RESPOSTA DE AUTORA ISABEL DE SANTIAGO À REVISAO AMP_de 06042015_em 12042015
Revisão do artigo “Comunicação em Saúde: Evitar o contágio da doença por vírus Ebola nos
PALOP – Metodologia KISS & KEYWORDS” de Santiago I, Miguel JP e Antunes F
O artigo, assumindo-se como um artigo de perspetiva, encontra-se estruturado como uma
apresentação de um projeto de intervenção na área da comunicação em saúde, e é sobre um
tema atual e pertinente, doença por vírus Ebola, com interesse à realidade portuguesa pelo facto
de decorrer nos Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa (PALOP).
Analisando o documento, segundo as “Normas de Publicação da Acta Médica Portuguesa”,
de 26 de janeiro de 2015, nomeadamente atendendo às normas gerais:

Estilo:
- Português de acordo com o sugerido; em falta página de título e resumo;
Resposta AUTORA
Criada página de título e resumo (no artigo), nos seguintes termos:
Título em inglês: Health Communication: Preventing the spread of Ebola virus disease in
Portuguese Speaking African Countries - Methodology KISS & KEYWORDS
PT
Resumo: Neste trabalho a Comunicação em Saúde é considerada como uma disciplina importante
para a Medicina e ciências da saúde pelo seu papel como verdadeiro determinante da saúde.
Destaca-se o seu contributo para a promoção da saúde e prevenção da doença. Assim, o Plano de
Comunicação em Saúde (PCS): Evitar o contágio da doença por vírus Ebola nos PALOP –
Metodologia KISS & KEYWORDS é um instrumento que tem por objetivos minimizar o risco de
contágio por vírus Ebola nos PALOP e ainda, capacitar para uma melhoria geral das condições
sanitárias das populações visadas. No delineamento do PCS são, especialmente, considerados os
contextos sociais e culturais das populações-alvo, com destaque para os costumes, tradições e
religião. A Comunicação em Saúde é encarada como uma Função Essencial da Saúde Pública e
nessa medida visa sobretudo a abordagem populacional. O alvo das ações de comunicação são os
grupos populacionais em complemento da comunicação individual, os públicos-alvo são
populações sem acesso a meios de comunicação, na Guiné Bissau, Cabo-Verde e São Tomé e
Príncipe. No âmbito do Plano de comunicação recorre-se a metodologia, modelos e práticas
seguidas tanto pelos profissionais da comunicação como da saúde. Numa abordagem de
proximidade e de mediação cultural, identificam-se previamente factos-chave, definem-se
objetivos, delineia-se o Plano em concreto e sua metodologia de implementação (público-alvo e
intervenção a seguir, materiais a utilizar e mensagens-chave, e os parceiros a mobilizar) seguindo
as normas da OMS.
Palavras-chave: Comunicação em Saúde, Informação para a Saúde, Mobilização para a Saúde,
Vírus Ebola, PALOPS, Saúde Pública.
1
RESPOSTA DE AUTORA ISABEL DE SANTIAGO À REVISAO AMP_de 06042015_em 12042015
ENG
Abstract: In this work Health Communication is considered as an important discipline in medicine
and health sciences for his role as true determinant of health. We highlight their contribution to
health promotion and disease prevention. Thus, the Health Communication Plan (PCS): Preventing
the spread of Ebola virus disease in PALOP (Portuguese speaking African Countries) - KISS &
KEYWORDS methodology is a tool that aims to minimize the risk of infection by Ebola virus in the
PALOP and also train for a general improvement of health conditions of the local populations. In
the PCS design are especially considered the social and cultural contexts of the target populations,
especially the customs, traditions and religion. Health Communication is considered as an
Essential Function of Public Health and its main is to provide a population-based approach. The
target of communication actions are population groups in addition to the individual
communication, target-audiences are people without access to the media, in Guinea Bissau, Cape
Verde and Sao Tome and Principe. Under the communication plan uses the methodology, models
and practices both by media professionals as health. A proximity approach and cultural mediation,
previously identified key facts, are defined objectives; outlines to the Plan in concrete and its
implementation methodology (target-audience and following intervention, materials to be used
and key-messages and partners to mobilize) following the WHO standards.
Keywords: Health Communication, Health Information, Mobilization for Health, Ebola virus,
Lusophone Africa, Public Health.

Submissão:
- Página de título:
 Embora não seja curto é informativo, resumindo de forma clara o
conteúdo do artigo,
 Em falta título em inglês,
Resposta AUTORA
Health Communication: Preventing the spread of Ebola virus
disease in Portuguese Speaking African Countries Methodology KISS & KEYWORDS


Em falta dados do autor responsável pela correspondência relativa
ao manuscrito,
Resposta AUTORA
Isabel DE SANTIAGO
Instituto de Medicina Preventiva& Saúde Pública, Faculdade de
Medicina da Universidade de Lisboa
Av. Prof. Egas Moniz, 1649-028 Lisboa
Telemóvel: +351966974231
[email protected]
Os nomes dos autores devem ser apresentados como se segue:
Nome Próprio por extenso, APELIDO
2
RESPOSTA DE AUTORA ISABEL DE SANTIAGO À REVISAO AMP_de 06042015_em 12042015
-
Resposta AUTORA
Isabel DE SANTIAGO; José Pereira MIGUEL, Francisco ANTUNES.
Segunda página:
 Em falta palavras-chave em inglês,
Resposta AUTORA
Keywords: Health Communication, Health Information,
Mobilization for Health, Ebola virus, Lusophone Africa, Public
Health.
-

