução ou preparação líquida.
2. Porcentagem volume-volume (%V/V): expressa o número de mililitros de um
componente em 100 ml de solução ou preparação líquida.
3. Porcentagem peso-peso (%p/p): expressa o número de gramas de um componente em
100 g de solução ou preparação.
- Exercícios:
2. Converta:
2.1.1. 12% v/v para ml/ml
Resposta:
12ml componente em 100ml preparação líquida
12 ml componente – 100ml preparação
x ml componente – 1ml preparação
x = 0,12ml/ml
2.1.2. 10% p/v para mg/ml
Resposta:
10g componente em 100ml preparação líquida
1g – 1.000mg
10g – x mg
x = 10.000mg
10.000mg componente em 100ml preparação – 10.000: 100 = 100mg/ml
2.1.3. 5 mg/ml para % (p/v)
Resposta:
1g – 1.000mg
xg – 5mg
x = 0,005g para 1 ml = 0,005g/ml
3
Se porcentagem p/v significa gramas do componente em 100ml de preparação líquida, então:
0,005g – 1ml
xg
- 100ml
x = 0,5g
0,5g/100ml – 0,5%
2.2. Para uma suspensão de metronidazol 4%, considerando posologia de 100 mg 2 vezes ao
dia, qual será o volume que o paciente deverá tomar por dose?
Resposta:
Suspensão metronidazol 4%
Posologia 100 mg 2x/dia
Vpor dose = ?
4% - 4 g metronidazol em 100 ml suspensão
1g
– 1.000mg
4g metr. – x mg metr.
x = 4.000 mg metronidazol
4.000 mg metronidazol – 100 ml suspensão
100 mg metronidazol – y ml suspensão
y = 2,5 ml suspensão por dose
2.3. Quantas miligramas de fármaco são contidas em 30ml de solução 12,5% (p/v)?
R: 12,5% significa 12,5 g em 100 ml preparação
12,5 g – 100 ml
x g - 30 ml
x = 3,75 g fármaco, mas precisa converter em mg – 3,750 mg fármaco
2.4. Quantos mililitros de glicerina estariam contidos em 250ml de solução a 20% (v/v)?
R: 50 ml glicerina.
2.5. Calcule a quantidade em gramas das seguintes substâncias:
Fármaco X
0,15 % p/p
Estearato de Mg
0,25 % p/p
1,0 % p/p
Aerosil 
Talco farmacêutico
30,0% p/p
Lauril sulfato de sódio
2,0 % p/p
Amido
q.s.p. 100,0 % p/p
F.S.T. 60,0 g
R: 0,09g; 0,15g; 0,6g; 18g; 1,2g; 39,96g
3. Razão de concentração – diluição
As concentrações de soluções muito diluídas são normalmente expressas em razão (divisão)
de concentração. Então, quando uma razão de concentração 1:1.000 é empregada para
designar uma concentração, pode-se interpretar:
- Para sólidos em líquidos: 1 g de componente em 1.000 ml de solução ou preparação líquida.
- Para líquidos em líquidos: 1 ml de componente em 1.000 ml de solução ou preparação
líquida.
- Para sólidos em sólidos: 1 g de componente em 1.000 g de mistura.
- Se uma mistura com determinada porcentagem ou razão de concentração é diluída em duas
vezes a sua quantidade original, seu ingrediente ativo estará contido em duas vezes mais
4
partes do total e, portanto, sua concentração será reduzida à metade. Assim, se 50 ml de uma
solução contendo 10 g de ativo com uma concentração de 20% ou 20/100 ou 1/5 ou 1:5 forem
diluídos a 100 ml, duplicamos o volume inicial mas reduzimos pela metade (10% ou ou
10/100 ou 1/10 ou 1:10) a concentração original de ativo.
- Exercícios:
3.1. Calcule a quantidade de matéria-prima:
Digoxina - diluição 1:10
0,1 mg
Excipiente q.s.p.
100,0 mg
Preparar 20 cápsulas
R: Para o preparo de 20 cápsulas: 20 x 0,1 mg = 2 mg digoxina TOTAL. Mas 10 mg de
diluição contém 1 mg de digoxina: 1 mg digox – 10 mg
2 mg digox – x mg
x = 20 mg digoxina
Cálculo do excipiente: 100,0 mg x 20 cáps = 2.000 mg. Então 2.000 – 20 mg digox =
1.980 mg excipiente.
T 3 - diluição 1:100
0,02 mg
Excipiente q.s.p.
100,0 mg
Preparar 30 cápsulas
R: 60mg T3; 2.940mg excipiente.
3.2. Se 5,0 ml de uma solução aquosa de paracetamol 20% p/v for diluída para 10 ml, qual
será a concentração final de paracetamol?
R: paracetamol 20% significa 20 g paracetamol – 100 ml solução
xg
5 ml
x = 1 g parac. para 5 ml, então 0,5 g parac. para 10 ml.
4. Fator de equivalência e fator de correção
- Fator de Equivalência (FEq) é utilizado para fazer o cálculo da conversão da massa do sal ou
éster para a do fármaco ativo, ou da substância hidratada para a anidra. As informações a
respeito da aplicação do FEq devem estar embasadas em literatura oficial, pois uma
substância ativa nem sempre pode ser utilizada em sua forma livre: muitas vezes, a formação
de sais ou ésteres tornam a substância mais efetiva e segura, com condições farmacotécnicas
adequadas às necessidades dos pacientes. O Fator de Equivalência é aplicado para tornar a
dose da substância disponível para o preparo do medicamento, equivalente à dose em que está
expresso o medicamento de referência.