Imagens:
- Conteúdo da figura adequado ao propósito apresentado,
- Legenda aparentemente adequada, embora com abreviaturas que importa
colocar por extenso (legenda não deverá apresentar abreviaturas),
Resposta AUTORA
Correções referentes à legenda alteradas na imagem, de abreviaturas para
extenso, conforme indicações de Revisor.
-

Terceira página e subsequentes:
 Como o artigo se encontra estruturado como uma apresentação de
um projeto de intervenção na área da comunicação em saúde, não
se adequa à estruturação clássica de um artigo científico, pelo que
se aceita a estrutura apresentada,
 A introdução do artigo, intitulada de “O problema”, apesar de
justificar a relevância do artigo, carece genericamente de
referências bibliográficas para suportar as informações
apresentadas,
Resposta AUTORA
Referências inseridas
 No sub-tema “conhecimentos/ciência aos factos-chave” alguns
dados encontram-se atualmente desatualizados, embora este tema
esteja constantemente em atualização;
Resposta AUTORA
Dados atualizados (à data de 11 de Abril de 2015)
Referência no texto da figura apresentada de forma diferente ao sugerido
“figura 1” em vez de “Fig. 1”;
Resposta AUTORA
Correções referentes à imagem alteradas no artigo, conforme indicações de
Revisor.
Agradecimentos:
3
RESPOSTA DE AUTORA ISABEL DE SANTIAGO À REVISAO AMP_de 06042015_em 12042015

- De acordo com o sugerido;
Referências:
- Referências bibliográficas não apresentadas de acordo com o
recomendado, necessitando de ser re-elaboradas de acordo com o
estabelecido nas Normas de Publicação – vide especificações detalhadas e
bastamente
exemplificadas
em
http://www.actamedicaportuguesa.com/info/AMP-NormasPublicacao.pdf
- Referências citadas ao longo do documento não presentes na lista de
referências final e lista de referências final não citada ao longo do texto,
igualmente contra as Normas de Publicação AMP
Analisando o documento, segundo as “Reviewer Guidelines”:




Relevância:
- Tema atual, apresentando uma metodologia de comunicação em saúde na
abordagem ao controlo da doença por vírus Ebola;
Originalidade:
- Adaptação de uma metodologia de intervenção em comunicação em saúde
à realidade dos PALOP e da epidemia atual de doença por vírus Ebola;
Má conduta:
- Nada a assinalar;
Estrutura do manuscrito:
- Título: como previamente referido, embora não seja curto é informativo,
resumindo de forma clara o conteúdo do artigo; em falta título em inglês;
Resposta AUTORA
Inserido título em inglês no artigo, conforme indicações de Revisor.
-
Corpo de texto: cumpre o limite máximo de 1.200 palavras;
-
Referências: como previamente referido, referências bibliográficas não
apresentadas de acordo com o estilo da AMP, com referências citadas ao
longo do documento não presentes na lista de referências final e lista de
referências final não citada ao longo do texto,
Resposta AUTORA
Correções efetuadas nas Referências conforme indicações de Revisor.
-
Tabelas/Figuras: como previamente referido, conteúdo da figura adequado
ao propósito apresentado; legenda aparentemente adequada, embora com
abreviaturas (legenda não deveria apresentar abreviaturas); e referência no
texto da figura apresentada de forma diferente ao sugerido “figura 1” em
vez de “Fig. 1”;
Agradecimentos: agradecimentos de acordo com o sugerido, embora sem
indicação de fontes de financiamento nem conflitos de interesse (ou
assinalado a ausência destes);
-
4
RESPOSTA DE AUTORA ISABEL DE SANTIAGO À REVISAO AMP_de 06042015_em 12042015




Resposta AUTORA
Correções efetuadas nos Agradecimentos conforme indicações de Revisor.
Agradecimentos: Escola Secundária e Artística António Arroio, Ministério da
Saúde de Portugal. Ministério da Saúde Pública de Guiné Bissau, Ministério
da Saúde de São Tomé e Príncipe, Ministério da Saúde de Cabo Verde e
Fundação Luso Americana para o Desenvolvimento. Financiamentodo
Plano: FLAD. Os autores declaram não existir conflitos de interesses.
Extensão:
- Adequada;
Apresentação:
- Estrutura adotada própria, diferente do classicamente sugerido, por vezes
algo confusa;
Recomendação de publicação:
- Sendo um artigo de perspetiva, está recomendada a sua publicação.
Prioridade de publicação:
- Por escolha editorial, a sua publicação poderá ser considerada prioritária
no sentido da oportunidade atual de relevância do tema abordado.
5
Download

Reply to Reviewers - Acta Médica Portuguesa