Para calcular o Fator de Equivalência (FEq), é preciso usar o Equivalente-Grama das
substâncias envolvidas. Divide-se o Equivalente-Grama do sal pelo Equivalente-Grama da
base, ou o Equivalente-Grama da substância hidratada pelo Equivalente-Grama da substância
anidra.
Exemplo:
Equivalente-Grama do sal (sulfato de salbutamol): 288,35 g.
Equivalente-Grama da base (salbutamol): 239,31 g.
FEq = Eqg do sal / Eqg base = 288,3 / 239,315 = 1,20
- Fator de Correção (FCr) é utilizado para corrigir a diluição de uma substância, o teor do
princípio ativo, o teor elementar de um mineral, ou ainda, a umidade. Esses acertos são feitos
com base nos certificados das matérias-primas ou nas diluições feitas na própria farmácia.
Para calcular o Fator de Correção (FCr), divide-se 100 pelo teor da substância ou do
elemento. Exemplo:
5
Prescrição: Betacaroteno.......................................10 mg/cápsula
Substância disponível: Betacaroteno 11 %
FCr = 100/11 = 9,09
Cálculo: 10 mg x 9,09 = 90,9 mg por cápsula.
Para correção da umidade, a partir do teor de umidade indicado no certificado de análise: FCr
= 100 / (100 - teor de umidade)
Exemplo: Metotrexate - o certificado de análise da matéria-prima apresenta, por exemplo, 8
% de água ou umidade.
FCr = 100 / (100 – 8) = 1,09
- Exercícios:
4.1. Calcule o fator de equivalência e a quantidade de matéria-prima para o preparo das
formulações:
a) Fluoxetina
cápsula com 20 mg
Preparar 10 cápsulas
Matéria-prima disponível Cloridrato de fluoxetina PM = 345,79
Fluoxetina
PM = 309,33
R: Feq = 345,79: 309,33 = 1,12; 20 mg x 1,12 = 22,4 mg fluox. (1 cáps.); 20 cáps. = 448 mg
fluox..
b) Betametasona
0,1%
Creme base qsp
100g
Para uso tópico utiliza-se: Valerato de betametasona PM=476,58
Betametasona
PM=392,47
R: Feq = 1,21; 0,12 g betametasona; 99,88 g creme base.
4.2. Calcule o fator de correção e a quantidade de matéria-prima:
Precrição: Magnésio 10 mg/ cápsula
Teor da matéria-prima: Aspartato de Mg a 9,8%
R: Fcr = 10,2; 102 mg magnésio
4.3. A matéria-prima cefalexina apresentou teor de 95% no certificado de análise, qual o fator
de correção a ser utilizado para a pesagem?
R: 1,05.
5. Medidas
Seguindo a United States Pharmacopoeia
- Colher de chá: 5 ml (uso doméstico – variação entre 3 e 7 ml)
- Colher de sopa: 15 ml (uso doméstico – variação entre 15 e 22 ml)
- Gota: 1 ml  20 gotas – 1 ml = 1 g (considerar densidade da água).
6. DESAFIOS
6.1. Excipientes - ou ingredientes inativos - são substâncias destituídas de poder terapêutico,
usadas para assegurar a estabilidade e as propriedades físico-químicas e organolépticas dos
produtos farmacêuticos. As indústrias farmacêuticas são obrigadas a discriminar os
ingredientes inativos na bula dos medicamentos. Todavia muitos profissionais de saúde não
lêem a bula ou não têm noções sobre os excipientes ao prescrever medicamentos.
Baseado na aula de excipientes e adjuvantes farmacotécnicos:
Dê a Função Farmacotécnica dos excipientes abaixo e Calcule a quantidade em g de cada
componente para atender a seguinte prescrição:
6
6.1.1. Tomar o comprimido de 6 / 6 horas. Duração do Tratamento: 20 dias
Componentes
Diclofenaco de sódio
Ácido ascórbico
Ácido cítrico
Aspartame
Bicarbonato de sódio
Estearato de magnésio
Aroma de Laranja
Lactose
Quantidade
Quantidade
Corrigida (g)
Função
Farmacotécnica
100 mg
25 mg
10 mg
5 mg
30 mg
0,50 mg
q.s.
q.s.p. 1 Comprimido
6.1.2. Tomar a comprimido de 8 / 8 horas. Duração do Tratamento: 30 dias
Componentes
Ibuprofeno
Croscarmelose Sódica
Celulose Microcristalina
Polivinilpirrolidona
Dióxido de Silício Coloidal
Lauril Sulfato de Sódio
Corante Laranja
Amido de Milho
Quantidade
Quantidade
Corrigida (g)
Função
Farmacotécnica
200 mg
15 mg
50 mg
q.s.
0,5 mg
1 mg
q.s.
q.s.p. 1 Comprimido
6.2. A fórmula abaixo descrita é para preparação da emulsão de óleo mineral que é indicada
como laxante e lubrificante intestinal. Calcule as quantidades necessárias de cada componente
da fórmula para o preparo de 150,00 mL desta emulsão:
COMPONENTES
QUANTIDADES
Goma arábica em pó
12,500 % p/v
Baunilha
0,004 % p/v
Xarope simples
10,000 % v/v
Óleo mineral
50,000 % v/v
Álcool etílico
6,000 % v/v
Metilparabeno
0,150 % v/v
Propilparabeno
0,025 % v/v
Água qsp
125,000 mL
7
Download

Cálculos farmacêuticos teoria